14.5.14

Capítulo 38 - Parte 2/3

  - Dan! Olha aqui para o papai.  - Joe sorriu todo abobalhado quando o filho o olhou sorrindo. Daniel estava a coisa mais linda do mundo. Vestia camisa social branca com gravata borboleta preta, calça também social preta e sapatos pretos. Os cabelos dele estavam penteados de lado, mas insistiam em cair sobre a testa.
   - Joseph! Onde está a Demi? - Dianna o cumprimentou rapidamente com um beijo na testa e derreteu-se ao ver o pequeno Daniel.
   - Ela sumiu desde seis da manhã, estou preocupado. - Dizia Joe enquanto penteava os cabelos em um topete e arrumava a camisa social preta no corpo. Ele estava lindo vestindo uma camisa social preta com a calça branca e sapatos também brancos. - Não consigo falar com ela, o celular só está dando desligado. - Suspirou frustrado e sentou-se na cama.
   - Já falou com as meninas? Elas devem ter notícias. - Dianna chegara a ficar emocionada com o neto. Dan tinha um sorriso que fazia qualquer coração derreter-se de amor por ele.
   - Eu vou falar com elas. - Forçou um sorriso. - Vamos? - Disse sem jeito. Dan correu para os braços de Joe e eles desceram.
 Tudo estava como Demi planejara, se não estivesse melhor. Quando deu sete e meia, hora marcada para a festa do pequeno, os convidados começaram a chegar. Dan e Joe os recebia com um simpático sorriso. Eram tantas pessoas. A família de Demi, e a enorme família Jonas. Amigos e mais amigos, celebridades, produtores, empresários dos quais Joe nunca vira na vida. Fora as pessoas que ele não conhecia. Estava tudo lotado, extremamente lotado. O pior era quando perguntavam de Demi. Céus! Ele não sabia o que fazer ou como falar, acabara inventando uma desculpa qualquer.
   - Graças a Deus você chegou. - Joe suspirou aliviado quando Miley passou pela recepção vestindo seu vestido estampado em cores frias mostrando sua barriga de grávida de três meses. - Onde está o Nick? - Franziu o cenho. Miley estava com Selena e um rapaz.
   - Boa noite Joseph. - Miley beijou-lhes as bochechas e sorriu para Dan. - Nick está resolvendo algumas coisas, ele vem mais tarde. - Miley pegou Dan no colo e começou a mimá-lo como sempre fazia.
   - Olá Selena. - Joe a abraçou. - E você, é o.. - Disse meio sem jeito ao rapaz que acompanhava Sel.
   - Ian Somerhalder. - Joe apertou a mão do rapaz totalmente surpreso, não sabia que Selena estava saindo com aquele famoso rapaz. Ou melhor, certa noite Demi comentara sobre Sel e seu novo namorado, mas ele estava tão concentrado nas pernas dela e de como elas eram perfeitas enlaçadas em sua cintura quando faziam amor, que nem deu ouvidos ao que Demi dizia.
   - Onde está a mãe desta criança? - Selena perguntou pegando Dan dos braços de Miley.
   - Eu não sei. - Murmurou envergonhado.
   - Como não sabe? - Selena arqueou as sobrancelhas ao olhá-lo.
   - Não sabendo. - Joe pegou o pequeno dos braços de Sel e sorriu nervoso. - Bem, ela saiu às seis da manhã e não deu notícias até agora. - Murmurou irritado.
   - Talvez ela não goste do seu oral. - Comentou Miley enquanto colocava o presente de Dan na caixa de presentes. Miley tinha o dom de dizer as coisas erradas e nas horas erradas, como agora que um senhor acabara de passar os fitando com os olhos arregalados e balançando a cabeça negativamente.
   - Ela nunca reclamou. - Disse pensando nas suas tantas noites de amor e no quão elas eram incrivelmente prazerosas.
   - Plantei verde e colhi maduro. - Joe revirou os olhos assim como Selena. - Você finalmente confessou. - Sorriu vitoriosa.
   - Deixa de blefe, e vamos sentar. - Selena saiu puxando Miley pelo braço e Ian pela mão. Conforme os minutos iam se passando Dan encolhia-se mais e mais no colo do pai. Estava triste e emburrado. Onde ela estava? Pensava consigo mesmo. Todas as crianças brincavam animadamente, umas com suas mães e outras com outras crianças, os adultos se divertiam dançando ou bebendo. Joe já não sabia mais o que fazer, tentava brincar com o pequeno, mas nada. Ele continuava triste escondendo o rosto no pescoço do pai.
   - O que aconteceu com ele? - Denise perguntou assim que Joe sentou-se na mesa junto com os familiares.
   - Está com saudades da Demi. - Disse também desanimado. Não era só Dan que estava sofrendo pela falta de Demi. Era tão ruim ficar longe dela. Demi era o sol do universo de Joseph e do pequeno Daniel. Sem ela não existia luz para eles. Joe já estava perdendo as esperanças e não sabia o que fazer, pensara em até chamar a polícia. 
   - Ei, meu amor. Olha só quem chegou. - Dani acariciou os cabelos de Dan e sorriu brevemente para Joe. Céus! Lá estava ela. Demi agarrava-se ao trench coat, mesmo assim tremia de frio. As bochechas coradas e o sorriso simpático não saia de seu rosto enquanto ela se aproximava deles. Ela era tão linda que Joe chegara a ficar sem fôlego. Demi ofereceu-lhes um sorriso de criança que acabara de aprontar. Abriu o trench coat mostrando a bela saia de secretária preta que batia no meio exato de suas belas coxas cobertas pela meia fina preta e a blusa de cetim branca com botões cor de ouro. Logo Nick aproximou-se de Demi com uma caixa branca com o laço vermelho. Demi sorriu para Nick e abriu a caixa revelando o seu presente.
   - Feliz aniversário anjo da mamãe. - Demi sorriu estendendo o filhote de golden retriever branco. O cachorrinho abanou o rabo e colocou a língua para fora ao ver o pequeno. Ele era uma bola de pelos branca com uma gravata borboleta preta como a de Dan. - Vamos, não tenha medo. Buffy não morde. - Joe sorriu timidamente quando Demi agachou-se estendendo o cachorrinho a Dan. Ela era incrível.
   - Mama. - Dan riu gostosamente assim que passou a mão na cabeça do pequeno Buffy. Todos suspiraram aliviados e riram de como Dan era esperto e adorava gargalhar.
   - Quer segurá-lo? - Dan parecia assustado, mas também estava animado. Demi colocou o filhote no colo do pequeno e Dan gargalhou quando Buffy começou a lambê-lo. Abraçou o filhote e riu escandalosamente quando a língua quente alcançou sua orelha. - Fui trocada por um filhote. - Murmurou.
   - Mama. - Dan levantou os bracinhos para que Demi o pegasse, estava com tantas saudades.
   - Você está lindo. - Demi o abraçou com força e o pequeno aninhou-se a ela. - Tão lindo o meu bebê. - Demi distribuiu beijos pelo rosto de Dan fazendo-o corar. Nem acreditara que um ano tinha se passado desde o nascimento dele. Olhou para o pequeno e os olhos marejaram. Céus! Ele era o bebê dela, o filho dela! Demi sonhou a vida todo com um filho, era um de seus sonhos que tinha se realizado. Ela era absurdamente feliz por tê-lo. - Mamãe te ama. - Demi deu um beijo estalado da bochecha de Dan e o bebê riu.
   - Oi. - Joe tinha um sorriso tímido nos lábios. Levantou-se ficando frente a frente com Demi.
   - Oi. - Sorriu para ele. - Você fez um ótimo trabalho, tudo está perfeito. - Demi aproximou-se dele com Dan nos braços e o abraçou sem jeito. 
   - Eu estava tão preocupado com você. - Joe a abraçou depositando um beijo na testa de Demi. - Você me deve explicações mocinha. - Disse assim que desfez o abraço.
   - Eu sei. - Demi aspirou o perfume dele totalmente inebriada de paixão. - O que acha do Buffy? - Demi curvou-se com Dan nos braços para que o pequeno pudesse acariciar a cabeça do filhote. Era tão cômico, Dan não era muito delicado, passava a mão pesada na cabeça do filhote e depois ria olhando para Demi.
   - Eu acho que o conheço. - Joe pegou o filhote no colo e recebeu uma senhora lambida no rosto. - É o filhote do Elvis? - Perguntou tentando manter o filhote longe do seu rosto.
   - É sim. - Disse rindo. - Ele gosta de você. - Demi arqueou as sobrancelhas e riu quando Buffy lambeu Joe novamente.
   - Dan, é melhor você tomar conta do seu amigo. - Joe estendeu o filhote para Dan, mas ele apenas riu e passou a mão na cabeça do cachorro. - Demi! - Demi riu quando o filhote aninhou-se ao colo de Joe.
   - Papa. - Dan riu gostosamente da situação que Joe se encontrava, ele tinha adorado aquela coisa peluda e branca que gostava de lamber as pessoas.
   - Segure as pontas, eu preciso trocar de roupa. - Sussurrou para Joseph. - Demi sumiu em um piscar de olhos levando o filhote consigo.
   - É o filhote do Elvis? - Denise perguntou assim que Joe sentou-se com Dan nos braços.
   - É sim. - Joe sorriu fraco e olhou para Nick. - Vocês foram para Nashville? - Perguntou para o irmão.
   - Tudo pelo meu afilhado. - Disse sorrindo. Dan estava tão inquieto no colo de Joe, tentava se soltar dos braços másculos do pai e dava seus gritos e gargalhadas vendo as outras crianças brincar. Ele queria engatinhar para que pudesse brincar, mas era tão pequeno comparado as outras crianças.
   - Meu amor, fique quieto. - Dan tentou ficar de pé no colo de Joe apoiando as mãos nos ombros do pai.
   - Fala para o papai que você só quer andar. - Joe quase pulou da cadeira ao vê-la. Demi estava simplesmente deslumbrante no seu vestido tubinho azul marinho, os cabelos soltos estavam penteados de lado caiam pelas costas e pelos ombros, e para finalizar ela calçava um sapato de salto pretos.
   - Você está linda. - Joe aproveitou para roubar um selinho deixando-a ruborizada sobre os olhares maliciosos de Miley e Selena.
   - Obrigado. - Demi sorriu e deu um beijo estalado na bochecha de Joe antes de pegar o pequeno no colo. - Vamos rapazes. - Ora, cumprimentar aquele tanto de gente era um tédio, pelo menos Daniel pensara que era, ele estava quase dormindo nos braços da mãe. Ele era inquieto demais para aquela tarefa monótona. Fora que às vezes as pessoas o pegavam no bolo e apertavam suas bochechas. Joe sentava-se ao lado de Demi e sorria educadamente enquanto a esposa conversava com as também "mães" sobre seus filhos e de como eles eram danados. Aquela festa não iria acabar tão cedo, as crianças brincavam no pula pula, na piscina de bolinha, e outros brinquedos que Joe nem fazia ideia de como se chamavam, até uma sala de jogos tinha. Longe das crianças, os adultos dançavam na pista de dança, todos estavam se divertindo. Claro, exceto ele e Dan que já o olhava como se pedisse socorro. Demi não parava de falar, a cada mesa ela tinha um assunto especial para se tratar com certo convidado, isso que dá casar-se com uma mulher inteligente como Demetria.
   - Srta. Lovato, é um prazer conhecê-la. - Um homem que aparentava ter cerca de cinquenta anos, mas com a beleza conservada, interrompeu-a. - Poderíamos conversar? - Joseph franziu o cenho intrigado. Primeiro, era Sra. Jonas. Segundo, ele estava ao lado de Demi. Ele e Dan.
   - Amor, você poderia visitar a próxima mesa com Dan? - Demi percebera que Joe não estava gostando nada da forma que aquele homem a olhava. Joe murmurou um "Claro", pegou Dan dos braços de Demi e depositou um selinho nos lábios dela.
   - Você está linda. - Joe revirou os olhos antes de sair como um furacão com o pequeno Daniel nos braços até ele esbarrar em um convidado.
   - Desculpe. - Apressou-se em dizer.
   - Joseph! - Joe recebeu um sorriso sincero de seu velho amigo. - Não há problemas. A festa está ótima. - Sorriu apertando a mão que Joe lhe estendera.
   - Obrigado, Wil. - Joe forçou um sorriso para o amigo. Droga! Tudo que ele precisara agora era de outro homem para secar Demetria. Wilmer era seu amigo, mas Joe tinha certo receio quando Demi estava por perto.
   - Este é o famoso Daniel Jonas? - Wilmer acariciou os cabelos do pequeno e Dan ofereceu-lhes um dos seus sorrisos doces, mas não tirava os olhos da mãe. - Posso pegá-lo? - Perguntou animado.
   - Wil, eu trouxe noss.. Joseph! - Joe arregalou os olhos e teve que manter-se firme para não cair. - Há quanto tempo não nos vemos? - Joe arqueou as sobrancelhas e forçou um sorriso.
   - Ashley, você está linda. - Joe teve que admitir, ela realmente estava linda no tubinho cor de ouro lantejoulado. - Vocês estão juntos? - Joe teve que desviar o olhar de Ashley, se fosse há alguns anos ele estaria caidinho por ela, mas agora ele era casado e a única mulher que lhe interessava era Demetria.
   - Sim. - Wilmer disse rapidamente, mas Ashley dissera um "Não" sobre o seu "Sim".
   - Tudo bem. - Joe fitou seus próprios pés e sorriu tímido.
   - Joseph? - Demi não gostara nada de ver Joseph perto de Ashley. Envolveu a cintura do marido com os braços e beijou-lhes o pescoço. - Olá Wilmer. - Demi sorriu timidamente para Wilmer e olhou para Ashley fuzilando-a com os olhos. - Ashley. - Disse seca sustentando o olhar ameaçador de Ashley


Continua... Oi! Bem, este capítulo não ficou exatamente do jeito que eu queria, mas foi o que saiu, infelizmente.. Talvez mais tarde eu poste mais porque já tenho boa parte da segunda parte.. Então, talvez até mais tarde :)

10 comentários:

  1. Eu amei esse capítulo, tem que ter briga por que isso tá muito na "paz". E eu adoro um barraco kkkkkk
    VOCÊ VIU O LYRIC VÍDEO DE REALLY DON'T CARE? PERFEITO u.u
    Pooosta hoje por favor
    Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  2. Eu amei esse capítulo, tem que ter briga por que isso tá muito na "paz". E eu adoro um barraco kkkkkk
    VOCÊ VIU O LYRIC VÍDEO DE REALLY DON'T CARE? PERFEITO u.u
    Pooosta hoje por favor
    Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  3. Eu simplesmente amei esse cap!! Perfeito!! Acho que essa festa promete!!! O Dan é o bebê mais fofo e lindo do mundo!!! Quero ele pra mim rsrs
    Posta mais, por favor!! Bju!!

    ResponderExcluir
  4. AMEEEI!! eu acho que essa festa ainda vai ter treta #Adoroo
    quem chamou esses trastes do Wilmer e da Ashley???? ridículos, é melhor eles ficarem bem longes de Dan. rum!
    Demi bem fofa, viajou para poder buscar o filhotinho para Dan *---*
    eu pensei que ela estava gravida e que iria fazer alguma coisa, mas como ela tinha demorado muito, fiquei até preocupada, eu pensei até que Joe ia enfartar kkkkkkkk Joe é um papai muito fofo <3
    Beijoos e posta logo, viu??

    ResponderExcluir
  5. essa Ashley.....vaca kkkkkkk
    tá perfeito u.u
    posta logooo
    to amando
    beijos

    ResponderExcluir
  6. ahhhhh eu queria um barraco daqueles poxa :/
    ta perfeito
    necessito de um hot
    posta logo a proxima parte
    posta logo bjs

    ResponderExcluir