27.4.14

Capítulo 34

Murmurou um "Hum" ao sentir algo pesado e fofo cair bruscamente em seu peito. Tentou abrir os olhos, mas desistiu. Estava morrendo de sono. Ajeitou a cabeça no travesseiro e virou-se de lado. Pareceu uma risada familiar, mas preferiu ignorar. Sentiu o peso da coisa macia sobre seu braço beliscando-lhe. Droga! O que Demetria queria o beliscando àquela hora da manhã? A gargalhada novamente. Virou-se de vez a assustando.
   - O que foi? - Perguntou mal humorado. Quando abriu os olhos deparou-se com uma miniatura de olhos verdes e arregalados o encarando. Daniel estava assustado. Joe ergueu-se e olhou para o bebê sentado na cama também o olhando.
   - "Papa" - Ele disse com certo receio. Envolveu o corpo do pequeno com as mãos e o levou para o colo. Dan estava atento a qualquer movimento do pai o olhando com os olhos marejados.
   - Papai te assustou? - Joe deitou o bebê no peito e ficou a brincar com os cabelos dele. Sentia-se mal por ter o assustado. Daniel era tão pequeno e indefeso. - Gostou de dormir com o papai e a mamãe? - Joe o pôs de pé e Dan, como sempre, levou as mãos até o rosto de Joe e riu com o roçar da barba a suas pequenas mãos.
   - "Mama" - Dan apontou para Demi sorrindo timidamente.
   - Vamos acordá-la? - Sorriu maliciosamente. Sabia que Demi odiava ser acordada antes da hora. Ela iria ficar uma fera. - O que nós vamos fazer? Podemos pegar um balde d'água. - Dan riu achando divertido o jeito que Joe falava. - Ou quer enchê-la de beijos? - Joe sabia que um balde d'água seria a mesma coisa que assinar divórcio. Deixou que Dan engatinhasse para cima da mãe e aproximou-se deles. Era uma pena acordá-la, ela estava tão linda dormindo tranquilamente. Deslizou as pontas dos dedos pelo rosto de Demi e beijou-lhes a bochecha carinhosamente. Joe riu quando Dan repetiu o que ele fez, só que o pequeno beijou o nariz da mãe. Demi franziu o cenho e virou-se para o lado. Joe e Dan trocaram sorrisos maliciosos e voltaram a beijá-la por toda região do rosto.
   - "Mama" - Dan deu um de seus gritos super animados de bebê seguido por uma gargalhada e levou as mãos até as bochechas de Demi apertando-as com suas mãozinhas cheinhas.
   - Daniel! - Joe riu quando Demi fez uma das piores caretas que ela um dia fizera. - Vem aqui. - Joe tentava não rir, mas era impossível. Tentou pegá-lo, mas ele fez birra.
   - "Mama" - Dan dizia freneticamente todo animado esperando a mãe acordar. Era tão engraçado vê-lo tentando acordá-la, às vezes Dan olhava para Joe rindo ou se concentrava em beijar a mãe.
   - Joseph! - Oh meu Deus! Ele estava morto. O que diabos aquelas duas criaturas tinham na cabeça? Ela ainda estava cansada, cansada de um dos momentos mais constrangedores de toda a sua vida. - Daniel! - Em nove meses, era a primeira vez que Demi queria dar uns belos tapas na bunda daquela danura. Daniel era ligado na tomada!
   - Era para ser um bom dia romântico, mas... - Joe riu quando o pequeno abraçou a mãe. Era evidente o quão grande era o afeto de Dan por ela. Aliás, Demi passava boa parte do tempo com Dan.
   - Tudo bem. - Forçou um sorriso. - Bom dia meu príncipe. - Demi ergueu-se e aninhou Dan nos braços. Sorriu para o pequeno e beijou a bochecha dele carinhosamente. Dan adorava os beijos dela e a forma que ela falava com ele. Sentia-se especial e amado.
   - Ele me acordou. - Joe aproximou-se deles deitando a cabeça no ombro de Demi. - Ele está grande. - Disse analisando o bebê. Joe ainda se lembrara de quando ele nasceu, Dan era tão pequenino. Conseguia segurá-lo apenas com a palma da mão, agora ele estava grande e saudável.
   - Está. - Demi riu quando Dan levou a mãozinha até o seio dela o apertando, ele queria mamar. - Nós podemos levá-lo para ver os filhotes do Elvis? - Elvis era o golden retriever de Nick, e como Dan adorava animais, seria ótimo se eles pudessem ver os filhotinhos.
   - Claro! Vai ser ótimo. - Joe sorriu de orelha a orelha. Sabia que Dan iria adorar vê-los. - Vamos tomar café? Depois nós podemos ir. - Disse todo animado.
   - Eu tenho que conferir a fralda do pequeno, mas se quiser pode ir. Nós vamos depois. - Sorriu amigavelmente. Talvez se ela enrolasse um pouquinho, só um pouquinho, quando fosse tomar café não iria encontrar ninguém. Há não ser Joseph.
   - Eu estou faminto. - Joe passou a mão pelo abdômen e sorriu amarelo quando Demi riu. - Tem certeza que posso ir? - Sentou-se na beirada da cama e riu do bebê que devorava o seio da mãe. - Vá com calma mocinho. - Disse com uma pontada de ciúmes e Demi corou.
   - Claro que pode, mas por favor, vista uma camisa. - Os olhos dela escureceram ao fitá-lo. Joe era magnificamente lindo. Moreno e alto. Cabelos pretos e olhos esverdeados. Corpo forte e aquele peitoral.. era de tirar o fôlego. Viu-se obrigada a fitar o teto, ela iria cometer uma loucura se continuasse o olhando.
   - Estou com calor. - Joe adorava circular sem camisa, sentia muito calor e estar com Demi não ajudava muito.. Caminhou até o banheiro, precisava fazer sua higiene. - Vou está a espera de vocês. - Disse assim que saiu do banheiro. Sentiu a temperatura do corpo aumentar quando fitou os braços fortes dele. Iria morrer de ciúmes assim que Joe saísse por aquela porta sem camisa.
   - Tudo bem. - Forçou um sorriso. Estava longe de proibir Joseph de fazer algo que gostava. Sabia que quanto mais ela ditasse regras, Joe iria quebra-las. Ele adorava um desafio, assim como ela.
   - Não demore. - O coração disparou quando ele se aproximou e beijou os lábios dela rapidamente e a testa de Dan logo saindo do quarto cantarolando. Será que ele tinha noção do efeito que tinha sobre ela? Se pudesse iria levá-lo para cama e iria fazer todas as loucuras que sempre sonhou.
   - Dan.. - Murmurou totalmente desanimada, deveria ter pelo menos vinte minutos que Dan se concentrava em mamar. - Olha, mamãe tem que ir atrás do papai para protegê-lo. - A ideia de outra mulher admirar o que é dela era repugnante. Ainda mais quando esta mulher poderia ser Helena. - Daniel! É só a fralda. - Demi tentou desgruda-lo do peito, mas Dan era birrento. Se ela o tirasse do peito ele iria chorar até as futuras gerações. O que iria distraí-lo? Demi sorriu ao ver o patinho praticamente gritando por atenção no criado-mudo ao lado da cama. - Olha só o que a mamãe tem. - Demi mostrou o patinho para Dan, resultado: Daniel desgrudou do peito e tentou pegar o patinho da mão dela. - Vamos ver como está esta fralda..
   Existia uma criança mais fofa que Daniel? Por mais que ele fosse, na maioria das vezes, e por culpa de Demi, manhoso, Dan era encantador. Tentava interagir-se com a mãe o tempo todo. Demi caminhava com o pequeno nos braços em direção a cozinha. Ela tinha demorado bastante no quarto, Dan estava todo sujo e teve que tomar banho. Por um lado foi ótimo, era quase garantia que ninguém estaria tomando café da manhã. E por outro lado seria ruim, queria tomar café com todos, mas estava com vergonha. Sorriu involuntariamente ao vê-lo. Joe ria de alguma coisa que Denise tinha dito. Estava sentado no banco do balcão da cozinha e bebericava café.
   - Bom dia. - Um lindo e verdadeiro sorriso de Denise confortou-lhes ternamente. Era um ótimo sinal. Segundo suas hipóteses, tinha arruinado o aniversário de vinte e sente anos de casados dos pais de Joe. Mas agora, com Denise sorrindo para ela, significava que tudo estava bem.
   - Bom dia. - Por incrível que parecesse estavam apenas Denise e Joe na cozinha. Ou estava cedo demais, ou já deveria ter passado da hora do almoço. 
   - Sente-se aqui. - Joe puxou um banco ao lado dele para que Demi pudesse se sentar. Se estivessem em casa, ela já teria o beijado apaixonadamente. Adorava encontrar Joe na cozinha sem camisa e descalço, era a visão do paraíso. - Amor, Miley está grávida. - Joe pareceu radiante. Demi lembrou-se que ele queria outro bebê. Mas achava que era cedo demais para terem outro filho. Daniel com nove meses a deixava de pernas para o ar, imagina uma dupla de Jonas. Céus! Estaria frita.
   - Acho que a Demi já sabia primeiro que nós. - Denise a serviu com uma caneca cheia de chocolate quente.
   - Hum... É. - Murmurou depois de um gole da bebida. - Qual foi a reação do Nick? - De certo modo estava preocupada. Nick nunca comentou que gostaria de ser pai, não com ela.. - Segure seu filho. - Demi o entregou. Precisava arrumar alguma coisa para que Dan pudesse se alimentar que não fosse o seu leite materno.
   - Ele desmaiou. - Disse Denise radiante. Demi percebera que ela estava emocionada. Quando contara que estava grávida de Dan, foi um choque para Denise. Ela tinha ficado tão preocupada com Demi e o neto, que passou a visitá-los praticamente todos os dias depois do segundo mês. Obrigava Demi comer muita canjica e alimentos que ajudassem na produção de leite e no crescimento saudável do bebê. Fora uma luta.
   - Nick não deixa a Miley fazer absolutamente nada. - Comentou Joe enquanto brincava com Dan. - Você vai ganhar um amigo. - Joe franziu o cenho quando Dan ergueu os bracinhos para que a vó o pegasse.
   - Esse menino não para de crescer. - Denise passou as mãos pelos cabelos de Dan e sorriu para o bebê, ele não desgrudava os olhos da mãe.
   - E não quieta um minuto. - Demi aproximou-se de Dan e Denise mostrando a banana que tinha amassado no pratinho de ursinho. - Nada de caretas Daniel. - Denise sentou-se com Dan no banco para que pudesse ajudar Demi com o pequeno.
   - Meu amor, coma direito. - Aos pouco Dan ia comendo, claro, sempre parava para gargalhar ou gritar um "Mama" bem animado.
   - Viu? Ele é um bom garoto. - Joe a abraçou por trás o pressionando contra o traseiro dela. Estava duro. Demi corou levemente com o contato. Joe era mesmo um sem vergonha, ele não perdia a oportunidade de mostrar o quão excitado ela o deixava.
   - Claro que é. - Demi sorriu completamente sem graça quando ele pressionou o corpo ao dela novamente. Livrou-se dos braços fortes que rodeavam sua cintura. Precisava de água. De preferência gelada.
   - Onde está o Nick? - Perguntou Joe sem despregar os olhos de Demi, ele sabia que ela estava excitada. - Quero mostrar os filhotes do Elvis para Dan. - Joe abraçou Demi carinhosamente.
   - Ele deve estar com a Miley na piscina. - Denise mal os olhou, estava tão focada em Dan e no quão fofo ele era.
   - Demi.. - Sussurrou no ouvido dela. Mordeu-lhes o pescoço logo aspirando o cheiro de frutas dos cabelos acariciando as curvas da amada com as pontas dos dedos. - O que acha da gente fugir? - A voz rouca contra seu ouvido a fez estremecer. Que se dane! Estava louca para ser dele mais uma vez aonde quer que fosse. Seria muito excitante transar no celeiro ou até mesmo em uma das espreguiçadeiras.
   - É melhor você sossegar Joseph. - Sussurrou o provocando. Por mais que quisesse dar a aquele homem tudo que podia, sabia que não tinha a privacidade que precisavam. Aquela transa iria durar horas e mais horas, Demi o conhecia..
   - "Mama" - Seus lábios quase se encontraram, Demi soltou-se dos braços de Joe rapidamente para fitar o pequeno que os olhava erguendo os bracinhos.
   - Obrigado. - Sussurrou para Denise assim que pegou o pequeno dos braços dela. - O que nós vamos fazer meu amor? - Dan beijou a bochecha da mãe e ficou coradinho assim que ela sorriu para ele.
   - Vamos atrás de Nick. - Seguiram caminho até a piscina envolvidos com Daniel. - Onde está o Nicholas? - Joe prendeu o riso ao ver Kevin todo vermelho e sem jeito. Não é a melhor coisa do mundo quando você está namorando e é pego no flagra.
   - No celeiro. - Murmurou sem conseguir olha-los. Era complicado de saber quem estava mais envergonhado, se era Kevin ou Dani.
   - Joseph! - Denise o repreendeu quando Joe começou a rir. - Só espero que Nick e Miley não estejam fazendo o mesmo. - Murmurou para si mesma. O celeiro não ficava muito longe dali, caminharam por quase cinco minutos e já estavam lá.
   - Você acha que vai ser menino ou menino? - Nick estava a coisa mais fofa cuidando dos filhotinhos de Elvis e dando atenção a Miley. Eles pareciam radiantes.
  - Eu não sei. - A risada de Miley era contagiante. Assim que percebeu que não estavam sozinhos levantou-se da pilha de fenos e correu até Demi e Dan. - Oi. - Aquele sorriso era tão lindo.
   - Oi Miley. - Demi sorriu na mesma proporção que a amiga e elas se abraçaram calorosamente. - Você está linda. - Miley já era linda, mas agora tinha algo vivo nela. Um brilho especial nos olhos, um sorriso perfeito nos lábios. Ela parecia ser a pessoa mais feliz do mundo.
   - Obrigado. - Miley olhava para Dan com certa emoção. Daqui uns dias o bebê dela estaria como Dan. - Posso pegá-lo. - Disse enquanto arrumava os cabelos do afilhado.
   - Claro que pode. - Demi entregou o pequeno para Miley. Ela não tinha muito jeito com bebês. Não sabia como segurá-los direito porque tinha medo de machucá-los. Beijou a bochecha de Dan e o aninhou como Demi fazia.
   - Você pega o jeito. - Disse Denise emocionada como sempre. Primeiro tinha sido Demi e Joe, agora era a vez de Miley e Nick. Só faltava Kevin e Dani.
   - Está feliz? - Joe aproximou-se do irmão que chorava secretamente enquanto cuidava dos filhotinhos.
   - Muito. - Nick sorriu de orelha a orelha e abraçou Joe. - Olha para ela, está tão feliz. - Miley estava radiante, não parava de sorrir de maneira alguma.
   - Estou feliz por vocês. - Joe sorriu para o irmão e depois para os filhotinhos que não davam sossego para a mãe. - Qual é o nome dela? - Perguntou enquanto brincava com a cachorrinha que amamentava os filhotes.
   - Lana. - Lana era uma golden retriever branca. - Perdemos dois filhotinhos de nove. - Lana alimentava sete filhotinhos famintos, sendo estes todos caramelo e apenas um branco.
   - Eu tenho uma ideia. -. Joe sorriu vendo o filhotinho branco, o mais fraco tentar competir com os irmãos que não o deixava mamar de forma alguma. - Amor, vem aqui. - Em questão de segundos Demi já estava em seus braços. - O que acha deste filhotinho? - Apontou para o filhote que finalmente tinha conseguido se alimentar.
   - Ele é tão pequeno. - Comentou sorrindo de canto.
   - Olha Dan, são os filhotinhos do Elvis. - Miley aproximou-se com o bebê e Denise. Os olhos de Dan brilharam e ele sorriu ao ver os filhotes.
   - Nick, nós podemos adotar um filhote? - Joe tinha umas ideias loucas. Aquele sorriso..
   - Joseph! Não podemos ter outro cachorro. - Ora. O trabalho seria todo dela. Oliver era o mascote da família e já dava trabalho suficiente. Fora que Demi era alérgica a cães e gatos.
   - Demi, o Oliver é o seu cachorro. Eu tenho o Winston e Dan poderia ter o cachorro dele. - Demi o olhou, olhou para Dan e olhou para o filhote.
   - Não. Joseph, Dan é apenas um bebê, não seria justo com o filhote ficar longe da mãe. - Disse com toda paciência que tinha. - Olha, eles acabaram de nascer. Precisam da mãe, e um bebê de noves meses não iria cuidar de um filhote. - Demi olhou para Dan no colo de Miley, ele parecia tão esperançoso e alegre.
   - Dan vai crescer, e eu posso ensiná-lo a cuidar do Buffy. - Demi revirou os olhos e só não o estapeou...
   - Joseph, quem é Buffy? - Joe sorriu amarelo e apontou para o filhotinho que mais parecia uma bolinha peluda e toda arrepiada de cor branca.
   - Promete que vai pensar? - Joe a abraçou e começou a distribuir beijos pelo rosto de Demi. - Pense em Dan, ele iria adorar. - Se ela fosse pensar por esse lado seria um "Sim".
   - Não é não mocinho. - Demi deu um selinho demorado nos lábios de Joe e virou-se para admirar os filhotes enquanto Joe a abraçava por trás.
   - Não é tão ruim Demi. - Miley aproximou-se com o pequeno nos braços.
   - Miley, você tem cinco cachorros. Quando o seu bebê nascer você vai saber o que é ficar louca. - Denise assentiu rindo, tinha três filhos, e os três deram bastante trabalho.
   - Elvis, sua parceira precisa de você. - Elvis, que estava deitado ao lado de Lana grunhiu como se entendesse o que Nick queria dizer e deitou-se sobre Lana, como se estivessem deitados de conchinha.
  - Eles são fofos. - Demi murmurou, por dentro estava encantada, e se pudesse adotava todos os filhotinhos, mas sabia que era uma responsabilidade a mais e como passava bastante tempo trabalhando, não iria cuidar do filhote perfeitamente.
   - "Papa" - Dan apontou para os filhotinhos com um sorriso radiante nos lábios.
   - Vou convencê-la. - Joe piscou para Dan e voltou-se para Demi. - Você vai pensar, certo? - Agora ele estava sério, voz firme, olhos nos olhos...
   - Está bem, vou pensar. - Demi revirou os olhos. Joe conseguia convencê-la sempre da melhor forma...

Continua... Oi! Resolvi postar LSS, espero que não troquem minha linda fic pela mini-fic, ok? ~drama~ Espero que gostem, ainda tem muita coisa pela frente.. Mas está quaaase no final.. </3 Beijos e obrigado pelos comentários! 



12 comentários:

  1. Acabei de perder minha cachorra e a fic agr falou de cachorro <\3 cap perfeito estou amando as duas fica tanto essa como a mini

    ResponderExcluir
  2. não troco essa fic sua por nada <3
    tá tudo tão perfeito
    miley grávida tão diva
    posta logooo
    necessito de mais
    mil beijos

    ResponderExcluir
  3. Ri muito neste capítulo.
    Como sempre estava perfeito.
    Joe e Demi formão um casal muito safado kkkkk
    Posta logoo

    ResponderExcluir
  4. Ameeei!!! eu acho que esse capitulo foi o mais fofo de LSS *---*
    que coisa mais fofa Dan indo acordar Demi com Joe <3 eu quero esse bebê pra mim!! hahahaha
    Dan coisinha fofa, vc tem que parar de mamar hahahaha
    graças a Deus Helena e Alex não apareceram e eu espero que não apareçam tão cedo kkkkkk
    Joe segure a onda aí, com esse negoço de querer outro filho, Dan nem tem 1 ano ele já quer ter outro, misericórdia se depender dele ele e Demi tem uma creche kkkkkkkkkkk
    eu estou amando as duas fics, tanto essa que é meu xodó desde sempre, quanto a mini-fic que virou meu xodó <3 não para de postar essa não viu?? plmdds <3
    Beijos e posta logo!!

    ResponderExcluir
  5. Demi sem coração é só um cachorrinho cara! O Joe vai convencer ela.
    Amei foi fofo! Dan fofo
    Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  6. Ta muito fofo o cap.

    ResponderExcluir
  7. Ameiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. melhor fanfic jemi que tem, nenhuma se compara, posta mais logo, tb to adorando a mini fic bjssss

    ResponderExcluir
  9. awnt perfeito <3
    não creio q ja ta no final :/
    quero um hot logo :3
    posta logo

    ResponderExcluir