5.8.14

Capítulo 6

 O sol começara adormecer e o céu ganhara tons alaranjados no horizonte. Os pássaros voavam em bando para casa e a leve brisa gelada da noite chegava aos poucos. Não tinha nada mais bonito que o final da tarde em Los Angeles. - Posso saber por que o senhor está tão distraído? - Oferecendo um sorriso tímido, o garoto a chamou para deitar-se com ele na grama.
   - Eu gosto de deitar aqui. - Dan observou a mãe deitar-se como ele. O corpo esticado e as mãos atrás da cabeça. - É tão lindo. - Comentou fitando o azul meio claro e meio escuro do céu.
   - É. - Demi ergueu-se para olhá-lo e sorriu. O seu garoto era uma espécie de galã de cinema. Ela se orgulhava tanto dele. Desde pequeno Daniel sempre fora apegado a ela. Ele tinha ciúmes e um carinho tão especial pela mãe. Demi sentia faltava daquele bebezinho que adorava mamar e emocioná-la até com uma fralda suja. Seu pequeno tinha crescido tão rápido. Parecia que tinha sido ontem que ela estava na sala de parto correndo risco de vida. Mas valeu a pena cada dor, cada sofrimento. Por Daniel e Lizzie, Demi daria a vida. Hoje ela se orgulhava de quem o seu menino era. - Você adorava mexer nas minhas roseiras quando era bebê. - Disse ao lembrar-se do dia do parto de Lizzie. Demi não hesitou em sorrir. Naquele dia Dan tinha brincado o dia inteirinho no jardim com Buffy, e tudo que ela escutava era: "Mama briga, Uffy." Daniel brincava com Buffy, e sempre que iria aprontar falava para o fiel amigo que ele não poderia mexer nas roseiras da mãe.
   - Papai adorava te dar rosas, e você sempre sorria. - Daniel sorriu ao olhá-la. - Então um dia eu pensei, se eu te desse rosas você iria sorrir para mim. - Demi mordeu o lábio inferior e sorriu. A competição entre Joe e Dan para conquistá-la era uma loucura. Aliás, os dois competiam desde sempre para conquistá-la, até a pequena Elizabeth entrara na competição.
   - Você é a cara do seu pai. - Demi o beijou na bochecha e pôs-se nos cotovelos para olhá-lo. - Tão carente.. E ai? Você vai me contar quem é Brooke? - Demi gargalhou ao ver o garoto ficar corado de um segundo para o outro. - Vamos, conte. Você está suspenso da escola e a Brooke tem um pouquinho de culpa nisso, ela é importante, não é? - Daniel revirou os olhos e assentiu.
   - Não é que ela é importante. - Disse pensativo. - Ela não é a garota certa para mim. - Demi franziu o cenho ao olhá-lo. - Ela é do tipo extrovertida demais, não leva as coisas a sério e é o brinquedinho do time. - Demi revirou os olhos e deitou-se na grama.
   - E porque você a beijou? - Perguntou. Às vezes a lógica dos homens não fazia sentido.
   - Ela me beijou e eu a beijei de volta. - Disse calmamente. - Ela só ficou comigo porque nossa família tem dinheiro e você e o papai são famosos. - Dinheiro sempre era um problema. Sem ele vinha às dificuldades, e com ele vinha às pessoas falsas e outros.
   - E você está apaixonado? - Perguntou completamente curiosa.
   - Não. Brooke é uma boa garota, mas não é uma que eu quero na minha vida. - Demi arqueou as sobrancelhas e o olhou.
   - Você vai com calma mocinho. - O alertou. - Eu sou nova demais para ser avó. - Daniel assentiu rindo.
   - Você não corre esse risco. - Beijando-a na bochecha, Dan levantou-se e ajudou a mãe a se levantar. - Está ficando frio aqui fora, e eu estou com fome. - Abraçando-a de lado, eles caminharam para dentro de casa entre cochilos e risadas baixas.
   - Papai está num drama que só. - Comentou Elizabeth assim que avistou o irmão e a mãe.
   - O que ele tem? - Daniel perguntou franzindo o cenho.
   - Ele não para de choramingar sobre a panelada. - Daniel gargalhou junto com Lizzie. Joe tinha sido zoado praticamente a tarde toda.
   - Eu vou cortar a mesada de você. - Demi tentou não rir, mas acabou rindo. - Eu já desço para preparar o jantar. - Dan e Lizzie riam tanto que nem perceberam quando a mãe subiu as escadas com euforia. - Joe? - Disse assim que adentrou o quarto. E lá estava ele, deitado na cama apenas de box com cara de sono.
   - Oi. - Joe arqueou as sobrancelhas e sorriu quando Demi fechou a porta e a trancou. - O que foi? - Perguntou quando ela sentou-se na beirada da cama.
   - Estou preocupada com você. - Demi enterrou os dedos nos cabelos de Joe para acariciá-los. - Está tudo bem? Dê certeza. - Disse e logo forçou um sorriso. Nos dezesseis anos de casados, quatro anos de namoro mais um ano amizade somavam-se vinte e um anos que se conheciam e Demi nunca se sentiu tão envergonhada como estava se sentindo.
   - Minha cabeça não está doendo mais. - Joe a puxou para deitar-se com ele com um meio sorriso nos lábios. - Está tudo bem, não fique com receio. Aliás, eu fui mimado o dia inteirinho bebê. - Disse rindo. Quem diria que uma panelada daria tantos mimos a ele. Antes do almoço Demi pediu a Dianna que preparasse pão de queijo e suco de acerola, no almoço Demi preparou uma maravilhosa pizza caseira junto com outros pratos que ele adorava, na sobremesa ela colocou colher por colher de brigadeiro na boca dele, e bem.. No lanche da tarde Joe não aguentava comer mais nada.
   - Mas.. - Demi suspirou e o deixou beijá-la calando-a. - Se alguma coisa de ruim acontecesse com você e a culpa fosse minha, eu jamais me perdoaria. - Suspirou nos lábios dele.
   - Não pense nessas bobagens. - Joe deu um selinho nos lábios dela. - Sei que por mais que eu te perturbe às vezes com o meu ciúme bobo, você jamais me acertaria com uma panela ou faria algum mal a mim. Então esqueça essa história, fique despreocupada. Eu vou reforçar a segurança da nossa casa e ninguém vai ousar em nos perturbar, tudo bem? - Demi assentiu suspirando pesadamente. Não tinha sido um dia fácil.. A imagem daquela mulher de lenço e óculos negros não saía de sua cabeça.. Não tinha um traço sequer familiar... Ou se tinha Demi não se lembrara..
   - Tudo bem. - O sorriso dela mudou completamente o rumo da conversa. Era aquele sorriso travesso que Joe conhecia muito bem.. - Eu gostaria de saber por que o senhor está apenas de cueca na cama? - Demi enterrou a cabeça no pescoço dele para mordiscá-lo.
   - Por quê? - Joe riu quando ela murmurou "Ah não Joe.." assim que ele inverteu as posições. - Porque eu estava te esperando. - Sussurrou na orelha logo provocando-a com uma leva mordida. - Nós temos que tirar o atraso. - Demi tentou, mas não evitou gargalhar.
   - Atraso? - Perguntou com as sobrancelhas arqueadas. - Você é um homem de sorte, a minha greve de sexo não durou nem cinco horas. - Agora foi Joe quem gargalhou.
   - Eu sei. Eu sou um cara muito sortudo. - Os lábios encontraram os dela em um selinho demorado. - A minha garota me mimou à tarde inteirinha, e agora ela vai fazer amor comigo. - Os olhos de Demi brilharam e o sorriso dela ia de orelha a orelha. Joe desabotoava botão por botão da camisa xadrez sem ousar em desviar os olhos dos dela.
   - Hum.. - Demi mordeu o lábio inferior e o ajudou a livrar-se da camisa. - Você é mesmo um sortudo. - O peso do corpo másculo caiu sobre o corpo feminino assim como os lábios se juntaram aos dela. Lento e intenso. A língua dele acariciava a dela, as mãos dele apertavam a silhueta e os seios, estes ele os segurava firmemente provocando os mamilos com os dedos. - Joe? - Chamou sentindo os beijos dele no pescoço.
   - Hum.. - Murmurou envolvendo o mamilo esquerdo com os lábios e segurando seio direito com a mão livre. Joe fixou os olhos aos dela provocando-a.
   - Eu quero você agora. - Relutante ele deixou o mamilo de Demi e selou os lábios aos dela. - Temos quer ser rápidos. - Sussurrou enquanto ele despia o short dela. - Dan e Lizzie a qualquer momento vão nos procurar. - Demi observou atentamente o sorriso malicioso formar-se nos lábios dele enquanto o mesmo despia a box.
   - Vem cá princesa. - Joe ofereceu um sorriso galanteador a Demi estendendo a mão para ela. - Linda.. - Sussurrou assim que Demetria pôs-se de pé graciosamente. As curvas, convidativas, compunham o corpo de sua amada. Tocara-a no quadril puxando-a para si. As mãos deslizaram um pouco mais para baixo atingindo o traseiro em cheio apalpando-o com gosto. Demi automaticamente gemeu, espalmou o peito e deliciou-se com a sensação das mãos dele explorando seu corpo. As mãos másculas deslizaram um pouco mais para baixo indo e vindo, e Joe mordeu o lábio inferior ao dar um leve tapa no traseiro de Demi e escutá-la gemer.
Obrigando-o afastar um pouco as pernas para que a coxa dela pudesse encaixar-se entre as pernas dele, Demi desceu as mãos pelo peitoral, o abdômen e quando Joe pensou que Demi fosse repousar as mãos em sua cintura, ela na verdade encheu as mãos com o traseiro dele e o mesmo riu. Mordiscando o ombro largo, Demi tratou de roçar a coxa a dele, o que fazia os íntimos tocarem-se acidentalmente. Quando Joe pôs-se cabisbaixo Demi encaixou os lábios aos dele adentrando a língua a boca sem rodeios. Ela o provocava. Os movimentos da língua sincronizados aos movimentos na coxa dele.. Demetria.. Demetria..
   - Um.. - Disse auxiliando-a. - Dois.. - Joe deu um passo e ela moveu-se com ele, até porque as pontas dos pés de Demi estavam sobre os pés dele. - Três.. - Disse no terceiro passo. Joe cerrou os olhos ao vê-la olhar para trás. As mechas loiras roçavam os mamilos e outras caiam sobre o rosto de Demi.
   - O que nós estamos fazendo? - O sorriso divertido só fez o coração de Joe bater mais rápido. Por que diabos eles estavam nus e andando pelo quarto com ela na ponta dos pés dele?
   - O que nós estamos fazendo? - Joe a pegou pelo traseiro impulsionando-a para cima fazendo com que Demi enlaçasse as pernas na cintura dele. - Oh Deus. - Os seios estavam à mercê da boca dele, eram convidativos e exibidos.
   - Joe. - Demi acariciou os cabelos dele ao sentir os lábios carnudos roçar o mamilo dela. - Eu adoro isso. - Sussurrou fechando os olhos e tombando a cabeça para trás. Mais alguns passos e Joe chutou a porta do banheiro e o adentrou assim que a porta abriu. - Banheiro, Joseph? - Joe assentiu ainda com o mamilo na boca caminhando em direção ao balcão.
   - Você pode gemer a vontade, ninguém vai nos escutar. - Demi escorregou pelo corpo dele, mas logo o abraçou e o beijou.
   - Safado. - Sussurrou arranhando o abdômen dele.
   - Psiu... - Joe levou o dedo indicador até os lábios de Demi calando-a. O dedo traçou os lábios e logo acariciou as maçãs do rosto. Demi fechou os olhos e o deixou agir.. Ele selou os lábios aos dela num beijo casto, deslizou as mãos pelos ombros e logo guiou-as para o tórax e finalmente tocou a ponta dos seios. Um passo para o lado esquerdo e Joe jogou os cabelos de Demi para trás os fazendo cair divinamente pelas costas em mechas loiras e cumpridas. Mais alguns passos e ele a cercou como um caçador cerca a sua presa. Os braços rodearam o corpo dela quando ele a abraçou por trás firmemente fazendo-a gemer ao sentir a ereção roçar o traseiro. - Você é maravilhosa, Demetria. - Sussurrou. Os lábios selaram a tatuagem de pena que Demi tinha atrás da orelha esquerda distraindo-a enquanto ele a imprensava contra o balcão do banheiro. - Deixe o corpo tombar para frente amor, eu vou te pegar por trás. - Demi franziu o cenho e gemeu ao contrair os músculos do íntimo. - Levante essa maravilha de traseiro para mim. - As pálpebras fecharam e ela suspirou pesado ao sentir as mãos dele na cintura dela. - Pronta? - Era como se o íntimo estivesse sendo consumido pelo fogo ardente do desejo. Demi tombou a cabeça para trás e ronronou o sim mais sofrido de toda a sua vida. E então ela o sentiu invadindo-a aos poucos.
   - Joseph! - O gritou quando ele bateu no fundo do íntimo. Demi franziu o cenho e o olhou pelo espelho. Os olhos cerrados e a boca em uma linha na expressão séria, o suor começando a escorrer pelo corpo colado ao dela e ele a segurava firmemente pela cintura enquanto se movia precisamente. - Amor, por favor. - Gemeu.
   - Quieta bebê. - Joe deixou um gemido escapar e a abraçou com mais força quebrando toda a pouca distância que antes existia entre eles. Joe sussurrava palavras ousadas e outras que Demi mal entendia o significado. Ele mantinha o mesmo ritmo deixando-a louca por mais e mais.
   - Por favor. - Sussurrou o olhando nos olhos pelo espelho. Joe mordiscou-lhe o ombro e a beijou no pescoço e manteve os olhos fixos aos dela enquanto se movimentava no mesmo ritmo tendo que segurá-la pela cintura com mais firmeza. - Me.. - A cabeça tombou para trás, os lábios estavam entreabertos e então ela gemeu chegando lá..
   - Dem.. - Joe repousou as mãos no balcão e a estocou até que alcançasse o ápice derramando-se violentamente nela.
   - Joe. - Demi o chamou. Ela mal conseguia enxergar. A visão estava embaçada e ela apostava que iria desmoronar a qualquer momento. - Deus.. - Murmurou assim que ele a puxou para o peito abraçando-a.
   - Você está bem? - Perguntou beijando-a na testa.
   - Estou ótima. - Ofegou ao sentir os íntimos roçarem-se. - Amo você Joe. - Demi selou a bochecha dele com um beijo carinhoso e enterrou a cabeça no pescoço dele sentindo-se como a mulher mais feliz do mundo apenas por estar ali.
   - Eu também te amo anjo. - Baixinha e manhosa. Joe riu suavemente ao perceber que ela não desgrudaria dele por bons minutos, aliás, ele conhecia bem aquela mulher depois do sexo.. Mas ele surpreendeu-se depois de alguns minutos. Demi o convidara para tomar banho de ducha.. Ora, vindo dela era um convite muito especial, já que a mesma adorava dormir durante horas e horas para repor as energias e quase sempre recusava banho depois que eles faziam amor.                             
   - Você viu a minha camisa militar? - Trocavam-se depois do banho.
   - Foi mal. - Demi sorriu um tanto sem graça.. Ela acabara vestindo a camisa dele.
   - Tudo bem, fica melhor em você. - Joe riu da careta da amada e voltou a procurar por uma peça de roupa. - Eu estava pensando em uma coisa. - Disse enquanto vestia a T-shirt branca.
   - Sim. - Demi prendia os cabelos em um rabo de cavalo, estava vestida com a camisa militar de Joe e usava um confortável short de dormir.
   - Minhas férias estão chegando, Sara vai me liberar por dois meses. - Joe secou os cabelos molhados com a toalha e aproximou-se de Demi para que ela pudesse penteá-los. - Você topa uma segunda lua de mel? - A primeira lua de mel tinha sido incrível. Aliás, não tinha como não ser. A Itália era o ambiente perfeito, mas mal passaram os três meses planejados e Demi já tinha que voltar para o trabalho. E quando ela finalmente voltou da turnê.. Bem, ela estava grávida de Dan.
   - Seria maravilhoso. - Demi sorriu de orelha a orelha. A ideia era fantástica. Nos dezesseis anos de casados, eles mal tiveram tempo para aproveitar juntos além das noites quentes. Era a responsabilidade com a família e o trabalho. Seria ótimo sair um pouco da rotina e quem sabe aquecer ainda mais o relacionamento... claro, se fosse possível..
   - Nós podemos ir para o lugar que você quiser. - Erguendo-se na ponta dos pés, Demi alcançou os lábios dele com os dela.
   - Eu amo você. - Ora, se ele soubesse que ela ficaria tão feliz teria contado antes. - Amo muito. - Disse depois de distribuir vários selinhos pelo rosto dele. Envolvendo os braços na cintura dela, Joe a beijou intensamente apertando-a contra ele. Mas antes mesmo que pudessem terminar o beijo, Demi afastou-se bruscamente. Joe arregalou os olhos ao vê-la pálida e assustou-se com outro grito. Um grito.. A mulher de lenço e óculos negros...

Continua... Vocês estão gostando da fanfic? Sério, estão gostando ou não? Eu acho que não.. O blog está muito parado, as visualizações e os comentários caíram muito.. Então eu pensei que o que eu estou escrevendo não é o melhor para esse blog e ainda considero a ideia de cancelar esta fanfic. Seria uma pena cancelar.. Mas fazer o que? Nem ideias extraordinárias eu estou tendo.. Claro que essa fic já está toda planejada.. Mas eu acho que não está agradando a ninguém. É falta de hot? Momentos Jemi? O que eu posso fazer para melhorá-la, sugestões? Bem, é isto. Obrigado pelos comentários. Beijos garotas e comentem!! 


18 comentários:

  1. Amanda, mais uma vez não tem nada de errado com a fic, ela está cada dia muito mais perfeita *-* você sabe o quanto eu amo a sua fic, mas se você não está se sentindo muito fiel com a fic para um pouquinho com ela, yalvez seja falta de ideias e tal ....
    Mas n cancela por favor esta tão awn <3
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oii, primeiramente quero pedir desculpas por não comentar, só que eu sei que como muitas leitoras estudam ou trabalham e nao conseguem comentar assim como eu . Peço que não exclua nem cancele a história, é perfeita, nao tem o que por nem tirar você detalha bem as coisas, o novo hambiente familiar, agora as férias que eles vão tirar e o mistério da mulher de preto, serio a história ta perfeita.Aprecio muito o fato de que posta com frequência os capítulos e se importa com isso, coisa que nem todas as blogueiras e autoras se importam, eu sempre acompanhei a história e eu sou completamente apaixonada por ela, sem dúvidas é a minha favorita, mas eu estudo muito e tempinho que eu tenho eu uso pra ler rapidinho e por isso acabo não comentando, peço desculpas por isso por que te faz pensar erroneamente que a história não está boa, me desculpe. Sério nem pense mais na possibilidade de parar de escrever ela poe favoor :( ela é a unica história que eu realmente sigo e acompanho e reservo um tempinho pra ler, prometo tentar reservar um tempinho pra comentar também.
    Com carinho, Kah.
    Ps:TO CURIOSA COM ESSA MULHER ESTRANHA, CAPETA!

    ResponderExcluir
  3. não tem nada de errado com sua fanfic, sou leitora nova mais eu já amo ela de verdade, uma das únicas que eu fico esperando ansiosamente o próximo cap. não cancela por favor eu vou chorar sangue se vc cancelar :( PS: quem é essa mulher assustadora? q q ela ta fazendo no quarto deles??? (medo)

    ResponderExcluir
  4. não tem nada de errado com sua fanfic, sou leitora nova mais eu já amo ela de verdade, uma das únicas que eu fico esperando ansiosamente o próximo cap. não cancela por favor eu vou chorar sangue se vc cancelar :( PS: quem é essa mulher assustadora? q q ela ta fazendo no quarto deles??? (medo)

    ResponderExcluir
  5. eu estou gostando muito >.<
    continua se ainda for bom pra vc ...

    bjss

    ResponderExcluir
  6. por favor não pares com esta fic, ela é ótima!!!
    contina por favor.....

    ResponderExcluir
  7. nao tem nada de errado nao, as vezes o pessoal ta ocupado pela volta as aulas, mas nao cancela nao pode favor, amo essa fic, vc bem que podia fazer uma maratona neh, a mue ta no quarto, eu sera que ela ta fazendo algum mal para lizze ou para o dan........ POR FAVOR POSTA LOGO. mega outra anciosa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Se isso tá ruim eu sou o Bob esponja
    Hehehe seu sirigueijo
    Mandinha eu demorei...
    Mais aqui estou
    Amei há temporada
    Mais tô sentindo falta da Miley kkkkkkkk
    Ela agita o negócio
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que capítulo mais que perfeito ,amei demais !!!

    ResponderExcluir
  10. cara mais uma vez vc mandou mt bem.q capitulo ... momento dame mt fofo....... Dan safadinho igual ao pai kkkk e que transa rs o_O como assim a mulher ta no quarto deles? Por onde ela entrou? Alguem a viu? To achando que ela e uma alma penada ( medo) kkkl nao cancela a fic nao ... Eu conto os dias pra vc postar kkkk ate o proximo bjinhosss <3

    ResponderExcluir
  11. Linda...Não cancela a fic não...por favor...pense melhor antes de fazer isso...
    Enfim...sobre o capítulo...essa mulher me assustou...coitada da demi...que tenso...
    ansiosa aqui para saber quem é...
    Se você continuar com a fic...vai fazer muitas pessoas felizes viu ♥♡♥ beijoss linda diva

    ResponderExcluir
  12. Tenho certeza que o problema nãp é com a fic, me perdoe eu particulamente não posso está aqui sempre, último ano na escola, pré vestibular e tudo mais, mas sempre que posso leio e comento mesmo que as vezes acumule alguns capitulos, amo a forma que você escreve e sinceramente eu achava que essa temp não iria ser tão boa por causas do Dan e Lizzie já grandes mas ela superou minhas expectativas..
    Sobre o capitulo eu acho que essa mulher pode ser a Ashley ou alguma fã maluca do Joe, eu acho os momentos da Demi com Dan os melhores, devo admitir que ele é o meu favorito da fic, as vezes sooa como se eles fossem apenas apegado a Demi mas é legal, amaria ver Joe tendo outro surto de ciumes com a Lizzie, segunda lua de mel Jemi hm sinto cheiro de outro baby vindo porque esses dois são muito safados!
    Sam, xoxo

    ResponderExcluir
  13. Nem sei descrever qual foi a parte mais perfeita desse capitulo *----*
    Dan tão fofo, Demi tão fofa com ele, que amor, quero abraçar eles *-----* Demi e Joe são dois safados que mal tiveram um tempinho se esgueirando dos filhos que já foram para a cama, ou melhor, para o banheiro hahaha Adoro esses dois fogosos!!! Joe mesmo batendo a cabeça ainda está safado, merece apanhar mais de panelas, brincadeirinha.... hahahaha
    Tipo, eu super quero te bater por não me deixar saber logo quem é essa tal mulher misteriosa!!!! eu to nervosa já!!! mas tipo, ela ta no quarto??? o grito foi de Dan e Lizzie??? mds eu preciso saber logo!!!!
    Agora a parte séria... já te dei um conselho antes, eu estou amando essa fic como nunca, ela é a mais perfeita de todas que eu já acompanhei, sério mesmo, vc escreve, vc faz um enredo que tem aquela coisa que prende o leitor, vc escreve muito bem Amanda, continue assim, se vc quiser continuar escrevendo, continue, não importa se não estão comentando, ás vezes é chato, as pessoas não comentam achando que não muda em nada a cabeça do escritor, mas muda, no meu caso, e acho que no seu tbm, dá inspiração, vontade para escrever mais e mais. bom, eu sempre estou aqui comentando, e comentários grandes kkkkkkkk já dei minha opinião e espero que vc decida o que é melhor para vc, todos entenderão. <3

    ps. queria saber se vc, se não tiver muito ocupada com a faculdade e com essa fic, se vc não queria escrever uma fic comigo. eu já tenho o roteiro todo pronto, pq é uma adaptação de um filme, eu gostei bastante do filme, é bem interessante, mas não sei se eu conseguiria escrever a que eu estou escrevendo agora e uma nova sozinha... se vc tiver interesse vc tem meu whats ;)

    Beijoooos <3

    ResponderExcluir
  14. Ugh, eu odeio Jemi, mas continuo lendo a sua fanfic pq cara, é mt fodaaaa. Eu leio desde a epoca Jemi shipper, eu comecei naquela epoca e n da pra parar, seu trabalho é ótimo. Nem me importo q é Jemi eu amo muitooo a sua fanfic.

    ResponderExcluir
  15. Fic perfeita!!! Posta mais>~< ... Podia rolar um sexo por telefone JEMI! Seria demais.... Bjs

    ResponderExcluir
  16. Amanda, acho que assim como tu nao tem todo tempo do mundo pro blog, nao temos pra comenta. As vezes eu entro correndo aqui só pra ler o capitulo, nem leio oq tu escreveu abaixo e nem comento pq entro na correria, mas isso nao significa que nao gostamos da fic, é perfeita. Nao cancela, por favor

    ResponderExcluir
  17. a fic esta perfeita <3 não cancela não
    eu meio que estava sem tempo de ler e agora então estou totalmente sem tempo . E que eu infelizmente perdi meu pai essa semana , então não vou ter tempo de ler fics.
    amei a parte do dan com a demi <3
    adorei esse hot *-*
    posta logo

    ResponderExcluir