30.6.13

75 - Eu só não entendo o porquê disso tudo

 - Eu quero ser como as outras garotas - O olhou rapidamente - eu quero ser bonita e magra como elas - disse num sussurrou. Demi sentia seu coração doer, parecia que tinha uma feriada cravada no peito que nunca cicatrizara.

 - Meu anjo, você é linda - Disse da forma mais carinhosa e confortável possível. Era visível a fragilidade da garota, ela tentava manter a calma, porém era quase impossível, seus olhos demonstravam desespero, suas mãos tremiam e ela não o olhava por mais de um segundo.

 - Eu não sou boa o suficiente pra nada - Disse o olhando fixamente nos olhos, ela parecia ter certeza do que dizia, mantinha a voz, além do choro, firme e forte. - Sabe, eu gosto dessa dor que estou sentindo, eu gosto de ver o meu sangue escorrer pelos meus cortes, não tente me dizer que sou louca ou algo do tipo - Desviou o olhar incrédulo do garoto - É a única forma de aliviar a vergonha que eu sinto de mim mesma, a culpa por comer demais ou por vomitar. - Disse perdendo todo o controle que tinha, as lagrimas desciam com precisão, Joe pensara em abraça-la, porém tinha medo dela o rejeitar.

  - Demi, você não tem que se culpar por nada - Disse com a voz serena - Saiba que eu penso o contrário, você é a melhor para mim, seu corpo é perfeito, seus cabelos são lindos, o seu sorriso abala minhas estruturas, você tem uma voz incrível, você é inteligente e engraçada. Você é tudo que uma garota quer ser e o que um cara deseja - Joe pode ver o sorriso que iluminava seu dia brotar dos lábios da amada, ele tinha a feito sorrir, isso significa um avanço não?
 - Me promete tentar? Tente ser feliz do jeito que você é pequena, eu não quero te ver assim, vomitando e se cortando por besteira, pelo menos tenta - Disse a olhando. - Eu quero te ver bem, saudável e feliz.

  - Nenhuma garota quer ser igual a mim, nenhuma garota quer ser gorda e feia - Poderia até parecer drama, mas tudo que Demi achava de si mesma era verdade pra ela.

  - Demetria, você não é ok? - Disse já nervoso - Isso é apenas um complexo bobo - Joe respirou fundo  não valia a pena discutir por nada, uma coisa ''boba'' para ele.

  - Não é um complexo bobo Joe, desda minha infância as pessoas me dizem que sou feia, gorda e sem utilidade, elas não diriam isso se fosse mentira, por que diriam?

  - Por que elas sentiam inveja de você, mas parece que até você acredita nesses absurdos. Eu quero te ajudar, mas não tem como ajudar uma pessoa que não quer ajuda - Disse a olhando nos olhos.

  - Quem disse que eu não quero? - Na verdade, nem ela sabia se queria ou não ajuda, para Demi, ela estava bem, vomitar, ficar dias sem comer e agora, se cortar, já faziam parte de sua vida e era algo inevitável, ninguém conseguia faze-la parar.

  - Você disse que gosta de sentir dor, de ver seu sangue escorrer pelos seus cortes - Dizia o garoto como se aquilo fosse a coisa mais bizarra do mundo, mas o que ele não sabia, era que existia várias pessoas mundo à fora com os mesmos problemas de Demi, se cortar não é algo estúpido, estúpido é alguém te dizer coisas que te machuquem emocionalmente ao ponto de se cortar, era o caso de Demi.

  - É a única forma que eu encontrei de me livrar de toda a culpa que sinto - Disse fria enquanto fitava o pulso enfaixado. - você não entende e parece que nunca vai entender - o olhou.

  - Eu só não entendo o porquê disso tudo - Disse cabisbaixo.

  - Eu apenas não sou feliz comigo mesma - Disse demonstrando toda tristeza possível em apenas uma frase.

  - Aprenda a ser feliz consigo mesma primeiro antes de dizer que me ama, porque eu te amo, eu não estou incerto do que digo e se você não consegue se amar, você não pode me amar - Aquelas palavras doeram, como doeram. Joe não acreditava no amor que Demetria sentia por ele? Era isso mesmo?

  - Você.. - Disse com a voz falha - eu te amo - Lagrimas, por que elas tem que denunciar sua fraqueza? Por que elas resolvem saltar para fora de seus olhos nos momentos que você tem que demonstrar que é forte?

 - Demi, quando a gente ama alguém, nós queremos vê-lo bem, independente de sua forma física, beleza ou sei o que lá. Você é linda.. não! Você é perfeita, é perfeita para mim e se isso significar ter que te deixar eu farei. - Era tudo que Joe queria a dizer desda noite passada. Viu-se com um nó na garganta, ele tinha..?

  - Você me prometeu - Sussurrou já não chorando mais, apenas decepcionada com ele, com ela, com a vida...

  - Eu te prometi, mas em primeiro lugar eu prometi para mim mesmo que queria te ver bem e você precisa aprender a se amar primeiro - Disse calmo. Agora sim ele dera a certeza que eles não tinham mais nada, agora era cada um por si..

  - Não tem lógica, você não me ama, nunca me amou, apenas me usou da forma que queria eu... - Antes que Demi pudesse terminar, Joe a interrompeu com o beijo de adeus. Com razão, Demi não correspondeu o beijo a inicio, porém logo foi cedendo aos poucos.

  - Fique forte - Disse a olhando no fundo dos olhos.

Poderia não fazer sentido, porém fazia.. Joe tinha um motivo a mais...


Continua.. Hey! Desculpem pela demora para postar, estou com problemas no notebook.. sei que o cap não ficou legal minha criatividade não está ajudando.. mas tenho que postar '-'


28.6.13

DIVULGAÇÃO :p

Hey!! A Gaabs Musso me pediu para divulgar, o blog antigo dela foi hackeado!! 

Acessem!! 

Red Blood
Red Blood




74 - Seu pulso, como está?

LEIA PRIMEIRO O  CAPITULO 73

Os primeiros raios de sol já adentravam as pequenas janelas do trailer , a baixa umidade do ar deixava o clima mais tenso que o normal..  um ambiente perfeito para que todos os segredos sombrios que atormentavam Demi fossem revelados.

A garota estava acordada há poucos minutos, percebera ela que estava abraçada à Joe, que dormia de mal jeito. Tudo que tinha acontecido foi apenas um pesadelo, não? Joe nunca tinha presenciado aquela cena.. ou tinha? A realidade nua e crua acabara com qualquer esperança que ainda restava para Demetria. Ao mexer o braço direito involuntariamente, Demi sentiu uma pequena pressão contra seu pulso direito e quando o olhou ela tinha certeza que aquele seria o fim dos perfeitos dias ao lado de Joe.

Ele a aceitaria daquela forma? Ele a julgaria? Não, ela não podia ficar sem ele, que qualquer um quebrasse qualquer relação afetiva com ela, mas Joe não, ele não! Ela tentaria se fosse preciso, largaria seu sonho para viver ao lado dele, se aceitaria daquela forma, assumiria todos os seus erros, mas ficar sem Joseph em sua vida estava totalmente fora de cogitação.

Demi estaria sendo egoísta? Talvez, desejar uma pessoa daquela forma, como ela o desejava, poderia ser considerado um pecado, mas ela o amava poxa! O amava de verdade, ele a completava e vice-versa. O que Deus uniu, o homem não separa.. já dizia o velho versículo. Mas a questão não era essa, Demetria conhecia Joe muito bem para já começar a formular o pensamento do amado. Ele sempre quis vê-la bem e feliz acima de tudo, Demi era feliz? Sim, ela era feliz com ele, isso estava estampado em seus olhos.. mas ela era feliz consigo mesma? Ela se aceitava da forma que era? Ela se respeitava? Ela era forte o suficiente para aguentar tudo aquilo? Sim, ela era forte o suficiente para enfrentar, se preciso, o mundo! Porém ela não se amava, ela aceitava o que as pessoas diziam e estava determinada a satisfaze-las. Demi estava completamente errada, ela era/é uma garota incrível sem poréns, ela era/é perfeita daquele jeito, ela era/é linda, ela era/é uma inspiração para milhares de jovens que eram/são como ela, IMPERFEITOS.

Ninguém nesse mundo um dia conseguiu ser perfeito, nem ao menos chegar perto da perfeição. O que era ser uma garota perfeita aos olhos da sociedade? Era ter cabelos lisos, rosto perfeito e principalmente ser MAGRA, essa porra de adjetivo que fode com milhares de jovens cheias de vida, e Demi, é claro, não era uma exceção. Dinheiro e Fama, as desgraças que a atormentava, ''você tem que está magra'', ''você é gorda'', ''siga o exemplo de fulana, seja magra'', ''você não é bonita o suficiente'' essas malditas frases eram ditas por MILHARES de pessoas. Demi já era magra, o que a sociedade em si a impôs foi um adjetivo falso, ela estava bem longe de ser gorda ou feia como as pessoas diziam, ela era imperfeita, mas eram aquelas imperfeições que a faziam perfeita.

Joe já estava acordado? Sim, ele estava e assim como ela, o garoto pensava praticamente nas mesmas coisas. Estava frio, era obvio, Joe sentiu Demi o abraçando com mais força enquanto ele a cobria.

  - Demi? - Sussurrou enquanto mexia no cabelo dela. - Você está melhor? - perguntou preocupado.. Joe apenas a escurou murmurar ''Am Ram''enquanto escondia o rosto na cintura dele - Está com frio? - tornou a perguntar preocupado, e assim como ele, Demi murmurou ''Am Ram'' pela segunda vez.
 - Seu pulso, como está? - Perguntou um pouco receoso em tocar no assunto.

Demi sentiu seu corpo estremecer de tensão, ele seria tão precipitado? Ele seria? O medo a invadia, as lagrimas escoriam uma atrás da outra, a insegurança e novamente, o medo, a invadiam.

 - É só uma pergunta pequena, está doendo? - Perguntou enquanto mexia no cabelo dela. O ''pequena'' inverteu toda tensão.. Ao pelo menos pareceu inverter. Se ele estivesse chateado comigo não me chamaria de pequena, pensou Demi.. E era verdade, se Joe estivesse chateado com ela, ele nem a perguntaria como ela estava.

   - Está - Sussurrou contendo as lagrimas teimosas - Você não vai né? - Perguntou assim que levantou o rosto para olha-lo.

   - Não vou o que? - Perguntou confuso.

   - Me deixar, você não vai me deixar né? - Perguntou parecendo aquelas crianças que choram rios porque a mãe tomou o doce preferido porque estava na hora do almoço.

   - Eu não vou - Disse já sentindo o nó que se formara em sua garganta, ele não queria a deixar.. mas como tinha pensado primeiramente, como ela poderia o amar se nem se amava? Não era que ele duvidasse do amor que Demetria sentia por ele, era porque, desde pequeno Denise e Paul sempre o ensinaram a se amar primeiro, não de uma forma egoísta, tipo, ser superior, mas sim de uma forma que você se ama, se aceita, você é de bem consigo mesmo.. acreditavam eles, que só dessa forma poderiam estar dispostos a amar um ao outro de todo coração. - Acho que você deveria me contar o que está acontecendo com você, não se sinta obrigada - riu tentando descontrair o clima - estou a ouvidos.

  - É uma longa história. - Desviou o olhar curioso do garoto - Eu.. - respirou fundo - Promete não me julgar? - Perguntou erguendo a sobrancelha.

   - Prometo. - Sorriu e deu um selinho rápido nos lábios de Demi, ok, ele a pegou de surpresa.. ela pensou  que  Joe não fosse beija-la depois da noite passada....

  - Eu tenho problemas com minha alimentação e a pouco tempo comecei a descontar tudo em mim mesma. - Disse num sussurrou. Demi sentia vergonha de contar tudo de ruim que fazia parte de sua vida..
 
  - Acho que todos já perceberam que você não gosta de comer - Disse sério.

  - Eu não posso comer, eu vou ficar gorda e eu tenho que eliminar toda essa gordura, eu não posso, ok? - Disse já nervosa, as lagrimas rolavam sem piedade, as palavras não formulavam frases objetivas.

  - Calma, respira fundo - Disse a sentando ao seu lado com objetivo de acalma-la.

  - Tudo bem - Disse entre um soluço - eu posso confiar em você, eu posso! - repetiu para si mesma - Eu não posso comer, eu sou gorda você não vê? eu não quero comer, eu não quero ok? eu tento elimina-la assim que alguém me obriga a comer, sinceramente eu não sei para que comer, você só vai ficando gorda e gorda, as pessoas não gostam de pessoas gordas, eu sou gorda entendeu? - disse bastante nervosa.

   - Demi, calma - Disse assustado, ele nunca tinha a visto fora de controle como naquela manhã.

   - Joe, eu provoco o vomito após cada refeição - Disse mais calma. Joe a olhava assustado e decepcionado, ele não sabia o que fazer ou como agir. Demi cabisbaixo procurava forças para continuar a revelar a pior parte de sua vida.


Continua.. Espero que gostem :x






27.6.13

73 - E o que você sabe?

  - Joe? Demi? - Selena disse baixinho assim que entrou no trailer, que por sinal estava com a porta apenas encostada, acompanhada por Miley e Nicholas.

  - Acho que eles não estão aqui Sel - Miley disse numa calmaria que não a pertencia. Assim que os três avançaram para dentro do trailer, notaram que Demi e Joe estavam ali.

 - Oi pessoal - Disse num sussurro.

 - Ela está bem? - Perguntou Selena demonstrando estar bastante preocupada, e não era pra menos, Joe estava com uma cara péssima de choro e Demetria com o pulso direito enfaixado.

- Não sei - Disse enquanto deslizava os dedos pelo braço direito da garota. Ela o abraçava de forma possessiva e por mais que seu mundo estava desabando, o pequeno sorriso que Joe sempre observara quando passava a noite com ela estava ali.

 - O que aconteceu com o pulso da Demi? - Nicholas perguntou preocupado, o que mais tinha ali era pessoas preocupadas.

 - Eu não sei - Mentiu, ele não sabia se tinha o direito dele mesmo contar, era uma coisa intima, por mais absurda que fosse, a única pessoa que poderia contar era a própria Demi.

 - E o que você sabe? - Perguntou Miley já nervosa com a situação, Selena a lançou um olha mortal assim como Nick, o clima estava tenso e ela queria piorar as coisas? - Foi mal - sussurrou cabisbaixo.

  - Joe, está tarde. Você vem? Ou vai passar a noite aqui? - Perguntou Nick.

  - Vou ficar - Disse o olhando - tenho que vigia-la. - completou.

  - Tudo bem.. então eu já vou indo, qualquer coisa me liga. - Nick olhou para o pulso da garota logo depois pra Selena e Miley. - Vocês querem dormir aqui ou lá no nosso trailer? - Perguntou um pouco envergonhado, pois Selena, que era sua amiga, já tinha sido sua namorada à alguns meses atrás.

  - Acho melhor irmos - Miley olhou para Selena - vocês vão precisar conversar, não? - perguntou à Joe.

  - Vamos - Disse um pouco pensativo, nunca se passara que sua garota faria aquele tipo de coisa, já era de se estranhar o fato dela nunca querer comer ou sempre evitar o assunto. Joe era esperto e já começara a encaixar as peças e para garantir que nada a mais acontecesse, seria melhor ele passar a noite com Demi.

  - Então vamos meninas - Olhou para o relógio de pulso esquerdo - está ficando tarde. - completou Nick.

  - Cuida dela - Alertou Miley. Joe sorriu um pouco sem graça pelo comentário da garota e assentiu.

 - Espera - Disse Selena enquanto caminha apresadamente até o beliche do trailer - acredito que vão passar a noite ai, no sofá - A garota puxava a coberta de Demetria que estava na parte de cima do beliche. - então vão precisar duma coberta - Sel, muito jeitosa, pôs a coberta sobre Demi até a cintura da garota. Joe sorriu meigamente para ela, que fez o mesmo.

 - Obrigado Sel, - Sorriu mais uma vez para a garota.

 Nick se aproximou de Joe e estendeu a mão para fazerem o ''toque'' que sempre faziam - Boa noite bro. Olha lá o que vai fazer com a baixinha - disse rindo.

Joe o encarou sorrindo de forma sapeca, Nick rezou para ele não dizer outra coisa.. já que Selena iria também... - Olha lá você o que vai fazer com a Miley - Piscou para Nick.

Selena ficou indignada com o comentário de Joseph - Eu não vou segurar vela.

  - Você e o Kevin vão - Disse Joe a pirraçando.

Miley pensara em tudo, aquele barulho que estavam fazendo poderia acordar Demi, eles não pensaram nisso? - Ninguém vai ser vela, agora vamos Nicholas, por mais incrível que parece eu estou com sono - Disse puxando Selena e Nicholas. - Boa noite Joe e cuide da minha menina - O alertou mais uma vez.

  - Boa noite - Disse por fim, agora só era possível escutar o suspirar da garota em seus braços.

Por mais que Joe tentasse dormir, ele não conseguia. Sua mente tentava encontrar uma solução para aquele problema, mas era impossível, não cabia a ele tomar as devidas decisões. A cena que lhe deixara em choque não o deixava em paz, era só fechar os olhos e tudo parecia voltar, a garota sentada no chão do banheiro com o pulso sangrando, a lâmina suja de sangue no chão, as lagrimas escorrendo pelo delicado rosto de sua amada; tudo voltava com força, mas o cansaço o venceu, Joseph dormiu já quando o dia amanhecia.

CONTINUA.. Sorry pela demora.. eu estou trabalhando num template para o blog.. enfim! realmente, desculpem :(
Bem, o nosso casal favorito está por um fio.. fiquem atentas... beijos !




25.6.13

72 - Eu..

Sentada no chão do banheiro, Demetria chorava cada vez mais, aquilo definitivamente não podeira ter acontecido, ou melhor, nunca deveria ter acontecido. Joe, assustado, fora de si e imóvel.. não sabia o que fazer.  Ele apenas esperava uma explicação, a maldita explicação que nem Demi saberia dar. A garota o olhou rapidamente, assustada, que droga ela havia feito? Por que tinha esquecido de trancar a porta, agora ela tinha mais um problema pendente, um problemão!

  - O que... o que você fez? - Perguntou demonstrando estar assustado, e estava. Nunca imaginaria encontrar Demi, sendo ou não sua namorada, naquele estado..

Os minutos se passavam, o clima estava bastante tenso.. Joe não se atreveria a falar nada, esperaria uma explicação, se fosse necessário, a noite inteira. Demi, descontrolada emocionalmente, não tinha coragem de olha-lo, ela não precisava de alguém pra lhe dar sermões ou lições de moral, apenas precisava de um ombro amigo para chorar, se possível, a noite inteira.

  - Joseph - Sussurrou, porém pensou que Joe não ouviria, mas foi bem pelo contrario, ele ouviu e esperou numa angustia interminável que ela continuasse, mas não continuou. As lagrimas começaram rolar descontroladamente pelo rosto da garota. O pulso direito sangrava sem cessar, a lâmina jogada no chão a entregava, não tinha sido um acidente, tinha sido proposital.. e ambos sabiam. Demi queria apenas descontar toda a vergonha que sentia em si mesma. Era complicado para Joe, ele queria apenas entender o porquê de ferir-se, não tinha uma explicação lógica, mas ele estava disposto a, ao menos tentar entende-la.

   - Não me deixa - Disse entre soluços. Joe respirou fundo tentando absorver tudo aquilo que acabara de presenciar. O garoto venceu o orgulho e aos poucos foi se aproximando de Demi, que apenas gemia de dor e talvez arrependimento.

  - Eu.. - Nem ele sabia de onde tinha tirado forças para começar a dizer o que não tinha certeza.

Demi sentiu que ele a tocava no ombro, hesitou em olha-lo, mas fez. Os olhos do garotos demonstravam o quão confuso e triste ele estava, porém continuavam brilhando. A vontade de Demi era esquecer as palavras cruéis que a fez se condenar daquela forma, porém era impossível, o seu maior inimigo era ela mesma.

  - Não vou - Sussurrou assim que a puxou para perto de si, repousou a cabeça da garota em seu peitoral e a abraçou. Por mais confuso e decepcionado que Joe pudera estar, ele não podia deixa-la naquela situação tão delicada, não agora, talvez depois que tudo aquilo se passasse ele a deixaria, alias como ela podia o amar se nem amava a si mesma?

  - Não me deixa - Repetiu desesperada. O medo a invadia, ela não queria ficar sozinha em hipótese alguma. Joe sem saber o fazer, a abraçou mais forte assegurando que não a deixaria.

  - Eu não vou - Disse mais calmo. Joe prometeu a si mesmo que cuidaria de sua pequena, ela estava fora de si e precisava de apoio e carinho. - Vem, vamos cuidar desse corte - A olhou rapidamente, Demi soluçava entre o choro, os olhos da garota já estavam vermelhos e inchados o que fazia Joe desesperar de sua calma mais ainda.

 - Demi, você não pode ficar com esse ferimento aberto, vem pequena - Disse levantando-a junto consigo - Demetria vem, nós vamos ter que cuidar desse corte - Disse assim que viu que a garota se recusara reagir.

Joe levou Demi para o pequeno box do trailer, com um pouco de receio, tentou tirar a blusa que a garota usava, ela não reagia, só continuara a chorar sem cessar, porem hesitou em deixa-lo tocar-la.

 - Demi, eu estou tentando te ajudar - Suspirou - eu não vou te tocar da forma que está pensando - Disse a olhando, Demi nada disse, suspirou por vencida e deixou que o garoto prosseguisse.

Aquele com certeza não erra o momento para esse tipo de pensamento, mas assim que Joe viu a nudez da garota, não pode esconder o desejo de possui-la ali mesmo, porem não faria, focou-se em ajuda-la no banho e pode perceber que não existia só aquele corte, assim como alguns cicatrizados, tinha cortes, não tão profundos, no pulso esquerdo e em algumas regiões do tórax de Demi.

 - Desculpa - Sussurrou mais calma sentada na parte de baixo do bicama, Joe tratava de cuidar do corte no pulso direito.

  - Por que fez isso? - Perguntou a olhando, Demi desviou o olhar e abaixou a cabeça. Ela não queria falar sobre algo tão intimo, tão secreto, mas Joe já sabia demais e ela devia uma satisfação a ele.

  - Agora não - Disse com a voz falha. Joe suspirou derrotado e a ajudou vestir a muda de roupas que tinha selecionado para mesma, assim que terminou de vesti-la, Joe a levou até a sala, com fins de conversar sobre o assunto, e se sentou no sofá a trazendo consigo.

 - Eu não quero te perder - Disse assim que começara a deslizar os dedos pelos cabelos de Demi. Joe podia sentir o aperto no peito e a frustração que sentia de si mesmo. O que mais ele queria saber era o porquê daquilo tudo. Demi não podia responde-lo agora, ela mal estava em condições de agir por conta própria. - Demi? - Sussurrou ao perceber que se passara minutos e ela nada fazia, estava mais quieta que o normal. - Durma bem anjinho - Selou seus lábios na testa da garota e ficou a observa-la por minutos. As incertezas o invadiam cada vez mais fazendo o pensar que não poderia continuar, seria o fim?


Continua.. o que sera que vai acontecer com a Demi? Eles vão terminar? O.O
Desculpem pela demora para postar, eu fiquei triste por causa da morte do Patrick e muito preocupada com minha pequena, que graças a Deus está melhor! Eu realmente espero que vocês estejam gostando da fic..
Sobre as divulgações, eu faço amanhã, beeijos!!



22.6.13

71 - O que você fez?

  - Querida, eu não disse por maldade, só quero seu bem - Disse a olhando, a senhora Sarah, a coreografa, estava tentando faze-la se sentir melhor? Era realmente engraçado, pois era ela quem sempre a fazia pensar nesses complexos desistentes. - Demi, eu tenho que ir, até amanhã - Saiu as pressas.

Demi não acreditava nas palavras que tinha escutado, parou no lugar que estava e observou o céu estrelado. Por que as pessoas tinham que ser tão insensíveis? Por que ela tinha que ser assim? Tão frágil? Era o que a garota mais pensava. Demi sempre foi uma garota guerreira que lutava para conseguir alcançar todos seus objetivos, mas eram comentários do tipo ''Você é gorda'', ''Você é ridícula'' que a deixa sem chão.

''As pessoas não vão me julgar dessa forma sem eu ter feito nada'' era o pensamento fixo da garota.

 - O que faz no relento da noite? - Perguntou a tirando do transe.

  - Ah! Oi Nicholas - Forçou um sorriso.

  - Está tudo bem baixinha? - Questionou receoso, alias, Demi estava com os olhos marejados.

  - Está... eu só estava pensando. - O olhou - acho que eu perdi a hora.

  - Não me parece bem - Insistiu - Que tal conversarmos? sinto sua falta - disse sorrindo.

  - Acho que eu preciso do meu melhor amigo agora - Sorriu - também sinto sua falta Jerry!

  - Ora Demetria, estou aqui - Piscou em direção a garota - vamos indo pirralha?

  -  Eu não sou pirralha - Disse rindo - vamos - se deu por vencida.

  - O que se passa com você ? - Perguntou a olhando enquanto caminhavam sem rumo.

  - Nick, eu não entendo - Respirou fundo, aquele dilema estava a matando cada dia mais, não fisicamente, psicologicamente. - juro que não entendo... por que as pessoas me chamam de gorda?

  - Demi... - A olhou serio - sabe, as pessoas não tem o direito de julgar umas as outras, mas julgam. Acredite você não é gorda, você é linda - sorriu - e se você fosse gorda? qual seria o problema? não é só gente magra que é bonita, pessoas gordas são como qualquer um, elas são felizes por quem são e você deve se aceitar do jeito que você é.. eu posso dizer que sou um exemplo, eu aceitei a diabete como parte de mim e sou feliz por quem sou hoje - Disse calmamente. Nicholas era diabético, no começo era difícil aceita-la em sua vida, mas com o tempo o garoto percebeu que não era possível cura-la e que a única alternativa era se aceitar do jeito que ele era.

  - Quando se tem milhões de pessoas te dizendo a mesma coisa é difícil de acreditar, eu tento ignorar, mas é impossível. - Disse se controlando para não chorar ali mesmo.

  - Demi, apenas seja feliz do jeito que você é. Sabe por quê? Você só vive uma vez baixinha - Sorriu para garota. - Não se prive das coisas boas da vida, as ruins você finge que não ouviu, simplesmente as ignore, você é melhor que isso.

Andaram mais um pouco, estavam perto do refeitório e já era possível escutar a algazarra que, provavelmente, Joe, Selena e Miley faziam.

  - Prometo tentar - A garota abraçou Nicholas com toda a força que tinha, assim como ele, ela tentaria ser feliz por quem ela era. - Obrigado Jerry - Sussurrou.

  - Não precisa agradecer baixinha - Disse rindo, Nicholas também a abraçava com toda força que tinha.

   - Por que está abraçando a minha namorada Jerry? - Ora, de onde Joseph tinha saído? Reposta obvia.... O garoto batia o pé direito freneticamente enquanto cruzava os braços, Demi desfez o abraço e o encarou, Joseph era uma graça e estava longe de parecer sério.

  - O que essa criatura está fazendo aqui? - Questionou Nicholas com as mãos na nuca, era impossível não rir da pose do rapaz.

  - Vem gatinha, deixa esse banana ai - Joe puxou a garota que gargalhava com a briga entre olhares dos irmãos.

  - O que vocês estão fazendo? - Perguntou antes mesmo de saírem do lugar.

  - Estamos conversando, você não vem? - Perguntou a olhando.

  -  Estou de saída, não sou vela - Nicholas saiu dando língua para Joe.

  - Pode ser - Joe deu um selinho nos lábios da garota e a puxou pela mão até onde estavam, as garotas conversavam animadamente assim como também comiam...

  - Demetria - Demi sorriu assim que Miley a abraçou. - você sumiu o dia todo garota.

   - Aula de dança - Sorriu dando de ombros, logo Demi abraçou Selena e Kevin e se sentou à mesa junto deles.

  - Parece que tem uma eternidade que não vejo a Demi, e estamos trabalhando no mesmo filme - Kevin disse animado. Dos Jonas, Kevin era o único que Demi menos tinham contato, eles sempre foram amigos, mas nunca tiveram tanta intimidade.

  - Você sempre some, não tenho culpa - Deu de ombros enquanto ria.

  - Demi cuidado com o Joseph.. hoje ele está mais palhaço que o normal - Selena a alertou, todos olharam para Joseph que levantara as mãos em ato de defesa.

   - Apenas não apronte nada comigo - Demi olhou para Joseph com feição séria, era inevitável, ele sempre a atormentava. - Não estou brincado - Roubou um selinho dos lábios do rapaz fazendo com que todos rissem.

  - Continue não brincando que vocês dois vão parar numa cama - Miley disse da boca pra fora, Demi a lançou um olhar mortal que fez com que a garota gargalhasse - desculpe.. mas é verdade - disse sapeca.

  - Calabresa - Gritou Selena assim que Kevin abriu a caixa de pizza.

  -  Só tem que quatro queijos e bacon - Kevin disse com um pedaço de pizza troncho na mão.

  - Bacon! - Miley gritou assim que viu que Joe se aproximava para beijar Demi. - Bacon! - repetiu rindo assim que o garoto a olhou com uma feição nada boa.

 - Bacon pra Miley e quatro queijos para Selena - Kevin entregou os respectivos pedaços de pizza para  as garotas que sorriam que nem bobas.

 - Demi não vai comer? - Perguntou Nick assim que percebeu que a garota evitava a qualquer custou encarar a comida.

 - Não - O olhou - não estou com fome .- completou.

  - Qual foi sua ultima refeição? - Selena perguntou enquanto lutava contra o queijo que parecia não ter fim.

  - O hambúrguer - Disse sem pensar direito e logo se arrependeu ao ver as feições de espanto que se formaram rapidamente no rosto das garotas.

  -  Como você não está com fome garota? - Miley disse assustada - se passaram quase onze horas e você não está com fome?

  - E estava na aula de dança? - Kevin perguntou surpreendendo todos.

  - Qual é o problema? - Perguntou de forma inocente.

 -  Demi, você pode passar mal, ninguém fica esse tanto de tempo sem comer - Miley disse já mais calma.

  - Você tem que comer - Selena pegou um guardanapo limpo e com muita cautela pegou um pedaço de pizza quatro queijos e entrou para Demi. - Agora coma, eu não quero que minha princesa fique anoréxica.. - Disse sorrindo.. Selena nem sabia o efeito que aquela simples palavra ''anoréxica'' acabara de fazer em Demi.

 - É só um pedaço de pizza pequena - Joe deslizou a mão esquerda de forma carinhosa pelo rosto da garota a encorajando a comer.

  - Tudo bem - Suspirou derrotada, o pessoal a olhou carinhosamente, provavelmente felizes por ela estar comendo, e voltaram conversar animadamente.

''Você precisa emagrecer'',  ''Você é gorda e ridícula'', '' Você não tem perfil para namorar um Jonas ou ao menos estar perto de um'', '' Estrelas da Disney são magras e lindas'', ''Demi Lovato é feia'' eram esses e outros inúmeros insultos que a fazia desacreditar nela mesma, tudo vinha a cabeça de forma rápida sem que ela percebesse, o sentimento de culpa e a vontade repugnante de colocar tudo pra fora a invadia de forma covarde.

  - Eu.. eu já estou indo - A garota se levantou e saiu andando as pressas.

  - O que deu nela? - Kevin perguntou.

  - Vou atrás dela - Selena já ia se levantando, mas Joe a impediu.

  - Eu vou Sel - Disse preocupado, não era pra menos, a tensão na voz da garota o deixava assustado. Joe se levantou e foi a procura da garota, ela não poderia estar muito longe, ele, como ninguém, não estava entendo o que acontecia com Demi.

Era mais que obvio que Demi estaria no trailer pensou Joe, ela não o decepcionou, a porta do trailer estava aberta e a luz acesa. Joe não pensou duas vezes antes de entrar a procura de Demi, ele queria entender o porquê daquela tensão toda. Evitou fazer qualquer tipo de barulho, olhou rapidamente para os lados e pode escutar o choro vindo do banheiro.

 - O que você fez? - O que pensar? Ou como agir? Foi o melhor que ele pode dizer. Aquilo era assustador, era apenas isso que o garoto pensava. Ele estava em estado de choque e simplesmente não sabia o que fazer. As dúvidas e incertezas o invadiam, a decepção... o medo.


CONTINUA. O que sera que a Demi estava fazendo? Como o Joe vai reagir?


21.6.13

70 - Obrigado, mas eu não estou com fome PARTE 2/2

 - Acredito que deve ter alguma coisa aqui por perto, uma lanchonete, sei lá - Disse Selena já mais calma.

 - Será que podemos pedir comida? - Questionou Miley esperançosa.

 - Acho que sim.. - Disse rindo - mas só para avisar, vai demorar pelo menos uns trinta minutos para chegar - Completou. Demi tinha se lembrado da sua má experiência a uma semana atrás... não é nada agradável ficar confinada por mais de 30 minutos num carro com três caras que sabem de toda a sua vida..

  - Pega o celular Sel, vamos pedir - Pensou - Hambúrgueres ou pizza? - Disse animada.

  - Hambúrgueres! - Selena quase gritou - acho que não vamos encontrar pizzaria funcionando pela manhã, Miley - disse sorrindo amigavelmente.

   - Big Mac Monster, uma porção grande de batata frita e 2 litros de coca-cola - Disse animada, Demi a olhou boquiaberta, como ela poderia comer.. aquilo?

   - Vai querer o que Demi? - Perguntou Selena enquanto ligava para atendente.

   - Não quero comer hambúrguer pela manhã - Fez uma careta - vocês são malucas - riu - alias, vocês vão me ajudar a passar minhas falas - A garota pegou vários papeis, juntos por apenas um clipe, em cima do centro e mostrou para meninas. - Vocês vão me ajudar ok?

   - Tudo bem - Disseram juntas.
 
   - Vou ligar, fiquem quietas - Disse Selena enquanto se ajeitava no sofá.

   - Tem certeza que não vai querer nada Demi? - Perguntou Miley praticamente num sussurrou, pois Selena já descrevia detalhes por detalhes dos hamburguês.

   - Não, obrigado - Sorriu meiga - eu tomei chocolate quente mais cedo, estou bem - Pôs os papeis em cima do centro e se sentou ao lado de Miley - Miley, você e o Nick, vocês estão bem? - Perguntou um pouco pensativa, Miley não tinham comentado nada sobre o namoro e muito menos Nick, alias tinha tempo que ela não tinha uma das suas marcantes conversas com o Jerry.

 - Estamos - Disse meio duvidosa - eu não sei, ultimamente ele tem estado distante sabe? Eu não sei se sou eu ou ele, mas não é a mesma coisa - Disse num sussurrou.

  - Pensei que estavam bem. Eu não tenho falado com o Nick durante esse tempo, poucas vezes trocamos algumas palavras.. nem mesmo com o Joe tenho conversado - Sorriu fraco.

  - Daqui à vinte minutos nossa comida chega Miley - Disse Selena animada. - o que aconteceu gente? - Questionou a garota ao ver a feição das amigas, elas pareciam tristes e distantes.

 - Nada demais, estamos apenas pensando - Demi a olhou rapidamente - Alguém tem que avisar a portaria, se não vocês vão ficar sem comida.

  - Vamos fazer assim, vestimos uma roupa e vamos nós três buscar a comida, simples - Disse Miley já animada, ela não perderia seu bom humor por causa de um namoro, iria discutir a relação junto com Nick, não longe dele e sozinha com seus pensamentos.

  - É melhor vocês vestirem uma roupa quente, lá fora está frio e eu não vou trocar de roupa - Disse se encolhendo no sofá cada vez mais, como Selena e Miley não estavam com frio?

 - Moletom - Disse Selena desanimada. - Marca a hora, temos que chegar rápido, não quero ficar sem comida - Fez uma careta e correu para junto de suas malas.

 - Depois eu que sou esfomeada - Disse Miley rindo.

 - Hum.. são - Pegou o celular - oito e meia da manhã - disse surpresa, alias, que horas ela tinha acordado? Ou pelo menos tinha dormido?

 - Ta cedo para comer hambúrguer - Disse Selena enquanto vestida a blusa de moletom.

 - Não diga besteiras - Riu - você não quis pizza - disse enquanto abrira a mala.

                                                                     [...]

 - Aqui está frio - O vento não estava forte, porém estava frio, quase não tinha luz de sol lá fora. Selena, teimosa como sempre resolveu usar apenas uma blusa de frio fina, a garota tremia a cada passo.

 - Eu te avisei, mas a senhorita disse que era descolada demais para vestir moletons no set de gravações da Disney - Deu de ombros - mas cedo estava mais frio ainda.

 - Você não nos contou o que foi fazer com o Joe em plena manhã - Miley estava praticamente colada em Selena.

 - Não fomos fazer nada demais. - A olhou - ele me levou para ver o rio e depois encontramos um ipê roxo, apenas isso - Disse sem muita importância.

  - Sei - Disse Selena rindo. - história mal contada Demetria! - a olhou.

  - É melhor nos apresarmos, são quase nove horas - olhou no celular - o lanche de vocês já deve estar pra chegar.

  - Então vamos - Disse Miley entusiasmada, o set era enorme, porém já parecia está lotado, várias pessoas passavam por elas dando bom dia ou apenas sorrindo, era incrível como aquela velha rotina voltara  num piscar de olhos na vida das três.

                                                                     [...]

  - Vamos sentar aqui - Uma mesa tipica de refeitório destinada para quatro pessoas, batia pouco sol  e não tinha muito acesso visual entre os  ''vizinhos'' de mesa.

  - Boa escolha, Sel - A garota realmente não estava brincando, estava com fome e não fazia questão de esconder - Miley organizava cuidadosamente os hambúrgueres sobre a mesa, Demetria mexia distraidamente no celular e Selena auxiliava Miley com os lanches.

  - O nosso não tem alface, esse é o lanche da Demi - Demetria olhou em direção a mesa, droga! Lá tinha três lanches, três porções de fritas e três copos de refrigerante.

 - Obrigado, mas eu não estou com fome - Agradeceu educada.

  - Demi... é só um lanche - A olhou - é o seu preferido - Disse Selena por fim.

  - Sel, eu não posso comer essas coisas - A olhou - eu não posso.

 - Demetria, você vai comer e não tem isso de poder ou não, se você quiser, simplesmente o coma - Miley estava certa, não tinha aquilo de poder ou não..

  - Só dessa vez, por nós - Insistiu Selena sorrindo amigavelmente.

  -  Mas.. - Tentou protestar.

  - Por nós - Disse Miley sorrindo.

  - Eu nã.. - Suspirou ao notar que as duas garotas a olhava com os olhos brilhando, elas eram tão fofas... tão especiais.. - só dessa vez - sussurrou.

                                                                 [...]

Os movimentos eram rápidos e habilidosos, as garotas respiravam de forma ofegante, a música tocava freneticamente e a cada minuto aquela mulher que não aparentava nem ter 30 e já era tão rabugenta, exigia mais e mais.

 - Meninas, estão liberadas - Disse quando encerrara a música. - Demi, amanhã trate de chegar mais cedo - disse a olhando, boa parte das garotas já tinham saído da sala.

 - Desculpe, eu tive uns imprevistos - Sussurrou ao pegar a bolsa no canto inferior da parede espelhada. - Algum problema, Sarah? - Perguntou ao perceber, que Sarah, a coreografa, a observava de cima abaixo.

 - Vamos andando Lovato, temos que conversar - Disse a olhando desconfiada.

  - É tão importante assim? - Perguntou ofegante enquanto prendia o cabelo com um elástico.

  - Demi, você melhorou bastante na coreografia, mas - Sempre tinha um ''mas'' - você precisa emagrecer um pouco - Disse a olhando.

  - Eu estou gorda? - Perguntou a mulher alta e esbelta que a acompanhava. Sarah tinha quase 30 e era totalmente diferente das outras garotas, paria mais uma velha rabugenta.

  - Er.. não tão gorda, só um pouco - Disse um pouco confusa, a essa altura, os olhos da garota já estavam marejados..

  - Eu vou emagrecer.. prometo - Sussurrou cabisbaixo.

  - Querida, eu não disse por maldade, só quero seu bem - Disse a olhando, a senhora Sarah, a coreografa, estava tentando faze-la se sentir melhor? Era realmente engraçado, pois era ela quem sempre a fazia pensar nesses complexos desistentes. - Demi, eu tenho que ir, até amanhã - Saiu as pressas.


CONTINUA.. desculpem pela demora para postar, o que vocês estão achando da fic??
Estou de férias, agora vou poder me dedicar mais a fanfic.. bjos





18.6.13

70 - Você não está fazendo isso! PARTE 1/2

- Não é nada impressionante, mas a vista é legal - Joe a abraçava por traz e tampava os olhos da garota com as mãos.

  - Eu estou com frio - Riu - Pensei que era algo como a aurora boreal, mas tudo bem - completou.

  - Não é a aurora boreal - falou rápido - é apenas um lugar bacana - disse rindo.

   - Tudo bem.. é um lugar bacana e legal, mas eu gostaria de vê-lo - Disse amigavelmente - você está me enrolando Joseph!

   -  Chata - Retirou as mãos da face da garota que a, imparcialmente, não permitia enxergar. - cuidado para não cair - a segurou pela cintura.

   - A vista é linda - O olhou por cima do ombro, alias, Demi era baixinha!

   - Ali - Apontou para um pouco mais da margem do rio - foi onde passamos a noite - tornou a abraça-la.

   - Eu gostei daqui - Disse olhando para baixo, estavam praticamente na beira dum penhasco de aproximadamente quinze metros de altura, o rio, de águas verdes, corria lentamente formando pequenas ondas que não chegavam a se quebrar. A neblina, que podia ser muito bem vista e sentida, embaçava a visão e causava cala-frios a garota, mesmo assim não deixava de ser uma vista fantástica.

  - É melhor nós irmos, aqui está frio e não podemos ficar doente - A puxou um pouco mais para trás. Joe envolvia seus braços na cintura de Demi e repousara sua cabeça no ombro dela.

  - E está frio - Sorriu ao olha-lo. Demi estava tão fofa com aquelas roupas de inverno, ela vestia um conjunto de moletom cinza escrito ''NEW YORK CITY" na blusa, já a calça era lisa.

  - Mais você está tão quente - Sorriu ao adentrar a mão no moletom de Demi, ela realmente estava quente.

  - Estou com frio - Disse pela milésima vez - você não está com frio? - disse o olhando.

  - Não muito - Apertou a ponta do nariz da garota que fez uma careta - só um pouquinho.

  - Pode ir tirando sua mão dai - disse o empurrando - o senhor Jonas anda muito assanhadinho! - riu.

  - A Demi! Você está tão quentinha - Fez manha - e eu gosto desse contato físico - Sorriu ao olha-la.

  - A Demi nada! - Disse imitando a voz de Joe - o que vamos fazer ? - perguntou enquanto selava seus lábios aos de Joe de forma rápida.

 - Você quer voltar? Ou prefere andar um pouco comigo? - Perguntou a olhando.

 - Ficar com você - Disse sorrindo.


  - Acho que nunca na minha vida vi um ipê roxo - Demi estava fascinada pela vista, era realmente perfeita a arvore, bem vistosa, impressionava a todos que por ali passavam - é muito linda - Disse enquanto olhava para cima. Depois de alguns segundos observando a beleza da arvore, Demi olhou rapidamente para os lados a fim de encontrar Joe, ele estava muito quieto, o que significa que tinha algo estranho acontecendo.

 - Joe! - O chamou, Demi olhou para trás e lá estava o garoto em frente do corpo do ipê roxo - O que você está fazendo amor? - Perguntou ao se aproximar, ele parecia estar tão concentrado que nem dera a atenção - Joseph? - Pôs a mão do ombro do garoto.

 - Demetria - disse sorrindo - O que eu estou fazendo? - disse a olhando rapidamente - Bem.. acho que você vai gostar - voltou a encarar a arvore.

 - Você não está fazendo isso! - Disse surpresa, Joe a olhou rapidamente e sorriu - me deixe ver - disse se aproximando bastante do garoto.

 - Acho que está bom não? - A olhou sorrindo. - Você gostou?

 - Muito, eu sempre quis ter meu nome e do meu namorado numa arvore - Disse sorridente enquanto encarava o feito de Joseph '' Demi Lovato & Joe Jonas'' escrito dentro do desenho dum coração gravado no ipê.

 - Fico feliz que tenha gostado - Acariciou o rosto da garota - Essa arvore é especial, não se lembra dela? - Perguntou sorrindo, Demi apenas assentiu negativamente. - Bem, a partir de hoje vai ter que se lembrar - Disse sorrindo, Joe a puxou pela cintura e logo a beijou de forma calma e apaixonada.

***

 - Eu estava andando por ai - Disse enquanto se sentava no sofá do trailer.

 - Por que não nos acordou? - Selena perguntou indignada, alias, tinham perdido o café da manhã.

 - Estou esfomeada Demetria! Aqui não tem comida? - Miley surgiu do nada, a garota não parecia estar nos seus melhores dias... e Miley Cyrus com fome não é uma das melhores pessoas para se conviver.

CONTINUA.. ér.. foi mal por ter ficado esses dias sem postar, eu estava/estou sem ideias.. podem culpar minha escola, semana de prova é um saco.. mas o bom é que essa é a ultima semana de aula antes do recesso! espero que gostem ^^



16.6.13

Divulgação + Aviso

Aviso
Pessoal, estou em semana de prova e com sérios problemas com a minha criatividade! Já estou desenvolvendo o próximo capitulo a mais ou menos 2 dias e nada sai como planejado.. aguardem mais um pouco.. logo posto ;*

Divulgando~

Two Pieces Of A Broken Heart
O Diario da Demi

13.6.13

69 - Onde estamos indo?

 - Bom dia - Deu um selinho rápido nos lábios do rapaz que a segurou pela cintura e a beijou com calma.

 - Agora sim, Bom dia minha pequena - A abraçou, ainda estava cedo, era praticamente um milagre ambos se encontrarem por aquela hora da manhã, nos últimos dias dificilmente se viam e quando estavam juntos tinham que gravar ou passar algumas falas.. Se não fosse noite passada, eles estariam completando quase uma semana sem ao menos trocar um ''oi''.

  - Joseph! - Disse rindo - eu ia sentar ai - Tinham tantos bancos a sua volta e Joe, eventualmente decidira sentar onde Demetria já se direcionava, a garota o fuzilou com os olhos e ele nem se importara, mordeu o pão e ficou a observar a natureza à sua volta.

  - Você tem duas opções - Olhou para os lados - pode se sentar no meu colo ou ao meu lado - disse rindo. Como ainda estava cedo, poucos pessoas tinham acordado, com o tempo ali ficaria cheio de adolescentes e produtores mal humorados. Demi revirou os olhos e se sentou ao lado de Joseph, nunca que ela se sentaria no colo dele no ambiente de trabalho, a noite passada já não tinha sido arriscada demais?

 Demi tinha praticamente passado a noite inteirinha discutindo a sua relação e de Joseph com Miley e Selena, elas tinham razão em vários pontos.. ondem estavam com a cabeça quanto transaram ''sob a luz das estrelas''? Podia até ser romântico, mas estavam se arriscando demais, tinham regras a cumprir e elas não incluíam nada que fosse ''romântico'' ou ''afeto''.

  - Não gosta do meu colo? - Perguntou a olhando, ele fingira estar magoado, mas não a enganava, Demi o conhecia muito bem.

  - Claro Joseph, eu amo seu colo e vou sentar no mesmo banco que você - Disse ironicamente - Alias, estamos sozinhos e não tem ninguém do nosso trabalho aqui - Completou. Joe a olhou e riu.

  - Acho que alguém está de tpm - Cantarolou. Demi simplesmente odiava quando Joe dava uma de palhaço.. As vezes ela achava engraçado.. as vezes!

  - Eu não estou de tpm e você sabe muito bem disso - Disse irritada, mas não pode deixar de rir ao ver a cara de espanto de Joe.

  - Eu não sei de nada - Disse rindo enquanto tomava chocolate quente. Demi revirou os olhos e começou a pensar desde quando fazia aquele frio absurdo naquela época do ano no Canadá? Ela já tinha passado alguns dias em algumas cidades do país, inclusive Ontário, mas eles não estavam exatamente dentro da cidade, lembrou de quando fora ao médico semana passada, por isso tinham demorado bastante.. estavam numa especie de sitio acampamento, alguma coisa do tipo.

  - Amor, eu acho que vou voltar para o trailer, aqui está frio e pelo visto não vamos gravar nada por agora. - Abraçou os próprios braços - eu vou indo - Demi se aproximou de Joe e beijou a bochecha do rapaz de forma carinhosa.

  - Demi, espera - Disse quando ela já se virava para sair - eu tenho uma coisa para te mostrar, você vai gostar é legal. - Joe nem se deu o trabalho de levar a xícara a cantina, a deixou no mesmo lugar que estava, alias, Demi era mais importante que a xícara pensou ele. O garoto se levantou rapidamente e foi até Demi que o esperava tremendo.

  - Espero que seja algo que envolva calor ou altas temperaturas - Forçou um sorriso.

  - Hum.. - Demi já podia imaginar as besteiras que ele diria. - Bem.. nós podemos deixar o seu trailer pegando fogo - riu - é claro, se você quiser - disse sério. Demi não pode evitar a gargalhada e logo dera um tapa certeiro no braço do rapaz, ela sabia que Joe era animadinho, mas ele já estava passando dos limites.

  - Não rola - Disse seria - tenho companhia - sorriu sapeca. Demi era a garota mais bem humorada que qualquer um conhecia, ela sempre descontraia o clima, mas na hora seria já  tinha sua decisão formada, dificilmente se influenciava por outros adolescentes, as vezes.. diríamos que ela era do tipo que já tem ideia do que quer.

  - Acho melhor você pegar um casaco, aqui está frio pequena - Eles se aproximavam do trailer de Demi, porém só estavam de passagem e como ela mesma disse, estava com frio.

  - Tudo bem, espera aqui amor - Deu um selinho demorado nos lábios de Joe - eu já volto. - sussurrou. Joe esperava Demi dentro do trailer, porém ainda não sabia que ela realmente tinha companhia. O garoto quis acompanha-la, mas pensou que ela contaria assim que saíssem dali.

  - O que elas estão fazendo aqui? - Perguntou quase matando Demi de susto, a garota já estava vestida com as devidas roupas de frio. Demi xingava mentalmente a mala, ou ela tinha exagerado nas coisas ou aquela porcaria realmente não prestava.

  - Joseph, eu mandei você esperar lá - Disse autoritária, o garoto nem saiu do lugar, continuou a olha-la com um sorriso galanteador irresistível - Eu acho que exagerei na quantidade de roupas e agora não consigo fechar a mala. - Soou bastante calmo, mas se Demi tivesse em mãos álcool e uma caixinha de fósforo, não pensaria duas vezes antes de tacar fogo na pobre mala entupida, ora era culpa dela! Ninguém mandou levar tanta roupa.

  - Você trouxe esse tanto de coisa? - Disse assustado, fora a mala que Demi tentara fechar, ainda tinha outra intacta e aparentemente o ''closet'' do trailer estava cheio.

  - Nunca se sabe quando vai precisar - Forçou um sorriso e voltou a tentar fechar a mala. Depois de uns cinco minutos, a mala estava fechada, é claro, ela precisou da ajuda do namorado que a ajudou de bom grado...

  - Onde estamos indo? - Caminhavam a poucos minutos e Demi já se coroia de curiosidade.

  - Eu já disse, você vai gostar - Sorriu e a abraçou de lado.


Continua.. Onde sera que eles vão? :) COMENTEM!!


10.6.13

Selinho :)





Como Funciona:


- Escrever 11 coisas sobre seu próprio blog.
- Responder a 11 perguntas feitas pelo blog que o indicou.
- Indicar 11 blogs com menos de 200 seguidores.
- Fazer 11 perguntas para quem indicaremos.


 11 coias sobre meu blog:

1. É apenas sobre Jemi fics, mesmo eu sendo Smiler e Lovatic, não consigo escrever fics sobre ''Niley'' ou ''Miam''.
2. Eu crie o blog por três motivos: porque eu sou impaciente; odeio esperar muito tempo para ler novas postagens de outros blog; eu estava viajando e não tinha absolutamente nada para fazer, passei dois meses em Goiânia apenas escrevendo fics. 
3.  Gosto de ler os comentários, pois são eles que me indicam se devo continuar com a história ou não. 
4. Prefiro não ler as fics anteriores, pois elas são um lixo. 
5. Acho que os comentários são importantes, pois se ninguém comentar eu penso que o capítulo está uma porcaria. 
6. Amo colocar uma foto ou um gif a cada final de capítulo. 
7. O título do blog ''Don't Live a Lie'' é o primeiro trecho da música Liberty Walk da Miley, pois foi, se não me engano, a segunda música dela que eu escutei. 
8. As únicas pessoas que sabem da existência do blog são minha amigas e se por acaso minha mãe ler minhas postagens.. adeus vida :) 
9. O design era para ser mais organizado, porém não sei mexer com html e nem tenho paciência para assistir tutorias do youtube. 
10. Os personagens principais e secundários são fixos, os terciários são variados. 
11. Temos sérios problemas com a fonte.


Resposta das 11 perguntas: 

1. Qual seu livro favorito?
A Última Música.
2. Sua inspiração para escrever?
Acredito que não tenho nenhuma inspiração para escrever.
3. O que te levou a criar um blog e escrever fanfics?
A ansiedade para ler novas postagens e a curiosidade de escrever uma fic :)
4. Você vê seu blog como uma diversão, ou já virou uma obrigação?
As duas coisas ao mesmo tempo. À dois meses atrás eu era praticamente obcecada para postar logo e sempre escriva até o dia amanhecer, hoje, eu estou tentando me afastar um pouco mais desse mundo, pode até ser legal escrever, mas chega num ponto que sua cabeça parece que vai explodir de tantas ideias que você não consegue expor.
5. Já pensou em parar de escrever e excluir seu blog?
Com Certeza, as vezes eu me sinto um pouco culpada por escrever histórias sobre ''Jemi'', pois parece que a Demi não gosta muito desse assunto e eu me sinto mal por ela.
6. Você gosta do que escreve e já pensou em escrever um livro?
Eu amo escrever minhas histórias. Mas acho que escrever um livro é uma coisa mais seria e como escritora, eu ainda tenho muito o que aprender.
7. Qual seu maior sonho atualmente?
Investir na minha carreira de musicista.
8. Tem algum lugar que te inspira?
Eu não sei, eu realmente amo muitos lugares que me inspiram, principalmente minha cidade ( Goiânia ).
9. Alguma de suas fics é inspirada em algo real da sua vida?
Não, minhas fics não tem nenhuma ligação com a minha vida ''real''.
10. Você coloca na sua fic tudo aquilo que gostaria de ser, ou de ter em sua vida?
Um pouco dos dois. Acho que principalmente ''aquilo que gostaria de ser'', a Demi é simplesmente uma das pessoas mais importantes da minha vida, ela se tornou minha inspiração e o modelo de mulher que eu quero ser quando crescer, eu a amo muito e tenho uma forte ligação com ela.
11. Se você fosse uma escritora. Qual seria o assunto que você abordaria em seu livro?
Romance e aventuras. 


 Repassando: 
ETERNAMENTE JEMI
Jemi - I can be myself with you
Um Homem sob Medida
O Diario da Demi
Jemi

Minhas Perguntas:

1º O que te deixa mais ansiosa: o final da história ou a solução dos conflitos entre os personagens? 
2º Você prefere escrever romances ou historias mais animadas? 
3º Você se lembra da primeira fic que leu? O que você achou dela? 
4º Já se assustou com alguma coisa que leu? O que foi? 
5º O que é mais importante para você numa fanfic? 
6º Prefere escrever pelo dia ou à noite? 
7º Você consegue expor suas ideias da forma que deseja? 
8º O design do blog te influencia na leitura? 
9º Obviamente, você é influenciada por outras fanfics, no que mais elas te influenciam? 
10º Pretende continuar escrevendo até que ponto? 
11º Você se sente obrigada a postar? Ou prefere esperar pelo seu tempo? 

68 - Demi, você está grávida?

  - O que vocês estão fazendo aqui? - A garota perguntou pausadamente quando acabara de entrar no trailer praticamente de pernas pro ar. 

  - É assim que recebe as amigas Demetria? - A garota com uma camiseta duas vezes maior que ela perguntou indo saltitante até a Demi. 

  - Não é Selena? A gente fica mais de nove horas dentro do avião para vim ver essa vaca e ela nos recebe assim. - Disse rindo enquanto bebia red bull. 

  - Apenas estou surpresa. - Disse sorrindo - eu realmente não esperava encontrar vocês aqui. 

  - E a senhorita estava aonde? Já está tarde para ficar perambulando por ai. - Questionou Selena com as mãos na cintura, ela estava tão fofa com aquela ''camisa'', parecia mais aquelas meninas de filme que usam camisão, short curto e meias coloridas. 

  - Eu estava com o Joe - Disse sorrindo timidamente. A noite tinha sido perfeita, a garota nem imaginara que um dia aquele ''sonho'' se realizaria. 

  - Estava aonde? - Questionou Miley sorrindo maliciosamente junto com Selena... estava tão na cara assim?!

  - Acredite ou não, eu estava num piquenique noturno sobre a luz das estrelas - Suspirou enquanto caminha até a sala do trailer. - Cadê a Meaghan e a Alyson? - Pôs a bolsa sobre o sofá. 

 - Um pessoal da equipe veio chama-las, parece que elas não podem ficar aqui, alguma coisa do tipo. - Miley disse enquanto se sentava no sofá. 

  - Que história é essa de piquenique noturno? - Questionou Selena. 

  - Ora, um piquenique noturno. - Deu de ombros enquanto caminha até o ''quarto'' do trailer, a garota se despiu rapidamente e procurou uma roupa confortável para dormir - Vocês chegaram que horas? - Perguntou enquanto se vestia.

  - Não faço ideia - Disse rindo - você sabe Miley? - perguntou a olhando. 

  - Acho que a umas duas horas e meia se não me engano. - Disse olhando para Selena. 

  - Legal. - Demi sorriu sapeca e se deitou no colo de Miley.

  - E como estão as coisas por aqui? - Miley perguntou enquanto brincava com os cabelos da garota, aquilo realmente era estranho. 

  - Estão começando a ficar bem. - Sorriu de lado. 

  - Como assim ''começando a ficar bem''? - Selena perguntou um pouco confusa. 
  - Acho que você ainda não contou para ela - Miley disse olhando para Demi que ficou instantaneamente tensa. Aquele assunto era complicado, nem Demi acreditava que não tinha contado para Selena. Sera se ela iria compreender? pensou a garota.

  - Contou o que? - Questionou mais confusa. Selena encarava Miley e Demi ao mesmo tempo, ela formulava várias coisas na cabeça, o que sera que sua melhor amiga ainda não tinha lhe contado? 

 - É uma longa história - Suspirou fundo e se sentou entre as duas garotas - Por onde eu começo - disse encarando o teto. 

  - Pelo começo - Demi a encarou rapidamente e Selena sorriu a encorajando. Mesmo Selena não sabendo do que se tratava, percebia pela expressão da garota que o assunto era serio. A garota prometeu para si mesmo que tentaria a compreender. 

  - Bem - Respirou fundo - na noite que cheguei aqui eu transei com o Joe, nós simplesmente esquecemos a droga da camisinha e só fui lembrar quando acordei, mas eu não disse nada a ele porque o namorado da Miley - Forçou um sorriso para a garota - ligou desesperado procurando o Joseph.. eu entrei em desespero, pensei que estava grávida, depois eu contei pro Joe e ele ficou chateado e me deixou aqui sozinha.  

  - Demi, você está grávida? - Selena perguntou a olhando completamente apavorada. 

  - Não - Negou rapidamente - eu não estou grávida - disse rindo - acho que eu estaria se não tivesse ido ao médico a tempo. 

  - Por essa eu não esperava - Disse rapidamente - Demi, você é muito nova, praticamente uma criança - Demi assentiu negativamente e Selena riu - vocês tem que se prevenir sempre - disse um pouco tímida, Miley e Demi gargalharam, era hilária a cara de Selena, ela estava corada. 

  -  Está com vergonha Sel? - Miley perguntou sorrindo de forma meiga para a menina. 

  - Um pouco - fez uma careta estranha - Mais é serio cara, vocês dois tem que ir com mais calma... - disse chateada - qual foi a sua ultima vez? - perguntou a olhando.
  
  - Minha ultima vez? - Demi abraçou seus joelhos e levou seu rosto até eles - a algumas horas - sussurrou.

  - Deixe de nos enrolar Demetria, fala logo mulher - Selena disse rindo. 

  - Vocês são chatas - deu língua. - não vou contar - disse rindo.

  - Conta Demi, por favor - Miley disse fazendo manha junto com Selena.

  - São chatas mesmo - disse rindo. - Hum.. a minha ultima vez foi a algumas horas atrás - sorriu sapeca para as meninas que a encaravam.

  - Vocês transaram? - Selena e Miley perguntaram juntas boquiaberta. 

  - Não, fizemos amor - disse rindo. 

  - Serio, vocês transaram? - Miley perguntou sem acreditar. 

  - Transamos Miley - disse seria - tudo estava perfeito, foi muito diferente e simplesmente aconteceu, ele foi muito romântico, disse palavras lindas e me contou coisas incríveis. - sorriu - eu o amo e confio muito nele. - disse por fim. 

  - Onde vocês fizeram? - Selena perguntou curiosa. 

  - Sobre a luz das estrelas - Demi respondeu suspirando, a garota estava completamente apaixonada por Joe, ela o amava de verdade e sempre lutaria até não aguentar mais por esse amor.

  - Deve ter sido incrível - Selena disse sorrindo. 

  - Whoa! Deve ter sido muito perfeito - Disse entusiasmada. Miley sempre teve uma forte ligação com assuntos do ''coração'' a garota irradiava o amor, alias esse era o lema do seus fãs ''Radiate Love'', pois as mensagens que Miley passava a eles  eram sempre positivas e encorajadoras. 

  - Estou com sono - Disse rindo. Demi podia até não demonstrar, mas estava completamente envergonhada. 

  - Quero saber dos detalhes - Selena disse a impedindo de se levantar.

  - Você quer mesmo saber? - Perguntou um pouco assustada, Selena realmente queria saber dos detalhes dos detalhes ou somente dos detalhes... ?! 

  -  Corrigindo, nós queremos saber. - Miley disse rindo. - Agora conta. 

  - Repetindo, você são chatas - Revirou os olhos, Demi contou alguns detalhes, não os mais intensos, eram tão especiais para ela, talvez só ela e Joe poderiam entender.. 

Aquelas três eram completamente malucas, as garotas conversaram sobre tantas coisas, era incrível a facilidade que tinham para conversar e rir de qualquer besteira, acabaram adormecendo as três ali mesmo.


Continua.. Vocês devem estar se perguntando de onde a Selena e a Miley saíram e porque estavam no trailer da Demi.. bem, a fic está quase chegando no ponto critico.. lembrando que não é só a vida da Demi que ira mudar dramaticamente.. espero que gostaram do cap e da mudança da blog, não se esqueçam de comentar.. beijos :)



9.6.13

67 - Brasileiros..

 - Não importa, está maravilhoso - Sorriu o olhando, Demi estava próxima o suficiente para juntar seus lábios aos dele e iniciar um beijo calmo e apaixonado.

  - Vem. - A levou até a toalha estendida, Joe se sentou e a trouxe para seu colo. - você está tão linda. - deslizou as mãos pelos cabelos da garota. - quero que essa noite seja especial. - Beijou-a rapidamente.

  - Mais especial do que já está sendo? - Questionou meiga. Ela sabia o que ele queria, Demi também desejava que aquilo acontecesse, mas ainda se sentia vulnerável  a tudo que tinha acontecido.

  - Muito mais pequena. - Sorriu. - Ter você aqui já a torna especial, mas eu quero poder fazer as coisas direito, ultimamente estamos tão distantes. - Disse calmamente. Joe não se referia a distância física, eles estavam distantes um do outro desde que toda aquela confusão tinha começado, o namoro não era mais o mesmo, Demi estava distante dele.. ou até fria.. ele nunca imaginaria que ela mudasse tanto por um pequeno erro, mas também tentava a compreender.

  - As coisas mudaram, isso tudo está me sufocando. - Olhou-o rapidamente antes de continuar. - Acho que essa vida não está me fazendo bem, é muita pressão. - Respirou fundo. - Eu me sinto cobrada vinte e quatro horas por dia. - Joe acariciou a mão da garota e forçou um pequeno sorriso. - Estou presa nessa vida e não vejo saída. - Disse.

  - Eu sei que levamos um susto à algumas semanas atrás - Riu sem humor - Talvez isso tenha mexido muito com você pequena. - Entrelaçou seus dedos aos dela. - Mas quero que saiba que acima de tudo eu sou seu amigo e sempre vou estar com você independente do que aconteça no futuro.. sei que muitas coisas nos esperam e eu quero estar sempre ao seu lado te dando apoio. - O garoto forçou um sorriso e beijou a bochecha de Demi, ele sempre estaria ali para ela, independente do que fossem.

  - Obrigado - Sussurrou sorrindo cabisbaixo. Demi se sentiu a garota mais protegida do mundo, era ótimo saber que sempre teria seu melhor amigo ao seu lado independente do que o destino os reservava, ele estaria lá para ela, apenas isso importava.

  - Não precisa me agradecer, eu é quem devo agradecer por tê-la na minha vida, eu te amo muito. - Disse a trazendo mais para perto de si.

  - Eu também te amo muito. - Sorriu ao encarar aqueles olhos que tanto amava, eles a traziam paz e segurança. Joe sorriu e logo juntou seus lábios aos dela, iniciou um beijo calmo e intenso, era tudo que precisavam, Demi se sentia no céu com os delicados toques quentes de Joe em sua boca, ele a segurava pega cintura com bastante delicadeza enquanto a garota apoiava as mãos nos ombros dele.

  - Está com fome? - Olhou-a sorrindo. Demi, agora sentada ao lado dele, fitava as estrelas com um sorriso tímido, a garota assentiu e o olhou rapidamente com pouco de receio.. ela não negaria nada a ele, tudo que Joe tinha dito fez com que Demi pensasse que ela não estava sozinha, que ela podia ser forte o suficiente para lutar contra o seus medos, ninguém a derrubaria com aquelas palavras baixas, mas sempre pensava que ninguém a enviaria tanto ódio se ela não tivesse culpa.

  - Só não posso comer muito. - Riu sem humor. - Hoje levei uma bronca na aula de dança.. A personal disse que tenho que emagrecer, pois não vou conseguir dançar se não perder peso. - Fez uma careta enquanto observava o reflexo da lua no rio a poucos quilômetros.

  - Só posso dizer uma coisa - Olhou-a rapidamente. - Essa mulher tem sérios problemas sabia? - Disse incrédulo. - Pequena. - Respirou fundo enquanto observava a bela garota ao seu lado. - Você não é gorda, você é tão linda, acredite, toda garota gostaria de ter o seu corpo. - Os olhos do garoto percorriam o corpo de Demi atentamente. - Presta atenção, você é muito linda, cada detalhe do seu corpo define essa garota maravilhosa que você é. - Sorriu, a essa altura do campeonato, Joe já estava para enlouquecer.

  - Obrigado. - Sorriu envergonhada. - Sabe, eu gosto quando você fala assim de mim. - Sorriu sapeca.

  - Você gosta? - Olhou-a rapidamente sorrindo. Joe preparava um misto para Demi, o garoto organizava tudo atentamente, ele queria que aquele ''jantar'' fosse perfeito. Demi apenas assentiu sorrindo enquanto Joe a olhava sorrindo, ela parecia ansiosa pelos comentários que logo ele faria. - Bem - entregou o prato para ela. - Eu amo seu sorriso, ele ilumina meu dia. - Não demorou segundos para Demi está sorrindo que nem uma criança que acabara de ganhar um doce. - Amo seus cabelos negros. - Riu. - suas pernas me deixam louco - disse rindo, Demi o encarou e assentiu negativamente segurando o riso. - Com todo o respeito. - Olhou-a rapidamente rindo. - Eu simplesmente amo a sua.. ér.. bunda. - Ambos gargalharam escandalosamente, Demi deu um tapa no braço do rapaz que fez uma careta.

  - Idiota. - Disse rindo enquanto mordia um pedaço do misto.

  - É a verdade. - Entregou uma taça para ela. - Quer suco de laranja, maçã, pêssego, uva, goiaba ou manga? - Perguntou distraidamente enquanto revirava a cesta, Demi arregalou os olhos e logo se aproximou dele.

  - Mentira que você trouxe esse tanto de sucos? - Questionou enquanto olhava dentro da cesta.

  -  A esqueci, também tem vinho. - Disse rindo da expressão da garota. - Agora você tem hum.. sete bebidas para escolher, relembrando: laranja, maçã  pêssego, uva, goia.. - Demi o interrompeu selando seus lábios aos dele, Joe sempre a pirraçava independente da situação que estavam, era um dom, pensava Demi.

  - Eu sei muito bem todos os sabores Joseph. - Disse o provocando - Não precisa me pirraçar. - Sorriu sapeca.

  - Vai querer o que madame? - O garoto jogou a cabeça para trás e passou os dedos rapidamente pelos cabelos, mais parecia um garçom italiano. - Nós temos bebidas de laranja, maçã, pêssego, uva.. goiaba, manga e o vinho do mais refinado possível vindo de Portugal. - Piscou para garota que gargalhou escandalosamente.

  - Vinho cherry. - Disse o seduzindo. Joe abriu a garrafa com muita habilidade e logo encheu a taça que a garota segurava, ambos se olharam e começaram a gargalhar escandalosamente, era hilário aquela cena. - Nós dois somos as pessoas mais idiotas desse mundo, tomar vinho comendo misto. - Disse rindo.

  - Poxa, magoou. - Riu. - Não seja por isso, eu encontrei um doce que acredito que você nunca tenha provado antes. - Piscou para garota. - Não o encontramos aqui nos Estados Unidos. - Disse um pouco chateado. - Eu comprei de uma brasileira, você tem que provar isso, é muito gostoso. - Tirou uma vasilha de vidro cheias de brigadeiros até a borda de dentro da cesta.

  - Brasileiros.. - Disse um pouco confusa. - Brasil? - Questionou.

  - Lerda, é sim, do Brasil. - Ofereceu-a um dos doces.

  - Isso é muito bom. - Disse enquanto degustava o doce. - Meu Deus, é muito bom. - disse assustada.

  - Pequena? Você está bem? - Questionou preocupado. Demi assentiu enquanto comia o terceiro brigadeiro.

  - Cara, isso é muito bom. - Bebeu um pouco do vinho.

  - Eu sabia que iria gostar. - Riu sem humor. - Mulheres amam chocolate. - Se fez de convencido.

  - Não tem como não amar, são irresistíveis. - Piscou para Joe de uma forma engraçada. - Não quero mais, isso vai me deixar gorda. - Riu. - Sério, estou satisfeita. - Sorriu o olhando.

  - Tudo bem, eu também não quero ficar gordo. - Disse rindo. Demi sorria boba enquanto encarava o céu, as estrelas davam um verdadeiro show.

  - São lindas né? - Se aproximou dela.

  - São perfeitas. - Olhou-o sorrindo e voltou a assistir o espetáculo das estrelas.

  - Se você prestar bastante atenção naquelas estrelas ali. - Apontou o dedo para o céu. - Formam a constelação do cisne, ai tem mais de 50 estrelas. É a minha constelação favorita, desde pequeno eu a observo.. na verdade eu costumava a compor enquanto a observava da janela do meu quarto. - se virou para olha-la, Joe sorriu timidamente ao perceber que Demi o olhava atentamente.

  - Acho que eu não tenho uma constelação favorita. - Disse rindo enquanto voltava a observava as estrelas novamente.

  - Essa pode ser a nossa constelação. - Disse sorrindo. Joe se aproximou um pouco mais da garota e entrelaçou seus dedos aos dela, Demi o olhou e sorriu, pela primeira vez na vida Joe estava tímido.

  - Nossa constelação. - Sorriu enquanto beijava a bochecha do rapaz.

  -  Acho que acabei de ver uma estrela cadente. - Disse animado. Demi o olhou rapidamente bastante curiosa, Joe não podia desejar nada, pois já tinha tudo que precisava ali com ele, com melhor, ele tinha ela ao seu lado.

  - Você fez um desejo? - Perguntou curiosa o olhando.

  - Não. - disse rindo.

  - Por quê? - Perguntou desanimada.

  - Porque eu seria egoísta demais, eu já tenho tudo que preciso e principalmente quem eu preciso ao meu lado. - Disse a olhando. Joe não precisa de mais nada em sua vida, ele já tinha tudo o que queria ao seu lado, Demi era seu tudo, ela sempre estaria ao seu lado se dependesse dele.

A garota nem sabia o que dizer, aquelas palavras doíam, doíam de felicidade.. ela jamais se permitia esquecer de cada palavra dita por Joe, ele a fazia se sentir amada e protegida, fazia com que o mundo não fosse tão cruel, a fazia se sentir bem consigo mesma e era disso que Demi precisava.

Sem nenhuma pressa, Demi encarou os olhos esverdeados do rapaz que brilham de desejo, a garota se aproximou bastante dele e o beijou. Aquela noite seria inesquecível para ambos, pois tudo estava acontecendo naturalmente. Joe pôs sua mão de junto a dela e com a outra puxou mais a garota para si, a beijou como se não fosse houver o amanhã, seus lábios roçados se tocavam com intensidade, era como se fosse o primeiro beijo, algo novo que lhes mostravam o amor que ambos sentiam um pelo outro, finalizaram o beijo quando lhes faltavam ar com vários selinhos.

 Joe olhou para garota, ela ainda estava de olhos fechados, porém sorria. Demi podia sentir a respiração do rapaz bem próxima de si, a garota levou suas mãos até o rosto de Joe, o acariciou delicadamente e o beijou intensamente. Ele se deixava levar pelos movimentos dela, que com muita delicadeza fez daquele beijo o melhor de todos, Joe deixou que suas mãos vagassem pelo corpo da garota, ele as pausou na cintura de Demi e logo as subiu pelas laterais do corpo da garota, logo tirou a jaqueta que a ela vestia e após num lugar qualquer. Demi continuou a beija-lo, ela não queria parar, assim como ele, porém ainda estava com medo de tudo que aconteceu e talvez pensasse que ainda não estava preparada para senti-lo novamente.

  - Você está pronta pequena? - Perguntou quando desgrudaram seus lábios por conta da falta de ar, a garota assentiu convicta do que estava fazendo e voltou a beija-lo, Joe sabia que ela ainda estava receosa de toca-lo como fazia anteriormente, por isso queria ir devagar, talvez se fizesse de forma diferente, seria melhor em todos os aspectos para ambos. Assim que a garota separou seus lábios dos dele completamente ofegante, Joe tirou seu paletó com agilidade e a pôs junto da de Demi. Sorriu para ela e a beijou novamente..

Quando Demi se deu conta, já estava só de lingerie deitada sobre a toalha estendida à grama com Joseph por cima dela, ele beijava seu tronco descoberto enquanto ela suspirava o nome do rapaz, ele também estava com apenas a roupa intima e não se importava de estar daquela forma sobre a luz das estrelas, aquilo era muito mais do que uma noite. O coração da garota batia aceleradamente contra o peito, ela sentia o lábios quentes do rapaz tocar sua pele fria causando-lhe novas sensações. Joe já descia os beijos em direção aos seios da garota, porém ela o puxou delicadamente e o beijou antes que ele pudesse continuar, Joe sorriu ao vê-la o olhando atentamente e depositou um selinho demorado nos lábios da garota.

Joe a levantou junto de si, fazendo com que ambos ficassem agachados frente a frente, a beijou no maxilar e dali foi descendo os beijos pelo pescoço da garota até seus lábios encontraram a alça do sutiã que ela usava, Joe a olhou rapidamente, vendo que Demi forçava um pequeno sorriso tímido, o rapaz levou suas mãos até a alça do sutiã vermelho e a abaixou delicadamente, depositou vários beijos naquela região e voltou a beija-la nos lábios.

Demi sentiu arrepios na espinha quanto a peça deslizou entre seus braços, a vergonha a possuiu ali mesmo, a garota abraçou o rapaz rapidamente e escondeu seu rosto no pescoço dele, Joe deslizou suas mãos pelas costas da garota e delicadamente beijou a bochecha dela.

  - Não precisa ter vergonha, você é linda, a mais linda que já vi em toda minha vida. - Levantou o rosto da garota e a olhou nos olhos. - E eu te amo muito, mais do que possa imaginar. - Disse encarando os lábios entre abertos da garota, além de estar externamente envergonha, Demi estava completamente sexy, os lábios entre abertos, os cabelos caídos sobre o rosto da garota eram o suficiente para deixa-lo cada vez mais atiçado.

A garota suspirava e gemia ao sentir os lábios de Joe em seu seio esquerdo, ele acariciava o direito com vontade. Demi levou suas mãos até os cabelos do rapaz e os puxou levemente, ele suspirou de junto dela, era o carinho que Joe mais gostava; Demi o puxou delicadamente para que ele pudesse beijar seus lábios, Joe levou suas mãos até a única peça que cobria o corpo da garota e selou seus lábios aos dela.

Demi estava completamente nua, Joe mordiscava seus lábios com cuidado enquanto ela apoiava suas mãos nos braços dele, a garota suspirou entre o beijo ao sentir o membro de Joe contra seu corpo, ele finalizou o beijo puxando o lábio inferior da garota e depositou um selinho demorado neste.

Joe observava todo o corpo da garota enquanto buscava por uma camisinha no bolso de seu paletó, ela parecia incomodada com a forma que ele a olhava, porém ela não o olhava.. já era bastante constrangedor estar totalmente despida sobre a luz da lua, ela prefira a olhar, as estrelas no céu que mais pareciam sorrir para ela assim como ela fazia. Demi sentiu o corpo do rapaz sobre o dela, sorriu para Joe e ele fez o mesmo, logo o rapaz iniciou um beijo calmo e rápido.

Não demorou muito para Demi delirar sobre a luz das estrelas, ela gemia freneticamente o nome do rapaz, ele se movimentava lentamente a mais de minutos, Joe beijava os lábios da garota com finalidade de abafar os gemidos que só aumentavam à cada segundo.

  - Vamos Joseph. - Segurou os braços do rapaz com mais força. - Para de me torturar. - Disse entre um gemido. Ela espera por aquela noite a dias, desejava que acontecesse mais que tudo, mas Joe decidira a torturar.

  - Calma pequena, juro que não é de proposito. - Beijou a testa dela, Joe a abraçou e ela fez o mesmo, o garoto começou a se movimentar com mais precisão assim como ela, Demi gemia cada vez mais ao senti-lo estoca-la com força, chegaram ao clímax da relação juntos, ambos sussurram um ''te amo'' assim que se lembraram do que tinha acabado de acontecer.

(...)

  - Bem.. - Disse coçando a nuca. - Obrigado pela noite, foi a melhor da minha vida. - Disse enquanto acariciava os cabelos dela.

 - Boa noite. - Sorriu tímida.

Antes que Demi pudesse entrar para o trailer, Joe a puxou e a beijou apaixonadamente, não estava muito tarde da noite. Joe sussurrou que a amava assim como ela e foi embora, a garota ficou alguns minutos sorrindo que nem bobo enquanto o olhava caminhar.


CONTINUA. Primeiramente, desculpem pelo tempo que fiquei sem postar, eu realmente não sabia como escrever nesse capítulo, me custou um bom tempo para desenvolve-lo.. os motivos para que eu não escrevesse antes realmente eram a falta de ideia, eu cheguei a escreve-lo duas vezes, mas não ficou tão bom quanto esse.. espero que gostem e POR FAVOR COMENTEM!! beijos <3