25.2.14

Capítulo 10 - Parte 1/2

Aquelas paredes azuis davam a sensação de paz, e um sono fora do normal. Talvez fosse apenas o cansaço. Aquela poltrona a confortava. Acordara no meio da noite com Dan chorando, correu até o quarto, que ficava do outro lado do corredor, para verifica-lo. Agora o pequenino sugava-lhes o seio.

  - Você está com fome bebê? - Demi sorriu quando Dan levou a mão, com certa dificuldade, até o seio dela. Tudo que Demi sentia era um toque delicado e frágil. - Já está com sono? - Dan cochilava enquanto sugava o leite, Demi riu do pequenino e o balançou em um movimento rítmico e lento. Depois de longos minutos amamentando Dan, Demi o colocou para golfar e o fez dormir cantando uma canção de ninar. Dan dormiu profundamente nos braços da mãe. A voz dela era divina.

  - Mamãe vai ficar aqui. - Demi ajeitou o pequenino no berço e beijou a testa dele. - Te amo meu anjinho. - Sussurrou fitando o rosto dele. Como prometido, ela ficou, enrolou-se em uma manta e se sentou na poltrona. Aos poucos o sono vinha, a preocupação estava sendo vencida pelo cansaço. Achara que se ficasse perto de Dan nada de mal aconteceria.

Já no outro quarto, Joe rolava pela cama a procura da amada. Não iria conseguir dormir sem abraça-la. Chamou-a em um murmuro e nada. Se comparássemos quem era mais manhoso, Joe com tamanha certeza iria vencer. Novamente a chamou. Nada. Ergueu-se e passou as mãos pelos olhos e bocejou. Com certeza preguiça olhou para os lados, já sabendo que ela não estava lá, pois se estivesse ele iria sentir o calor do corpo dela. Acendeu a luz do abajur para conferir se Demetria não estava no quarto. Ah! Dan, ela estaria com ele. Quando era mais cedo ele pensou que escutara um choro, mas estava tão cansado que nem se deu o trabalho de se levantar. Deveria ser Dan. Puxou a coberta que estava sobre o corpo para o lado oposto da cama e se levantou, descalço, caminhou até o quarto de Dan.

  - Pequena? - Sussurrou abrindo a porta do quarto lentamente. Olhou na direção do berço de Dan e nada. Encontrou-a deitada de mau jeito na poltrona, enroscada a uma manta e dormindo profundamente. Foi até o berço conferir se Dan estava bem e sorriu quando viu o pequenino dormir profundamente, chegara suspirar durante o sono. Joe riu daquela pequena figura e caminhou até Demi em passos silenciosos para não acorda-la e nem Dan. - Amor. - Chamou-a sem obter resposta. Beijou a testa de Demi e a pegou no colo, iria leva-la para cama.

  - Joe. - Murmurou quando ele a deitou na cama. - Onde está Dan? - Perguntou se erguendo. Joe beijou os lábios dela para acalma-la. 

  - Ele está dormindo. Está tudo bem. - Demi suspirou aliviada por ouvir aquelas palavras.

  - Quantas horas? - Perguntou se ajeitando na cama.

  - Hum.. Quatro e meia da manhã. - Disse o rapaz fitando o visor no Iphone. - Já volto. - Joe saiu antes mesmo que ela tivesse a oportunidade de enchê-lo de perguntas, mas segundos depois Joe voltou para a cama. 

  - Onde você estava? - Disparou se aproximando dele. Curiosa como sempre. 

  - Fui fechar a porta do quarto de Dan. - Joe os cobriu até a cintura e se aproximou mais dela. - Não consigo dormir sem você. - Sussurrou nos lábios dela. A desejava tanto que chegara doer. Mas não poderia possuí-la. Iria enlouquecer se não tocasse a esposa da maneira que desejava.

  - Joe? - Joseph estava imóvel, os olhos brilhavam analisando o corpo feminino. Uma hora direcionava o olhar para os lábios rosados, e outra olhava para os seios com um desejo absurdo. - Não podemos, você sabe que não. - Disse o empurrando cautelosamente.

  - Eu sei dos seus limites bebê. - Finalmente desviou o olhar para fitar os olhos dela. Juntou os lábios aos de Demi de uma forma carinhosa correspondida por ambos. - Deixe-me apenas suga-los bebê. Quero beija-los. Por favor Demi, deixe-me suga-los. - Implorou a enchendo de beijos apaixonados. Demi ficou paralisada e assustada. Estava excitada e se arrependeria de deixa-lo prosseguir. Assentiu balançando a cabeça e tocou o braço forte com a mão tremula.

  - Não podemos passar.. disto. - Disse com certa dificuldade. Joe apenas assentiu a beijando e acariciou-a. Demi arrepiou-se quando Joe a tocou no ombro. O rapaz aproximou-se dela e tomou-lhes os lábios com um beijo ardente. Beijou o ombro dela e entrelaçou os dedos a alça da regata branca. Aquele deslizar era lento e fazia com que ambos ansiassem por mais. Quando deslizou a alça da regata Joe depositou beijos carinhosos por todo o tórax de Demi os voltando para os lábios dela. Abaixou a outra alça e beijou o começo do vale dos seios, deixando-os apenas de fora e nada mais. Os olhos dele brilharam, Demi mordeu o lábio inferior com força e Joe tocou o seio esquerdo ainda por cima da copa do sutiã e o puxou para fora da mesma.

  - São preciosos demais. - Sussurrou no ouvido dela e deu-lhes um selinho enquanto segurava o seio carregado de leite cuidadosamente. - Posso beija-lo? - Fitou os olhos dela e sorriu ao vê-la ruborizada sem ao menos conseguir dizer nada. Joe acariciou o seio em movimentos circulares e Demi gemeu. Desde casado estava mais esperto e os sutiãs e os terríveis feches não eram mais problemas para Joe. Mas o sutiã que Demi usava era diferente, ele não conhecia aquele modelo, certamente servia para ajudar a amamentar Dan.

Não se importou, determinado, buscou o feche e o abriu. Maravilhado, sorriu ao ver os seios da amada livres apenas para ele. Beijou os lábios de Demi e não pode evitar um sorriso quando ela levou as mãos até a camisa dele para que pudesse despi-lo. Seria uma carta branca? Não. Demi ainda tinha os limites físicos, não estava recuperada e não ajudaria nada se Joe junta-se a ela em um só. Gemeu quando o mamilo fora abocanhado. Joe o tocava com a língua e sentia o gosto do mesmo. Era diferente.. Mas continuou, gostava daquele gosto e da nova forma do seio da amada. Esbaldou-se no esquerdo e depois no direito, repetidamente.

  - Joe, por favor! - Demi o empurrou com certa dificuldade. - Joseph! Eu não posso. - Oh! Estava amando aquelas caricias e também estava quase lá, mas não podia alcançar o clímax de jeito nenhum. Os lábios de Joe envolviam o mamilo com firmeza, o chupava carinhosamente sugando-a. Era bastante excitante. 

  - Demi.. Desculpa, eu só.. Só quero você. – O rapaz se afastou e deitou-se ao lado dela. Joe estava ofegante, mal conseguia respirar, estava tremulo e duro.

  - Eu sei... - Sussurrou também ofegante. Se o deixasse prosseguir não seria nada bom o resultado. - Também quero você, mas nós não podemos. Não agora. Meu corpo não está adequado para recebê-lo. - Demi acariciou o rosto de Joe com as mãos e beijou a bochecha dele. - Daqui a alguns dias vamos poder fazer amor, prometo. - Selou os lábios aos dele e deitou a cabeça no ombro do mesmo. Era ótimo passar a noite agarrada a Joe.

  -  Hum.. Eu amo você. - Joe beijou os lábios dela e Demi sussurrou entre o beijo que também o amava. - Bem, agora preciso de um banho gelado. - Joe tinha um sorriso divertido nos lábios, mas não mentia. Precisava daquele banho, seu amiguinho estava armado para possuí-la.

  - Por que gelado? - Perguntou sem entender o que Joe queria dizer. Demi arregalou os olhos quando Joe segurou a mão dela e a guiou até debaixo do cobertor caminhado pela anatomia do corpo dele. Estava duro, duro demais.

  -  Duro por você, bebê. - Joe beijou o maxilar dela e encaminhou os beijos até os lábios da mesma e não deixou de acariciar os seios com a mão livre.

  - Fique meio-deitado, meio-sentado. - Joe a obedeceu sem hesitar. O tom de voz dela era autoritário. Demi não movia o corpo, ficara na mesma posição de quando estava deitada e teve os seios beijados. Não podia fazer nenhum tipo de esforço físico.

  - O que está fazendo? - Joe sentira o coração acelerar. E tudo piorou quando ela jogou a coberta para que cobrisse apenas os pés dos dois.

  - Fique quieto, amor. - Demi adentrou a box com a mão e tocou o membro ereto a espera dela. Estava tão duro e grosso. Ela o desejava dentro de si. Afastou a box até o pairar das coxas de Joe e mordeu o lábio inferior. Se sua situação não fosse aquela com certeza iria amanhecer o dia nos braços dele o sentindo bater no fundo e sussurrar que a amava.

  - Oh Demi! - Ofegou Joe quando ela o envolveu com a palma da mão e o movimentou de cima para baixo. - Demetria! - Joe tombou a cabeça para trás e deixou os gemidos escapar. Ela o movimentava lentamente o deixando louco. Lento e carinhoso. Ela o movimentava de cima para baixo. De baixo para cima. Ritmicamente. Amava dar prazer a Joe. Ele gemia sem parar e sem ser capaz de exercer ação alguma. Apenas sentia aquela onda de prazer percorrer o corpo. Era forte, muito forte o próximo fenômeno que iria acontecer com o corpo dele. Com muita dificuldade Joe levou a mão até a de Demi e a cobriu e acelerou os movimentos, o que ela fazia antes com ele era torturante.

  - Deixe vir. - Sussurrou também excitada. Joe estava tão satisfeito que a obedeceu. O cenho franzido. Os lábios entreabertos. Os músculos rígidos e a mão máscula cobrindo a feminina estimulando o membro. Joe derramou-se violentamente. Demi conteve um sorriso e beijou os lábios dele. - Bom garoto. - Disse antes de se virar e fingir que nada tinha acontecido e o deixando naquele estado.

Continua.. Oi! To correndo aqui sdailjdia posto a parte 2 depois beeijos.



21 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAHHHH QUE PERFEITO.... POSTA MAIS ><

    ResponderExcluir
  2. safadinhos rsrs'
    mt mt safados esses 2

    possta logoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode divulgar meu blog ?? pleaseee

      http://jemilovely.blogspot.com.br/

      obg =)

      Excluir
    2. Sempre safados hehe <3
      Vou divulgar amor, beijos

      Excluir
  3. Gente ! Quanta safadeza :3 adoroooo
    kra ta tao perfeito essa fique
    Ainda posta hj ?
    Posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este com certeza é o casal mais ativo que existe nas fanfics, obrigado. Beijos

      Excluir
  4. AHHH ameei
    Awn Joe q fofos *-*
    Mdss q safadeenhoos Demetria vc q safada hein gata.. Amoo
    Posta logo
    Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demi sempre safadeza oculta shuausahu beijos

      Excluir
  5. Demi...demi kkkkkkk apronta ~adoro~
    Tá tudo perfeito sz
    Posta loooogooo
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Amei de verdade e quero mais. To sem net então assim que der eu comento.
    Beijos Fabiola Barboza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Não se preocupe, comente quando der, beijos

      Excluir
  7. perfeito ,perfeito posta mais logo !!

    ResponderExcluir
  8. eu consigo me apaixonar mais pela história cada vez mais, eita casalzinho fogoso esse dois nem ela parindo eles esquecem da safadeza, estou apaixonada por Dan, é como se fosse a versão masculina da Alena hdusshs, amei como sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai!! Amo seus coments de paixão sauhsha Esse casal é puta merda de fogoso, pois é, não esquecem da quase-trepa auhsua nuca. Dan é super fofo, quando ele estiver com 3/4 anos vai ser melhor ainda.. Parece mesmo, o primeiro filho dos irmãos Jonas </3 beijos

      Excluir
  9. OMG QUE PERFITP!!amei o hot,posta logo bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Quase hot, porque o que vou escrever vai fuder tudo suhasu beijos

      Excluir