13.2.13

Capítulo 8 - Idiotas

   - Miley está a caminho, Sel. - Demi forçou sorriso tentando não pensar no que acontecera mais cedo e sabia que quando Miley, elas se divertiriam juntas colocando mais uma pedra sobre aquela história com Joe. 

   - Gostei da Miley. - Comentou Selena esticando-se a cama de Demi, que revirou os olhos e lançou a almofada mais próxima a amiga. 

   - Ela é realmente legal. - Demi olhou para Sel e riu correndo até a cama e jogando-se ao lado da amiga. E juntas elas ficaram ali deitadas fofocando sobre as paqueras de Selena até que a campainha final tocou anunciando a chegada de Miley e as duas amigas saíram disparadas para atender a porta.

   - Eu que vou abrir! - Gritou Selena disputando a maçaneta da porta com Demi, que acabou gargalhando com a euforia da amiga desistindo completamente da ideia de disputar a porta com Selena.

  - Tudo bem Demi? - Perguntou Miley depois de cumprimentar Selena arqueando as sobrancelhas observando o ataque de risos de Demi.

   - A Demi é maluca, não liga. - Disse Selena revirando os olhos para a amiga que já se recuperara do risos.

   - Você estava chorando não tem nem uma hora de relógio. - Disse Miley ainda de sobrancelhas arqueadas quando Demi a olhou e logo olhou para Selena.

Depois de um tempo respirando fundo e tentando esquecer a cena épica que fora Selena surtando, Demi caminhou até a cozinha para buscar besteiras para que pudesse comer junto às amigas enquanto elas conversavam sobre assuntos aleatórios. - Deus! Vocês já estão se esfregando na minha cama? - Disse assim que adentrou o quarto e encontrou Selena e Miley deitadas na cama conversando.

   - Estamos apenas adiantando o assunto. – Comentou Miley a olhando.  Dando de ombros Demi caminhou até a cama e deitou-se entre as duas meninas as empurrando, o que foi motivo de muita risada e reclamações que só cessaram quando elas começaram a conversar sobre assuntos aleatórios.

   - Demi, o que aconteceu entre você e o Joe? – A entonação séria da voz de Miley e o olhar intenso a fez suspirar ao se lembrar do que acontecera mais cedo, infelizmente não teria como escapar daquele assunto. 

   - Ele não parava de me olhar e quando todo mundo sumiu ele tentou me beijar, mas acabou não dando muito certo.. Depois nós subimos para falar com você e o Nick, e bem, foi estranho, mas ele continuava olhando e abriu o jogo, disse que queria me beijar e eu deixei.. Eu só não imaginava que ele fosse ser tão idiota a ponto de negar o que tinha realmente acontecido quando vocês apareceram. – Demi contou a história às amigas depois de fitá-las por um par de segundos e respirar fundo. Beijar Joe tinha sido tão bom e mágico, a sensação de ter as mãos dele em sua cintura e o corpo tão colado ao dela tinha sido diferente, nem mesmo com Cody, o namorado de Demi, a mesma se sentira como se sentira nos braços de Joe.

   - Nossa! Que cachorro. – Disse Miley decepcionada com o amigo.. - Achei aquela desculpinha dele muito esfarrapada – Disse depois de tempos em silêncio apenas pensando na história que Demi lhe contara.

   - Eu também. Eu estava de olho nele há tempos.. Sempre percebi que ele queria algo além da amizade, só não achava que ele seria tão idiota depois que finalmente te beijou! – Comentou Selena de cenho franzido fitando as próprias unhas. 

   - Ao menos ele beija bem? – Perguntou Miley arqueando as sobrancelhas e esboçando um sorriso amarelo.

   - É, isso você não contou. – Disse Selena a intimidando com o olhar e Demi revirou os olhos cruzando os braços e deitando a cabeça nas palmas de suas mãos, mas não deixou de sorrir, o que foi motivo para uma série de risadas e olhares indiscretos.

   - Eu.. Não tem como resistir. – Confessou baixinho. – Ele ficava me encarando com aqueles olhos verdes ou cor de mel, sei lá. – Dessa vez foi Demi quem riu quando Miley e Selena reviraram os olhos ao dizer ao mesmo tempo “esverdeados”, a real cor dos olhos de Joe. – Está bem, castanhos esverdeados, melhor? Então, eu gostei do beijo dele, foi diferente para mim.. Mas foi muito bom. – Disse presa às memórias dos olhos bonitos de Joe e a dos lábios macios e quentes dele contra os seus.

   - Uau, definitivamente por essa eu não esperava. Meu cunhado é tudo isso? – Disse Miley rindo sem acreditar que o Joe palhaço que conhecia era o mesmo Joe que beijava “diferente” e que de certa forma parecia ter conquistado Demi.

   - Mas é um imbecil! – Exclamou Demi um tanto revoltado puxando o travesseiro para abraçá-lo e esconder o rosto. 

Selena estava analisando Demi desdo acontecido, ela estava diferente quando o assunto era Joseph Jonas... 

   - Demi.. – Demi não ousou em olhar para Selena, pois já sabia o que ela diria apenas pelo tom de voz da amiga. – Você.. hum.. você está apaixonada pelo Joe? – Pensar naquela possibilidade era uma coisa e Demi nunca pensara que ouvir aquilo fosse fazer o seu coração acelerar tanto e tudo ficar confuso em sua cabeça. Deus! Ela estava pálida!  Realmente Selena percebera que Demi estava indiferente quando o assunto se tratava do Joe, e a pergunta sempre vinha em sua cabeça “Será que ela está apaixonada por ele?”

Já Demi, respirou fundo pensando que Joe era seu melhor amigo, sempre a apoiou e estava a ajudando a gravar seu primeiro álbum que seria lançado em Dezembro, ele realmente era uma boa pessoa, mas porque a tratou daquele jeito?

   - Não. – Murmurou Demi olhando para cima e acabou demorando um pouco a continuar a responder ignorando Sel e Miley que pareciam implorar mentalmente para que ela continuasse. - Eu não estou apaixonada pelo Joe e espero que essa história termine o mais rápido possível. Os meninos são ótimos amigos, o Joe em especial, mas eu cansei, cansei de todos falarem a mesma coisa, nós não estamos apaixonados, e de tanto insistirem nessa história, olha o que aconteceu hoje! Eu posso ter perdido meu melhor amigo! – Demi pensara que talvez Joe só pensava que queria a beijar por conta das especulações da mídia e de tanto as pessoas insistirem naquela história nas redes sociais e em todos os momentos que eles estavam juntos em algum evento. Ora, eles eram um casal apenas num filme! E para Demi o importante no momento era a carreira, os Jonas estavam a ajudando com as gravações do primeiro álbum que ela escrevera em praticamente dez dias, os meninos iriam gravar e ajudá-la com o que fosse necessário. E se Joe a beijasse e acabasse interpretando as intenções dela como amiga tudo poderia ir por água a baixo.

...

No camarote os fãs estavam histéricos, porém Miley cumprimentou cada um deles com abraços calorosos e por um tempo contou as suas histórias a muitos. Na chamada de quinze minutos para o show começar Miley despediu-se e caminhou pelos corredores dos bastidores esbarrando em Kevin já que ela estava em turnê por ela, sua personagem Hannah Montana pelo Disney Channel junto com os Jonas Brothers, aquele seria um show épico e o mais aguardado de todos segundo as revistas de fofoca. Cumprimentando Kevin, Miley adentrou o camarim para conferir se estava tudo nos conformes e um tempo depois assustou-se ao ouvir aquela voz familiar.

   - Miley, não da mais. – O coração quase parou ao associar aquelas palavras à voz de Nick vendo o reflexo no mesmo pelo espelho.

   - Nick? – Perguntou virando-se para encará-lo a carne e osso, pois aquele Nick do reflexo do espelho e que dissera aquelas palavras só podia ser coisa de sua mente, mas não era.. – Você.. Você está terminando comigo? – Perguntou arregalando os olhos ao olhar para o rapaz a sua frente.

   - Estou, não da mais, sinto muito. – E Nick saíra do camarim a deixando sozinha e com o coração em pedaços.

   - Cinco minutos Miley Cyrus! – Disse o produtor a despertando do transe e só agora Miley se lembra de que tinha uma apresentação a fazer a milhares e milhares de pessoas.

   - Tudo bem eu consigo... - Sussurrou para si mesma.. Então ela subiu ao com o coração na mão, mas cantou todas as músicas de seu álbum Meet Miley Cyrus, mas quando chegou a vez de vestir a peruca loira e as roupas cheias de glitter da Hannah Montana para cantar We Got the party ao lado dos Jonas Brothers, Miley imaginou que as suas pernas fossem perder a força e ali mesmo no palco ela cairia e choraria horrores ao olhar para Nick e os seus bonitos cachos enquanto ele tocava guitarra e cantava como se nada tivesse acontecido. Mas novamente ela soube disfarçar muito melhor que esperava, deu o melhor de si arrancando gritos histéricos da plateia e então quando tudo acabou a única coisa que fizera fora correr para longe de todos ali sem dar satisfações a ninguém.

Continua...



2 comentários: