25.7.13

83 - Você não faz ideia

Não há nada melhor que estar em casa.. ou quase lá. O dia continuou chuvoso, porém não os impediu de embarcar para Los Angels.. quando digo ''os'' me refiro a Demetria e os Jonas.. Desda hora que acordaram, Joe não a deixou por um minuto se quer, era praticamente impossível terminar de arrumar as malas sendo agarrada a cada meio segundo.

Toronto, Ontário - Canada. 

Finalmente um lugar sofisticado livre de qualquer vestígio de natureza, não entendam mal.. mas passar quase trinta dias confinada num lugar que tudo que você poderia enxergar estava envolvido a natureza era chocante. Demetria achava estranho, mas se sentia feliz com os flash das câmeras de última geração do seus queridos e inseparáveis amigos, paparazzi. Por quanto tempo ela não se sentia cega para um flash? Se fosse a Miley.. Nem queira imaginar.. 

Aeroporto Internacional Toronto Pearson. 

Vinte seguranças e Demetria ainda tivera o cabelo puxado por uma fã histérica. Multidões de pessoas se formavam ao redor das estrelas da Disney. Os comentários eram chocantes, pelo amor de Deus onde eles passaram esses últimos meses? Em Marte? Oh não! Aposto que até os marcianos estavam mais informados que Demetria. Os cabelos negros partidos de lado com um look totalmente gótico, Demi Lovato distribuía sorrisos radiantes para as câmeras.. Foram feitas tantas perguntas até o maldito voo sair, de onde as pessoas tiravam tantas besteiras.. Ah, a internet. 

  - Demetria! Demi Lovato, aqui por favor. - Gritava o paparazzo no meio do bolo dos mesmos. Demi, amigavelmente sorriu e o rapaz se aproximou com um bloco de notas e a câmera pendurava como um colar no pescoço. 

  - Demi!! Joe Jonas terminou com você? - Gritou um maldito infeliz. As perguntas sobre o até então ''namoro'' começaram a surgiu do nada, os paparazzis tinham informações bastantes comprometedoras e a maioria delas eram verdadeiras. Demi viu-se sem respostas para tantas perguntas, estava incrédula, como eles tiveram acesso a informações tão pessoais.

Visto que a confusão começara crescer, os seguranças tratavam te levar os Jonas e a Lovato para a área VIP, lá eles teriam a privacidade e conforto necessário até o desembarque. 

  - Você está bem? - Nicholas realmente se importava com Demi, pelo que parecia era o único pois Joe ignorava toda a confusão escutando música nos fones de ouvido e Kevin aparentava estar muito cansado, não era para menos, o garoto ajudou com o sistema de som até altas horas. 

  - Estou. - Sorriu para o garoto. - Quer se sentar? - Perguntou sorrindo, aliás Nick era o único que não estava cochilando ou cochilando escutando música. 

  - Claro. - O garoto tirou a mochila das costas e sentou ao lado de Demi, ela o olhava de forma meiga.. Nick tinha um bom coração e Demi se sentia privilegiada de tê-lo no posto de melhor amigo. 

   - Saudades da Tia Denise? - Perguntou Demi com fins de iniciar uma conversa sem que ela fosse o tema principal. Podia parecer loucura ou apenas uma má interpretação da parte de Demi, mas sempre que Nick a olhava tinha algo a mais do que um simples olhar entre amigos, não era de hoje que ele a olhava daquele jeito.. inúmeras vezes Demi viu-se ser paquerada por Nicholas.

  - Muitas - Sorriu torto - E você? Saudades da Tia Dianna? - Perguntou a olhando daquela forma ''apaixonada'' e logo pois-se cabisbaixo sorrindo timidamente.

  - Você não faz ideia - Sorriu torto ao lembrar de Dianna, como Demi sentira falta da mãe, elas eram tão apegadas antes da vida de Demi virar o centro das atenções de Hollywood e do resto do planeta terra.

A conversa com Nick fluiu num piscar de olhos, Demi gargalhava escandalosamente devido as histórias de Nick com Miley, era hilário como aqueles dois se mereciam. Por outro lado Joseph encarava o irmão com um olhar ameaçador. Oh Senhor! Estaria Joe Jonas com ciúmes de Demetria e Nicholas?!

Depois de quase meia hora de gargalhadas escandalosas, Demi e os Jonas partiram para Los Angeles. Nick fez questão de se sentar ao lado da amiga para que eles pudessem prolongar a animada conversa.. até nesse ponto tudo bem, ficariam confinados por seis horas até chegar à Los Angels e não tinha problema algum em relação a Nicholas, ora eles eram amigos. Demi percebia que Joe não estava gostando da proximidade de Nicholas, ele estava se corroendo de ciúmes... O que era realmente engraçado e confuso. Engraçado porque Joe ficava simplesmente fofo todo coradinho e confuso porque ele nunca demonstrava sentir ciúmes, Demi que sempre era apontada como ciumenta.

Como Demi sentiu falta daquele abraço apertado e o sorriso gracioso da mãe. Dianna analisava a ''garotinha'' de todas as formas, como ela sentiu falta da menina..

   - Acho que eu mereço um abraço. - Eddie esperava ansiosamente pelo abraço da filha, porém ela estava tão entretida com a Dianna que esqueceu de matar a saudade do pai.

Com muito custo, Demi desfez o abraço da mãe e finalmente abraçou Eddie que já esperava ansioso pelo carinho da filha. Para muitos, Eddie poderia parecer um homem sem sentimentos por conta de seu tamanho, mas era bem pelo contrário.. O grandão era mais sentimental que Demi e Dianna juntas de tpm.

  - Senti tanta sua falta pestinha. - Sussurrou o pai babão para a garota que não o soltava de maneira nenhuma.

Joe observava Demi a certa distância, a garota estava erguida às pontas dos pés abraçando o pai, ele queria ir até a família de Demi e os cumprimentar e finalmente selar seus lábios aos da garota com um beijo de parar o trânsito, porém agora eram apenas amigos.. amigos com benefícios, mas Joseph não queria correr risco de vida.. Eddie o mataria se soubesse da proposta desprovida que ele fizera para a filha.

  - Está tudo bem Joe? - Como pudera? Nicholas sempre percebia os olhares de Joe e Demi, ele estava sempre tão atento quando o assunto era "Demi Lovato".

  - Claro. - Forçou um sorriso - Já falou com a mamãe? - Joe tentava não tirar os olhos de Demi a nenhum custo, porém Nick não estava ajudando muito.

  - Se ela largasse o Kevin eu poderia abraça-la. - Respondeu o caçula emburrado.

  - Vai falar com a Tia Dianna? - Perguntou agora olhando diretamente para Nick, pois Demi acabara de perceber que ele não tirava os olhos dela.

  - Claro e acho melhor você também os cumprimentar, caso contrário a mamãe te mata. - Nick fez uma cara engraçada e prendeu o riso ao ver a feição assustada de Joe.

Demi estava numa saia justa, por que maldições Dianna contou para Eddie que Joe tinha terminado o namoro? Eddie encarava Joe de longe com um olhar ameaçador e o pior estava por vim, a família Jonas estava vindo os cumprimentar.

  - Mãe, pelo amor de Deus não deixa o papai matar o Joe. - Sussurrou aflita no ouvido da mãe.

  - Ele não vai, já conversei com o seu pai sobre esse assunto. - Dianna ria do aflito da filha, Eddie não faria nada demais.. era o que Demi esperava.

 - Senhor. - Cumprimentou os três garotos em uni-som, Demi sorriu de orelha a orelha com a cena, eles eram tão fofos.

Eddie deu um aperto de mão em cada Jonas e quando fora a vez de Joe.. bem, ele pegou um pouco pesado mais não era nada demais... A conversa entre as famílias era animadora, Nick e Kevin tratavam de antecipar todos os detalhes do filme para os pais corujas enquanto Demi e Joe trocavam olhares apaixonados.

Já estava bastante tarde e o aeroporto de Los Angeles estava parado, era quase impossível ver alguém pairar pelos corredores do local. Demi bocejava de sono e tremia de frio, os pais conversavam animadamente com Kevin e Nick e os pais dos garotos que mal se importavam com a filha manhosa.

  - Está com frio pequena? - Perguntou Joe com aquele sorriso galanteador. Demi assentiu e o garoto tirou rapidamente a jaqueta de couro que usava.

  - Joe, não precisa. - Disse sem graça e automaticamente atraída pelos braços descobertos do rapaz.

  - Aceita por mim. - O rapaz sorriu e ajudou Demi a vestir a jaqueta enorme que mais parecia um vestido na baixinha.

  - Obrigado. - Sorriu enquanto aquecia os próprios braços.

 - Demi, nós já vamos filha. - Chamou Dianna quebrando o transe que a garota foi submetida ao encarar os olhos de Joe.

 - Acho que tenho que ir. - Sorriu sem graça.

 - Nos vemos depois. - Joe sorriu em resposta envolveu Demetria num abraço de urso. - Eu te amo pequena. - Sussurrou no ouvido da garota enquanto balançava a mesma de um lado pro outro.

 - Também te amo Joe. - Demi aproveitava o máximo possível do abraço do rapaz pois não sabia quando teria os abraços dele envolvidos em sua cintura novamente.

Nunca sentira a ansiedade a corroer daquela forma. Eddie guardava o carro na garagem e Demetria atormentava Dianna para puder entrar de vez em casa, a mãe tinha lhe dito no caminho para casa que uma surpresa a aguardava.

 - Onde está mãe? - Perguntou sorrindo quando finalmente entrou em casa. Que tipo de pessoa tem três molhos de chave e as esquece dentro do carro? Eddie.

 - No cantinho da escada. - Dianna só pode ver a filha correr até o local indicado por ela.

Demi sorriu de orelha a orelha ao ver a bolinha de pêlo com um enorme laço vermelho envolvido no pescoço do cachorrinho. Lembrou a garota do tanto que já implorou Dianna para ter um animal de estimação, mas a mãe sempre negava e dizia que ela não iria cuidar do pobre cachorrinho.

 - Qual é o nome? - Perguntou sorrindo enquanto alisava o pêlo do cachorrinho que a olhava assustado.

 - Você decide o nome dele. - Dianna e Eddie assistiam a filha mimar o cachorrinho com um enorme sorriso, como era bom tê-la em casa novamente.

 - Oliver, ele ira se chamar Oliver. - Demi pegou bichinho no colo e o encheu de caricias, ele era tão pequeno e inofensivo. Finalmente ela não ficaria sozinha.


Continua.. Whoa.. Eu decidi incluir o Oliver porque ele ira fazer uma grande diferença na vida da Demi quando ela... beijos! Obrigado pelos comentários.







14 comentários: