29.7.16

Capítulo 20


Trabalhar no sábado era simplesmente horrível! Mas por outro lado era a melhor coisa que existia já que a Gyllenhaal funcionava apenas no turno da manhã. O clima estava um pouco pesado entre Selena e Demi, mas era apenas uma leve tensão quando o assunto era Jake.. Falando em Jake... Ed e Joseph estavam em pé de guerra com o rapaz, principalmente Joseph que vivia trocando olhares mortais com Jake desde o dia que ele atrapalhou uma de suas melhores noites com Demi e a pequena Lucy. 


Demi estava um pouco zonza com a quantidade de trabalho que tinha para ser feito em um curto prazo, os problemas da empresa e a organização da festa de Selena eram o suficiente para deixá-la maluca! E foi assim naquelas cinco horas de trabalho, problema em cima de problema. Quando achava uma solução para um, lá vinha o outro para atormentá-la. Sem contar a noite mal dormida e o frio repentino.

   - Dem! – Franzindo o cenho Demi parou no meio do caminho e olhou para trás encontrando uma Selena tão atordoada quanto ela. – Eu estou te chamando desde que você saiu do elevador. – Disse Selena se encolhendo com o frio do vento que bagunçou os seus cabelos e chacoalhou as folhas das árvores da rua.

   - Desculpe, eu só estou um pouco confusa com tanta coisa. – O sorriso nos lábios de Demi era tão fraco. Ela realmente parecia cansada e confusa. – Eu não me despedi? – Perguntou se encolhendo no blazer quando o vento soprou outra vez. – Está muito frio! – Resmungou e Selena a puxou para a entrada do prédio da Gyllenhaal onde elas estariam mais protegidas da repentina ventania.

   - Despediu, eu só queria te lembrar de que preciso de você lá no Café depois do almoço, ok? – Demi assentiu fazendo careta, o que foi motivo para as duas rirem um pouco, mas logo o silêncio prevaleceu entre elas. – Estou sendo muito abusada? – Demi revirou os olhos e surpreendeu Selena com um repentino abraço.

   - Claro que não! – Disse ainda abraçada a Selena. – Homens dão trabalho demais Sel. Dão trabalho a noite toda e no dia seguinte somem do mapa e você tem que vim trabalhar às oito da manhã. – Os jantares na casa de Jake sempre acabavam em sexo que durava até a madrugada, e não foi diferente na noite passada. – Sem contar que eu tive um sonho louco, e hoje na minha mesa choveu problemas. – Selena forçou um sorriso para Demi. Ela queria falar sobre Jake e tudo que ele tinha feito, mas ficava complicado contar quando elas estavam em frente à empresa. Talvez era melhor tentar enquanto as duas estavam conversando sem ninguém para atrapalhá-las.

   - Dem, eu posso.. – Antes mesmo que Selena pudesse concluir a frase algo chamou a atenção de Demi. Mary Johnson, a menina da máquina de café! Demi a acompanhou passar pela porta giratória e a olhou de cima a baixo como todas as mulheres fazem. Como alguém poderia ser tão tímido como Mary era? Desde o dia que Selena havia dito o nome de Mary e Joseph na mesma frase Demi olhava para aquela garota com bastante curiosidade. Mas daí ela franziu o cenho ao ver Ed e Joseph entre cochichos empurrando a porta giratória. Deus! Eram dois homens grandes num cubículo de vidro!

   - Boa sorte! – Mary passou por ela e Selena e bem, Joseph estava corado e caminhava atrás da menina da máquina de café até que ele a chamou gentilmente e.. – O Joe vai chamá-la para sair. – Ed disse tão animado e Demi fechou a cara fuzilando as duas pessoas mais tímidas que ela conhecia com os olhos.

   - Vai? – Perguntou Demi voltando a olhar para Selena antes que Joe ou Mary a flagrasse quase se descabelando.

   - Se ela aceitar, ele vai levá-la para o aniversário da Sel. – Demi cerrou os olhos ao olhar para Ed e deu de ombros não gostando nada daquela história. Joseph e Mary? Ela pagava para ver.

   - Está tudo bem? – Selena perguntou reparando que a amiga estava a ponto de explodir de raiva. O cansaço parecia ter sumido de Demi, e bem, ela parecia estar naquela fase chatinha da TPM que toda mulher passa.

   - Está. – Um sorriso forçado não era nada bom.. Selena olhou discretamente para Ed, mas acabou revirando os olhos ao perceber que o namorado fitava Joe como um pai orgulhoso. – Sel, eu já vou. – Disse Demi assim que viu que Joe sorria e caminhava na direção deles.

   - Não quer uma carona? Eu já vou embora, só preciso enviar alguns emails. – Já era tarde demais. Quando Joe se aproximou Ed avançou sobre o rapaz completamente curioso.

   - O que ela disse? – Ed tinha as mãos nos ombros de Joe e sorria completamente animado com aquele possível encontro. Já Joe estava vermelho de vergonha, mas não conseguia parar de sorrir.

   - Ela vai comigo. – A voz soou tão baixa, mas Joe acabou sorrindo. Ele estava tão feliz por uma garota ter aceitado sair com ele mesmo que fosse como amigos. Se fosse há um mês, ele jamais encostaria perto de uma mulher! Nem em seus melhores sonhos ele conseguiu sair uma garota para sair. Era uma evolução tão grande para Joe.

   - Isso! – Ed apertou a mão de Joe com tanta firmeza e Demi revirou os olhos. Ela estava a ponto de explodir! Queria brigar com Joe e impedi-lo de levar Mary na festa de Sel. – Nós temos que escolher uma roupa bacana para você e um novo corte de cabelo. – Ed abraçou Joe de lado e os dois se aproximaram de Demi e Selena. Demi apenas observava tudo cabisbaixa se controlando para não perguntar para Ed qual era o problema dele. Joe era bonito exatamente daquele jeito. E o cabelo dele era tão bonito arrumadinho de lado. Imaginá-lo com um daqueles cortes modernos, roupas largas demais e um copo de cerveja na mão a fez franzir o cenho.

   - Eu já vou Sel. – Demi se apressou em arrumar a bolsa debaixo do braço e envolver Selena em um abraço apertado. – Nos vemos às? – Perguntou olhando para os olhos da amiga.

   - Às uma. Temos muitas coisas para organizar. – Demi assentiu e desfez o abraço de Sel.

   - Estarei lá. Amo você. – As duas trocaram aquele velho olhar confidente e Demi engoliu em seco ao olhar para Joe e Ed. – Tchau meninos. – Ela apenas forçou um sorriso sem conseguir fitar os olhos verdes de Joe. Já ele a fitou caminhar para longe dele se sentindo completamente culpado.

 Demi apressou o passo sentindo o coração acelerar no peito e a repentina vontade de chorar invadi-la de vez. Ele é apenas o seu amigo! O consciente gritou com ela, mas o coração não parava de doer só de pensar na ideia de Joseph com outra. O que você estava pensando? Que você iria beijá-lo e ir para cama com o Jake? Como fazia para não pensar naquelas coisas? Ela se sentia tão mal porque sabia que era verdade. Joseph não precisava de alguém para brincar com os sentimentos dele, ele era um rapaz bom. Já ela.. Céus! Que diabos ela estava pensando quando o beijava ou passeava de mãos dadas com ele? Que idiota! Quando a primeira lágrima rolou pelo rosto Demi a limpou se recusando a chorar. Ela era a errada, não Joseph. Ela havia escolhido Jake e era com quem ela ficaria. Respirando fundo por algumas vezes Demi bloqueou a lembrança do sorriso de Joe ao ver um carrinho de sorvete. Ela não deveria pensar naquelas coisas. Precisava apenas relaxar e colocar tudo no devido lugar.

O movimento das ruas a distraiu principalmente quando ela passou pela Time Square reparando como a repentina mudança de clima afetava tanto a cidade. Mas ainda sim havia algumas pessoas que se arriscavam vestindo pouquíssimas roupas e com a maior parte do corpo pintada. Também tinham aqueles que se fantasiavam de super heróis e os clássicos personagens da Disney. Geralmente o Red Steps ficava cheio de turistas que sentavam nos degraus vermelhos para tirar inúmeras fotos, mas como estava frio o movimento era fraco e apenas algumas pessoas se aventuravam. A fila de ingressos para as peças da famosa Broadway estava vazia. Tudo estava muito parado para ser Nova York.

Pensar na Time Square a fez lembrar da adolescência ao lado de Selena, de como elas aprontavam nas ruas de Manhattan e eram felizes sem grandes problemas. Eram bons tempos. Amélia era quem gostava de todo o calor de NY, do luxo e de tudo que a cidade tinha para oferecer para engrandecê-la. Sempre que ia as compras Amélia voltava para casa com milhares de sacolas de boutiques caras, Demi ficava assustada com o preço das compras da avó, era tão absurda a quantidade de dinheiro que aquela mulher conseguia gastar. Era uma vida luxuosa a base do sexo e de tantos interesses. Quando deu por si Demi batia a mão para um táxi e guiava o taxista para o local que o seu coração mandava. Amélia não tinha sido uma boa avó, bem longe disso, mas Demi sentia tanta a falta dela e se fosse possível não tinha a deixado partir tão cedo.

   - Obrigada. – As orquídeas brancas eram uma das flores preferidas de Amélia e Demi carregava um arranjo com duas delas em mãos e uma rosa vermelha. O coração batia tão forte contra o peito. Estar naquele cemitério era tão doloroso e ao mesmo tempo era tão bom. Demi respirou fundo e sem conseguir evitar deixou algumas lágrimas rolarem ao ler todo o nome de Jason naquela lápide. – Eu sinto tanta sua falta. – Disse chorosa colocando a rosa perto da foto de Jason. – Eu não queria que você tivesse partido assim. – Demi demorou alguns minutos no túmulo do velho amigo, disse algumas palavras e sentiu o coração sangrar de tanta dor. Era tão injusto que as pessoas partissem daquela forma, o pior era saber que o assassino estava impune e à solta .

Aquela típica ansiedade e até mesmo um sorriso surgiu nos lábios de Demi conforme ela se aproximava do lugar onde a avó descansava. A saudade iria consumi-la viva. Demi mordeu o lábio inferior e não conseguiu controlar as lágrimas que rolaram por seu rosto. Ela sentia tanta, mais tanta falta de Amélia. As mãos estavam trêmulas e o choro compulsivo. Só agora Demi notou como ela estava uma bagunça de sentimentos.

   - A senhora sempre disse qu..que gostava de orquídeas. – Demi limpou as lágrimas e respirou fundo algumas vezes se controlando. Arrumou as orquídeas de um jeito que tinha certeza que Amélia iria adorar e se agachou na grama para tirar uma folha seca. – Queria que a senhora estivesse aqui comigo. – Murmurou tristonha deixando as lágrimas rolarem pelo rosto.

Crescer sem carinho era uma crueldade sem tamanho. Não era à toa que Demi se agarrava a qualquer pessoa que a tratava com carinho e atenção. Por mais que Amélia era dura e tentava não demonstrar os seus sentimentos, Demi sabia que ela a amava. Talvez fosse aquela a maior razão para ela estar ali deixando toda a tristeza consumi-la. Aos poucos Demi se abria com a avó, contava como estava profundamente triste por saber que era fruto de uma violência, mas que ela entendia o porquê Dianna não gostar dela. Até mesmo contou sobre Jake e Joseph e de como ela estava confusa entre eles. Era tão difícil viver com toda aquela expectativa e esperança, Demi se encostou à lápide abraçando os joelhos e simplesmente conversou com Amélia como se ela pudesse ouvi-la e aconselhá-la até que os primeiros pingos de chuva começaram a cair do céu escuro nublado.

   - Táxi! – A chuva já começava a ganhar força, não tinha como se proteger daquele mundo de água. Quando Demi conseguiu pegar um táxi ela já tremia de frio e estava um pouco molhada, principalmente os pés. – Por favor, Café Wha? – Eram duas da tarde e Selena já tinha ligado uma centena de vezes! A hora passava tão rápido. Demi franziu o cenho se preparando psicologicamente para colocar um sorriso nos lábios e agir como se não estivesse mal. Qualquer traço de tristeza que ela demonstrasse seria motivo para um interrogatório, mas como era o dia que Selena comemoraria o aniversário, ela não queria preocupá-la com a sua carência.



Demi não sabia como iria descer do táxi, lá fora, em frente ao Café Wha? na Greendwich Village a chuva estava forte e parecia praticamente impossível enfrentá-la. Porém Demi o fez. Pagou o taxista que parecia ansioso para vê-la tomar um banho em público e finalmente abriu a porta do carro descendo às pressas até que finalmente adentrou o pub.

   - Demi? – Selena e os demais estavam espantados com o estado de Demi. Bem, ela estava literalmente encharcada. – Você está gelada. – Disse Selena a puxando para uma das salas que serviam como despensa.

   - Acho que esqueci meu guarda-chuva em casa. – Demi bateu os dentes tentando se abraçar para se aquecer, mas só piorou a situação.

   - Você acha? – Disse Selena guardando a bolsa da amiga em um dos armários. – Demetria! Você vai ficar doente. – Demi se sentia como uma criança quando Selena a repreendia com aquele olhar. – Eu vou ligar para a minha mãe, ela está vindo para cá e pode trazer roupas quentes para você. – Demi assentiu começando a se despir, se ela estava com frio vestida, imagina nua..

   - Eu estou morrendo de frio! – Apenas de sutiã e calcinha Demi tentava se aquecer passando as mãos nos braços, mas não resolvia muito já que ela sentia um frio insuportável no bumbum e nas pernas.

   - Acho que eu tenho uma toalha por.. aqui! – Eram tantas coisas que estavam naquela despensa, mas Selena conseguiu encontrar a toalha depois de muito procurar e Demi se enrolou nela se agarrando a Selena.

   - Sel, liga para a sua mãe. – Murmurou manhosa se agarrando cada vez mais a Selena que riu buscando pelo celular no bolso da calça.

Quando Selena disse que havia muitas coisas para serem feitas, bem, realmente tinham tantas coisas para fazer que Demi mal conseguiu descansar da manhã de trabalho. Todos os detalhes faziam a diferença na decoração do pub, mas conforme o tempo se passava tudo se ajeitava. Só que Demi estava nervosa, havia deixado algumas coisas cair e sentia as bochechas esquentarem com o olhar que recebia. Joseph. Por ele era tão lindo? Demi franziu o cenho e pegou do chão algumas das forminhas que havia deixado cair pela segunda vez.

   - Dem, você pode colocar essas luzes para mim? – Demi estudou onde poderia colocar o pequeno circuito de lâmpadas cor de rosa. Determinada buscou pela escadinha e a colocou no lugar onde sabia que as lâmpadas fariam um verdadeiro show. Um fio ali, outro aqui, puxa de um lado, puxa de outro.. Demi estava tão concentrada que quando desceu um degrau da escadinha acabou pisando apenas com a ponta dos all stars de Selena que calçava e se não fosse pelo abraço forte que a envolveu ela teria caído com tudo no chão.

   - Você está bem? – Ela conhecia muito bem aquela voz, aquele cheiro.. aquele abraço apertado. Ainda assustada, Demi se virou e o coração quase saiu pela boca ao encontrar Joseph.

   - Estou..– A vontade era de beijá-lo naquele mesmo instante, mas eram tantas pessoas ali com eles, e bem, ela estava com Jake. Demi envolveu Joe em um rápido abraço e resolveu que um beijinho carinhoso na bochecha não faria mal para ninguém. – Obrigada. – Disse esboçando um sorriso tímido para ele e, infelizmente, Joe a soltou do abraço.

   - Você precisa de ajuda? – Ele perguntou próximo demais a ela concentrado em observar o trabalho que ela tinha feito com as lâmpadas.

   - Não, obrigada, eu já terminei. – Disse Demi também observando daquele ângulo o que havia feito. – Então, como a Lucy está? – Perguntou o olhando nos olhos.

   - Terrível. Ela tentou comer o meu sapato. – Demi riu e Joe sentiu as bochechas corarem sem motivo algum, mas também riu. – Fora isso ela está bem. – Ele disse e Demi assentiu sem saber como poderia dar continuidade na conversa.

   - Ficou sabendo que eles vão lançar A piada mortal como animação? – O silêncio entre eles era tão estranho e Demi resolveu quebrá-lo. Ora, eles tinham muito em comum para ficarem calados..

   - É, será legal. – Disse Joe adentrando os bolsos da jaqueta com as mãos. – Só acho estranho eles terem mudado a relação do Batman com a Batgirl.. Eles não combinam como um casal. – Demi assentiu.

   - A relação deles é tão fraternal.. – Comentou se lembrando das animações que já tinha assistido. – Acho que o Gordon nunca vai perdoar o Batman. – Demi acabou rindo assim como Joe. – Prefiro a Selina ou a Pamela. – Quando o silêncio acabou reinando entre eles, Ed se aproximou com Selena.

   - Nós temos horário no salão. – Disse Ed a Joseph. – Até mais tarde meninas. – Não houve chances para despedidas já que Ed praticamente arrastava Joseph para fora do pub.

  - Garotos.. – Selena sorriu para Demi que apenas forçou um sorriso. Ela não estava com ciúmes de Joe com Ed, estava? – Eles estão virando melhores amigos. – Comentou Selena analisando as luzes que Demi tinha colocado na parede.

   - É, eles estão. – Murmurou Demi à contra gosto e Selena arqueou as sobrancelhas ao olhá-la. – Não começa Sel.. Eu só sinto falta de poder conversar sobre o meu herói favorito com o meu amigo sem interrupções. – Selena deu de ombros e Demi revirou os olhos, mas riu sabendo que a amiga estava apenas brincando.

   - Não fica chateada com o Ed, as coisas não estão fáceis para ele e o Joe tem ajudado tanto ultimamente. – Demi assentiu. Ela nem conseguia imaginar como Ed suportava aquela situação que a cada dia piorava. – O quadro da Sophia está piorando, já não temos mais esperanças. – Demi envolveu Selena num abraço apertado tentando passar força e apoio para a amiga, ela não fazia ideia do que poderia dizer para consolar Selena ou Ed até porque sabia que palavras bonitas não serviam de nada em comparação a dor viva que era a perda. Perder alguém não era nada fácil, perder Amélia era a prova.

   - Meninas? – A mãe de Selena se aproximou. – O pessoal só está esperando vocês para comer. – Demi sorriu um tanto sem jeito. O pessoal era a família de Selena. Primos e primas, tios e tias e os pais de Sel. O bom era que todos sempre a tratava tão bem como se ela também fosse um membro da família Gomez. A conversa divertida durou nada mais nada menos que meia hora. Por mais que era da natureza dela conversar sem parar, Demi preferiu ficar quieta observando com um brilho especial nos olhos todos conversarem animadamente.

 Depois do lanche as meninas se retiraram para ajudar Selena a se arrumar e os rapazes conferiram se toda a arrumação da festa estava nos conformes.

   - Sel, eu já estou indo. – Disse Demi. Selena estava pronta e completamente linda em um vestido azul marinho lantejoulado. Os cabelos castanhos estavam soltos lisos e cacheados nas pontas.

   - Não demora, eu estou nervosa. – Demi sorriu se sentando no puff perto da cadeira onde Selena estava sentada em frente ao espelho.


   - Você está linda, e tudo está nos conformes. Não tem que se preocupar. – Demi enlaçou os dedos aos da amiga sem deixar de olhá-la nos olhos transmitindo toda a confiança que Sel precisava. – A noite é sua. – As duas sorriram e acabaram se abraçando. Era uma pena que nenhuma das duas imaginava o que estava por vir naquela noite.


Continua... Oi! Tudo bem? Resolvi trazer essa parte do capítulo para vocês porque acho que fica melhor para postar assim, pelo menos para postar sem grandes demoras.. Então? O que acharam? Gente, vocês tem que lembrar que a Demi é uma pessoa carente de TUDO. Imagina só como deve ser difícil estar na pele dela. Saber que é fruto de uma violência. Que a única pessoa que ela achava que iria amá-la, que no caso era o pai dela, é um covarde. A mãe nunca deu NENHUM carinho para ela. Ela acha que a avó falecida gostava dela, talvez até gostava, mas não demonstrava.. Ela já foi machucada inúmeras vezes por vários caras. Ela só tem a Selena, mas ela quer mais. O Jake está dando carinho e atenção para ela, ele é um cara que para ela quer para construir uma família e amá-la. O Joe entrou na vida dela quando o Jake já estava.. Então fica complicado né. MAS  depois do próximo capítulo a Demi vai começar a enxergar aos poucos quem o Jake realmente é até que ela vai dar o pé na bunda dele hahaha MAS (dnv) ela vai sofrer pelas escolhes que fez.. Espero que vocês estejam gostando, tem muita coisa ainda para acontecer. O Jake é só a ponta do iceberg. Beijos e obrigada, obrigada mesmo pelos comentários. Respostas AQUI, AQUI e AQUI.

21 comentários:

  1. O que estava por vim nessa noite? Vish to vendo que vai ter treta.

    ResponderExcluir
  2. Amo muito mesmo essa história. Uma das melhores escritas e estou amando! O Jake é um filho da mãe. Estou louca pra saber o que vai acontecer à noite
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Aí meu Deus, que ansiedade pelo próximo capítulo... Tipo,ansiosa para saber o que pode acontecer na noite da festa de aniversário da Selena, meu Deus... Essa fic, tá super interessante e está prendendo literalmente a minha atenção, você escreve muito bem. Dirige a história de uma maneira que nos faz prender a atenção, parabéns pela história! Agora, posta logo o próximo capítulo Amandinha, nunca te pedi nada. Beijos, até breve!

    ResponderExcluir
  4. Aí meu Deus, que ansiedade pelo próximo capítulo... Tipo,ansiosa para saber o que pode acontecer na noite da festa de aniversário da Selena, meu Deus... Essa fic, tá super interessante e está prendendo literalmente a minha atenção, você escreve muito bem. Dirige a história de uma maneira que nos faz prender a atenção, parabéns pela história! Agora, posta logo o próximo capítulo Amandinha, nunca te pedi nada. Beijos, até breve!

    ResponderExcluir
  5. aaaaaaaaahhh *-* posta maais
    ta muito bom, mais beijos jemi please sz

    ResponderExcluir
  6. Como é que a senhorita para logo aí?
    Faz isso comigo não que meu coração num aguenta.
    Eu to amando a Demi com ciúme do Joe, ela merece
    O joe está perdendo a timidez aos poucos e eu estou amando
    quero só ver o joe e mary na festa da selena, quero eles bem próximos pra Demi ficar mordida de ciúme
    to locona pra ver o que vai acontecer na festa da selena, meu deus, já estou me preparando psicologicamente e emocionalmente mas sei que ainda sim não vai ser o suficiente
    posta logo, viu?
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Tô escrevendo, mas tô sem saber como organizar o capítulo...

      Excluir
    2. me manda por email, para que eu posso te ajudar
      zaynbolton@hotmail.com

      Excluir
    3. me manda por email, para que eu posso te ajudar
      zaynbolton@hotmail.com

      Excluir
    4. me manda por email, para que eu posso te ajudar
      zaynbolton@hotmail.com

      Excluir
  8. Oii, gente sera que vcs podem.me ajudar?
    Estou tentando achar uma fic, a história e mais o menos assim:
    "Demi é uma cantora famosa, e em uma dessas viagens ela fica no mesmo hotel que o one direction, ela e o niall já conversavam, e ela e a assistente dela acabam aceitando assistir filme com eles, o niall beija ela, e o Harry acaba beijando a amiga dela. Ai depois elas brigam, o Joe acaba indo buscar ela no hotel..."

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. oiiiiieee, tô passando pra dizer que ainda leio suas fics (voce nem deve se lembrar de mim, mas okay) voce continua escrevendo maravilhosamente bem e amo suas estórias. continua, beijos!!!! <3

    ResponderExcluir
  11. Posta logo guria tô morrendo de ansiedade pra saber o que vai acontecer
    bjss

    ResponderExcluir
  12. Amanda posta logo, tô ansiosa para ler. Cuida!!!!

    ResponderExcluir
  13. Amanda posta logo, tô ansiosa para ler. Cuida!!!!

    ResponderExcluir
  14. Cap 21 pode chegar logo 😭😭😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  15. Cap 21 pode chegar logo 😭😭😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir