12.3.14

Capítulo 14

   Era ótimo ter uma janela no quarto e a porta de vidro da varanda. Mas aquilo a incomodava bastante. Abriu os olhos e os fechou rapidamente por conta da excessiva claridade, mesmo nevando o dia não deixava de ser claro e ter malditos raios de sol para lhes acordar em plenas férias. Embrulhou-se a coberta e grunhiu uma palavra desconhecida. Não sentia o calor do corpo másculo enroscado ao seu e aquilo a irritou bastante. Demi levou a mão até a extensão vazia da cama e a tapeou a procura de Joe.
  Ergueu-se e abriu os olhos rapidamente e os fechou. Os cabelos emaranhados e o moletom  gigante a deixava com cara de adolescente rebelde. Demi cobriu-se inteira com a coberta e xingou Joe mentalmente. Como ele a deixara sozinha em uma cama king size em um dia totalmente frio? Mas resolveu levantar-se a procura dele, Joe iria aquece-la enquanto a mesma dormia querendo ou não. Calçou as pantufas de coelho e caminhou até o banheiro, fez a higiene matinal e lembrou-se de Dan. No caminho a procura de Joe visitou Daniel no quarto ao lado, ele dormia serenamente e aquecido. Desceu as escadas preguiçosamente enquanto enrolava o cabelo em um coque mal feito. Escutou a gargalhada de Joseph e semicerrou os olhos. Ele estava frito!
   - Parece ser uma boa ideia. - Disse Joseph enquanto bebericava um pouco do chá que esfumaçava na caneca que tinha escrito "I Love My Dem". Dem era o apelido dado por Joe à Demi. Demi caminhou em passos lentos até a cozinha e ficou a espia-lo por trás de um vaso de planta. Ela só conseguia o ver e não reconhecia a voz da outra pessoa, mas achara a voz familiar.
   Irritada, Demi resolveu ir atrás de Joe e iria arrasta-lo para cama independente de quem quer que fosse, aquele homem era dela e apenas ela o dominava. Bocejou cansada e caminhou até ele e se jogou nos braços do amado.
   - Joe, vem pra cama comigo. - Murmurou no pescoço dele, porém Joe não entendeu nada.
   - Bom dia meu amor. - Joe a abraçou e Demi sorriu boba ao sentir o corpo dele aquece-la. Joe riu e beijou o pescoço dela.
   - Bom dia Demetria. - Demi ergueu a cabeça e arqueou as sobrancelhas totalmente surpresa e corada de vergonha, não esperava que Denise e Nick estivessem na cozinha com Joe. Denise preparava alguma coisa na pia e Nick estava sentado de frente a Joseph tomando uma bebida quente, provavelmente um chá como Joe.
   - Bom dia. - Demi tornou a abraçar Joseph e murmurou aquelas palavras totalmente envergonhada.
   - Demi deve estar vermelha de vergonha. - Agora sim Demi sabia que era Nicholas, a voz dele estava bastante rouca, Joe tinha comentado que ele estava doente. Provavelmente resfriado.
   - Não fale assim da minha pequena Nicholas. Ela é tão manhosa pela manhã. - Denise e Nick gargalharam e Demi ficou mais vermelha que um tomate. Joe frouxou o abraço por alguns segundos e tornou a abraça-la encaixando o corpo perfeitamente ao dela. Distribuiu selinhos pelo pescoço e os subiu até os lábios. - Você está tão quentinha. - Comentou a abraçando mais.
   - Eu estou morrendo de frio Joseph! - Disse o acusando. - Não é legal você me deixar sozinha naquela cama no inverno. - Tornou a culpa-lo, porém agora estava emburrada.
   - Homens são inconscientes Demi, eles nunca sabem satisfazer uma mulher por completo. São bons em algumas coisas e péssimos em outras. - Nick e Joe entreolharam-se boquiabertos e disseram "Mãe!" em uníssono e Demi gargalhou gostosamente e enterrou o rosto no peito de Joe ainda rindo.
  Demi largou Joe na ilha da cozinha com Nick e foi ajudar Denise a fazer alguma coisa, ela estava faminta.
   - Como foi? - Sussurrou Denise apenas para que Demi pudesse ouvir.
   - Ocorreu tudo bem. - Disse sorridente. Demi viu-se olhando para a lateral da geladeira e estremeceu ao olhar para o calendário. Vinte e três de Dezembro! Até a noite passada estava para passar mal de tanta ansiedade. - Hoje faz um ano. - Suspirou e olhou para Joe que conversava com Nick animadamente.
  - Passou tão rápido. Ainda me lembro de quando começaram a namorar. - Demi sorriu com a lembrança, um ano de casada e um bebê! Estava longe de parecer aquela garota do começo do namoro, mudara radicalmente, fora internada porque tinha anorexia, se mutilava e se drogava. Deus! Como a vida mudara tão rápido. O bom de ser inverno era que ninguém se importava com roupas extravagantes. Todos usavam moletons e calçavam alguma coisa que servia para aquecer o pé.
   - Meu Deus! - Disse apavorada. Joe e Nick olharam em direção a Demi assim como Denise a olhava.
   - Está tudo bem Demi? - Perguntou Joe preocupado.
   - Claro! Só pensei alto demais. - Demi sorriu amarelo e virou-se ficando de costas para eles. Segundos mais tarde Nick e Joe voltaram a conversar novamente.
  - O que foi menina? - Perguntou Denise ao notar que Demi estava tensa.
  - Presente! Eu ainda não sei o que comprar para o Joe. - Suspirou frustrada, ele sempre a surpreendia com um presente que ela amava, mas Demi nunca sabia o que comprar para Joe.
  - Ele não comenta nada com você? Sei lá. Deve ter alguma coisa. - Disse Denise sem saber como poderia ajuda-la.
   Demi balançou a cabeça negativamente e ficou a pensar enquanto terminava de preparar as panquecas e os mistos, estava faminta. O que poderia comprar para Joe? Um carro? Seria muito exagero e Joe já gostava do Audi R8 Spyder. Céus! Aquilo estava a matando aos poucos..
   - Demi? As panquecas vão queimar! - Demi as virou rapidamente assim que acordara do transe, se não fosse Denise. Colocou as panquecas no prato e caminhou até a ilha da cozinha e puxou o banco para se sentar ao lado de Joe. Precisava pensar. Tinha passado semanas pensando em um presente e esperando por aquele dia..
   - Amor, você olhou Dan antes de descer? - Perguntou Joe enquanto roubava um pedaço da panqueca de Demi.
   - Sim. Ele estava dormindo. - Disse distraída. Na verdade ela estava pensando no presente de Joe.
   - Nick, nós temos que ir. - Disse Denise acariciando nas costas do filho. - Ainda tenho que ir ao mercado. - Aquele era o dia que Nick iria ajudar Denise já que Miley estava viajando para fazer um show na cidade vizinha, Nick ficara sozinho e correra para os braços da mãe assim como Joe fizera quando Demi o abandonou em plena lua de mel.
   - Divirta-se e previna-se. Outro bebê agora não seria bom. - Sussurrou Denise quando abraçou Demi que apenas assentiu.  Despediram-se e voltaram para a cozinha.
   - Não ganho o meu beijo da manhã? - Joe a imprensou contra a ilha da cozinha e acariciou os cabelos de Demi.
   - Não deveria, você me deixou sozinha na cama. - Demi envolveu a nuca de Joe com os braços e fitou os lábios dele.
   - Não fiz por mal. Mas estou louco para beija-la. - Demi sorriu e aproximou o rosto ao dele. Fitava os olhos do rapaz e a boca dele, acariciou o rosto de Joe e selou os lábios aos dele em um beijo apaixonado e cheio de pegada. Gemeu quando Joe esfregou o membro duro contra a coxa dela de forma provocante. Demi estava louca para tê-lo, ainda não tinham feito amor desde o nascimento de Dan, mas também não passava daquela noite.
   - Feliz um ano de casados. - Disseram juntos e ofegantes. Logo riram e depois correram até o quarto de Dan quando o mesmo começou a chorar.
   - O que foi com você bebê? - Demi pegou Dan do berço e o aninhou nos braços, ele só se acalmou quando escutou a voz da mãe. Dan ainda era muito pequeno e estava se desenvolvendo como qualquer outro bebê com um mês e treze dias de vida. - Você está com fome? - Demi sentou-se na poltrona e ajeitou-se para amamenta-lo, Dan sugou o bico do seio dela avidamente. Ele era bastante esperto quando o assunto era mamar e não deixava Demi livre nem por três horas.
   - Ele parece estar muito faminto. - Comentou Joe sentando-se no braço da poltrona. Dan o seguiu com os olhos e voltou-se a olhar a mãe que também o olhava, parou de mamar por alguns instantes e depois voltou a prática quando Demi sorriu para ele.
   - Ele tem que mamar. Bebês com um mês adoram mamar e estar nos braços da mãe. - Joe assentiu e deitou a cabeça no ombro de Demetria, observava Dan mamar admirado.
   - Posso fazer uma coisa? - Perguntou Joe depois de alguns segundos trocando olhares com Daniel.
   - O que quer fazer? - Perguntou Demi curiosa.
   - Deixe-me tirar uma foto sua amamentando Dan? - Joe adorava tirar fotos. Durante a gestação tirava fotos de Demi todos os dias e as numerava com a data. Mas Joe as guardava
apenas para si.
   - Claro. Só não poste na internet. - O advertiu antes de Joe sair para buscar a câmera no quarto deles. - Seu pai vai nos fotografar, ele fazia isto todos os dias quando você estava na barriga da mamãe. - Demi acariciou a barriga de Dan e o viu parar de mamar novamente e acompanhar o movimento da mão dela. Demi não sabia se era a aliança de casada que o atraia ou se era a tatuagem no pulso. - Ei bebê, volte a mamar. - Demi sorriu quando Dan voltou a mamar. Ele a olhava o tempo todo. Os olhos verdes eram atentos.
   - Demorei? - Joe acabara de entrar no quarto, segurava a câmera e a manta de Dan que Demi tinha esquecido no quarto deles quando amamentou o bebê pela madrugada.
   - Não muito. - Demi recebeu um selinho nos lábios e ajeitou Dan nos braços sem impedi-lo de mamar e pousou para a foto. Na foto Demi olhava para Dan enquanto o amamentava, Demi tinha um lindo sorriso nos lábios assim como estava linda com aquele pijama duas vezes maior que ela.
   - Está nevando muito lá fora. - Joe sentou-se no braço da poltrona e mostrou a foto para Demi que apenas assentiu gostando da foto. Ele olhou por uma fenda da cortina de ursinhos do quarto de Dan e viu que nevava muito.  - Está muito frio Demi, e eu estou com medo por Daniel, ele é tão pequeno e nós somos tão inexperientes. - Disse em um fio de voz. Era verdade. Dan era apenas um recém-nascido de pais inexperientes, e aquele frio não ajudava em nada, ou melhor, só piorava por não saber em exato o que tinha que ser feito além de agasalhar Dan.
   - Ele vai ficar bem, não é tão ruim quanto parece. - Demi deslizou a mão pela coxa de Joe e sorriu de forma confortante para ele. - Ele não é bobo, só é pequeno. Quando tem algo de errado Daniel começa a chorar, e por mais barulhento e manhoso que seja. - Demi sorriu para Dan e beijou a testa dele. - É uma forma de aviso para nós. Vamos conseguir cuidar dele, ou melhor, nós já estamos cuidando. - Demi aninhou Dan nos braços e sorriu involuntariamente quando o sentiu sugar-lhes o seio com mais força.
   - Tudo bem. Eu confio em você senhora Jonas. - Joe beijou a testa de Demi carinhosamente e se levantou.. Ele precisava resolver algumas coisas. - Eu preciso sair, não demoro. Tudo bem se você ficar aqui com Dan? - Preocupado como sempre! Demi estranhou, mas resolveu não perguntar onde ele iria, confiava em Joe.
   - Claro. Não seria adequado eu for com Dan, está nevando e é melhor nós ficarmos aquecidos em casa. - Ela disse e Joe assentiu.
   - Promete ficar bem? - Tornou a perguntar preocupado e Demi riu e assentiu. Amava aquele homem mais que tudo. 
   - Prometo, e é melhor você se comportar. Eu estarei lá se você aprontar Joseph. - Disse divertida fazendo Joe gargalhar.
   - Vou me comportar. - Joe segurou o queixo dela fazendo Demi o olhar e fitou os olhos castanhos. - Cuide do nosso bebê. - Aproximou-se e roçou os lábios aos dela demoradamente e saiu antes que ela suspirasse pesadamente.
   - Ainda está com fome? - Demi limpou o leite que escorria do canto da boca de Dan com a manta e riu quando ele voltou a sugar-lhes o leite. - O que acha de um banho quentinho e uma soneca pequeno? - Demi o desgrudou do peito e o ergueu para fazê-lo golfar. - Mamãe pode cochilar com você meu porquinho. - Demi riu quando Dan golfou ele também sorriu para ela, um sorriso sonso e manhoso. - Vou deixa-lo no trocador  e o senhor vai se comportar Daniel Jonas. - Demi o levou até o trocador e agradeceu mentalmente por ser totalmente seguro e não ter nenhum risco caso Dan resolvesse rolar e espatifar-se no chão. Espantou aquele pensamentos e pegou a banheira e o suporte da mesma. Checou se tudo estava segurou e conferiu Dan antes de ir a procura de água morna no chuveiro do banheiro daquele mesmo andar. Suspirou aliviada quando voltou para o quarto e viu Dan fitar o teto como se fosse a coisa mais interessante do mundo. Conferiu se a porta estava fechada para que nem uma corrente de vento entrasse. Despejou a água na banheira e apanhou todos os itens que iria precisar e os deixou a alcance caso precisasse deles.
   - Tudo está pronto, agora só falta o bebê da mamãe. - Demi desarmou a proteção para que pudesse ter acesso a Dan e começou a despi-lo cuidadosamente. - Umm.. Você está sujo. - Disse fazendo careta ao ver a fralda carregada... Demi limpou o excesso com um lenço umedecido enquanto brincava com Dan, era essencial interagir-se com o bebê. - Agora vamos para a água. - Pegou Dan nos braços e checou se a água ainda estava quente o suficiente para banho-lo. Pôs Dan na banheira e aos poucos começou a banha-lo cuidadosamente. Demi até cortara as unhas para que Dan não corresse o risco de ser arranhado.. - Hoje você tem que ajudar a mamãe. Tenho que me arrumar para o papai. - Disse enquanto o secava.. Meia hora depois, Demi pensara que Dan iria dormir como um anjinho, mas lá estava ela, deitada em sua cama e com o bebê nos braços sugando-lhes o seio.

Continua... Acho que vocês tem noção do que vai acontecer no próximo capítulo.. Resolvi postar agora esta parte porque caso postasse tudo de uma vez, e também porque não escrevi o resto.. ficaria muito grande, dai ainda vou escrever e se tudo der certo posto ainda hoje. E comemorem, porque minha criatividade está de volta.. hehe.. Beijos e até o selinho que eu vou tomar vergonha na cara e responder aos comentários e posta-los junto com o selinho. :D


11 comentários:

  1. MEU DEUS!!! que fofo, que perfeito, que lindo *----*
    super ansiosa para o hot, esses dois não podem se animar muito não pq tem que lembrar de Dan, ele vai estar em casa e não ia ser legal ele escutar certas coisas kkkkk ou ele vai ficar com as vovós?? bom, só sei que eu quero logo ler o Hot, espero que vc possa postar ainda hoje ;)
    Beijoos <3

    ResponderExcluir
  2. SOCORRO....QUE PERFEIÇÃO >< POSTA MAIS ... POR FAVOR !!!!!

    ResponderExcluir
  3. Awnt ... Daniel <3 destruidor de corações kkk
    Ta mais perfeita a cada capitulo
    So queria q tivesse algum conflito pra ficar mais emocionante , mas ta perfeito
    Posta logo

    ResponderExcluir
  4. Awnnn mds q perfeeicao pai amafo *-*
    Essa fic ta simplesmente acabando com my feels imaginando a Demi com filho.. Simplesmente perfeito kra..
    Nao tem como nao amar essa fic.. *-*
    Joe q lindo todo babao tirando foto.
    Ebaa hoott amoo amoo
    Posta Logo
    Xoxo

    ResponderExcluir
  5. Perfeição e o que define o capítulo....
    Ansiosa para o hot ~momento culta~ kkkkkkk...
    Postaaa loogooo
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oo quee lindooo posta mais rs
    meeu noome é alícia

    ResponderExcluir
  7. Eu amei. Ficou lindo. E espero mmuitooo pelo próximo
    Beijos , Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  8. AH SANTO POSEIDON ISSO TÁ PFTO

    ResponderExcluir
  9. SOCORRO DE LONGE O CAPÍTULO MAIS FOFO DESSE PLANETA posta logo neyde :3

    ResponderExcluir
  10. Sou leitora nova, adorei o capitulo.
    Ficou um amorzinho o capitulo, estou acompanhando faz uns dias a fic, porem não tive o tempo de comentar :(
    Mas esta perfeito, posta logo.
    Tenho uma fanfic nova, se quiser dar uma olhada nela (http://ficsjemi-irreplaceable.blogspot.com.br/)
    xoxo, Mirela.

    ResponderExcluir