7.5.16

Capítulo 13

Os olhos capturavam as intermináveis letras negras com muita atenção. O ambiente estava calmo, sem nenhum barulho para perturbá-la ou lhe desviar a atenção. Os raios de sol atravessavam o vidro da janela e iluminavam todo o escritório feminino e bem arrumado naquele fim de manhã de sexta-feira. Na cadeira de couro Demi estava sentada há horas concentradíssima, bem, ao menos ela tentava. Vez ou outra enquanto lia, a risada de Joseph soava em sua mente de uma forma tão real, o sorriso tímido e verdadeiro dele, os olhos verdes cheios de vida. Novamente Demi sorriu ao se lembrar do amigo e da noite passada que eles tinham passado juntos. Foi tão divertido convidar Joe, como Demi o chamava, para jantar e fazer maratona de desenhos animados, claro que os dois riram e conversaram mais que assistiram, porém tinha sido muito divertido e tão bom. Anotando alguma informação no bloco de notas, Demi adentrou o cabelo com os dedos e sorriu novamente se lembrando de Joseph. Ele tinha passado na entrevista de emprego e trabalharia na empresa, na verdade não era necessário uma entrevista já que era a vontade de Jason ter o tímido Joseph no seu time de funcionários e Jake jamais o recusaria uma vez que os comentários de Demi a respeito do rapaz tinham sido excelentes e atendiam todos os requisitos da empresa. Alguns minutos se passaram e Demi continuou a pensar no amigo, só que dessa vez ela trabalhava no computador e era engraçado como o verde tinha tomado conta de seu projeto, o mesmo verde dos olhos de Joseph..

   - Joseph, Joseph.. – O sorriso se alargou nos lábios de Demi, porém ele sumiu quando ela mordeu o lábio inferior e colocou um mexa do cabelo atrás da orelha. Estar com Joe era tão diferente, ele era um homem muito especial e de um coração tão grande. A sensação de estar com ele era tão boa, Demi se sentia segura na presença do rapaz e sentia uma felicidade tão imensa que não era capaz de ser medida. – Pode entrar. – Ela disse assim que duas leves batidas soaram quebrando a sua linha de raciocínio.

   - Bom dia princesa. – Demi sorriu desviando o olhar do computador para o homem que adentrava o seu escritório. Jake era definitivamente lindo! – Senti saudades. – O sorriso de Jake resultou num sorriso nos lábios de Demi, o rapaz se aproximou mais e se curvou para tomar os lábios de Demi num beijo suave.

   - Bom dia Jake. – Envolvida, Demi acabou por se levantar para enlaçar o corpo de Jake com os seus braços e deixar que ele a beijasse mais uma vez. – Estamos no trabalho. – Ela disse nos lábios dele e depositou um beijo estalado na bochecha de Jake.

   - Eu sei, mas não tem como resistir à mulher mais linda desse prédio. – Demi sorriu sem jeito espalmando o peito dele e lhe arrumando a gravata preta no terno impecável. – Ei, olha para mim. – Ele pediu. Demi estava corada, definitivamente corada e cabisbaixa com um pequeno sorriso nos lábios. – Eu estava no refeitório há pouco tempo, os rapazes estavam loucos comentando sobre você. – Ele disse segurando sutilmente o queixo de Demi para lhe erguer o rosto. – E eles têm razão, você está mais linda que o normal. – Demi não disse nada além de “obrigada”. Realmente havia percebido todos os olhares masculinos quando colocou os pés nas ruas de Nova York naquela manhã. Ela estava como sempre: Saia preta um pouco acima dos joelhos, camisa branca e sapatos negros de salto. Os cabelos estavam soltos, médios castanhos e brilhantes caindo pelos ombros e pelas costas. A maquiagem era tão suave quanto ela, delineado nos olhos, uma pequena quantidade de blush nas bochechas e um leve batom nos lábios. A única coisa que mudava era como Demi se sentia. À noite com Joseph tinha sido simplesmente maravilhosa e ela se sentia feliz e incrível desde então.

   - Jake, não me olha assim. – A risada dele a fez corar mais um tom. Jake selou a bochecha dela com um beijo e a abraçou novamente.

   - Que tal essa noite. – Ele disse fitando olhos dela e Demi fitou os dele. – Eu e você no meu apartamento, a gente pode cozinhar abraçadinhos, assistir um filme legal e namorar pelo resto da noite, acho você acha? – Demi sorriu fitando os olhos do rapaz, envolveu as mechas de cabelo da nuca dele com os dedos e assentiu sorrindo.

   - É uma ideia perfeita. – Demi selou os lábios aos dele num leve selinho. – Eu tenho que voltar para a minha pilha de documentos e terminar os meus projetos se não o meu chefe ficará bravo comigo. – Jake sorriu galanteador e encheu o pescoço de Demi com beijinhos quentes. – Jake, não. – Ela resmungou quando ele a puxou em direção ao sofá.

   - Só mais um beijo. – Jake se sentou no sofá e a puxou para o colo. – Ei linda, vem. – Demi revirou os olhos e se acomodou no colo do rapaz o deixando beijá-la com vontade e deslizar uma mão por suas coxas. Queria beijá-lo e fazer outras coisas com ele, mas Demi odiava o fato de Jake beijá-la no escritório. Deus! Eles estavam trabalhando e não tinha nada de profissional no que estavam fazendo naquele sofá.

   - Dem, eu tenho uma coisa para te.. – Não, Selena nunca batia à porta do escritório de Demi porque realmente nunca foi preciso. Assustada e envergonhada, Demi saiu do colo de Jake e se levantou assim como o rapaz. – Contar.. Depois eu volto. – Selena estava tão vermelha quanto Demi! Elas nunca ficavam coradas, nunca!

   - Está tudo bem. – Jake se pronunciou quebrando o clima tenso. – Eu só vim dizer que os nossos novos funcionários começaram na segunda-feira, mas que hoje nós vamos recebê-los para mostrar a empresa depois do almoço. – Demi assentiu fitando os olhos de Jake, recebeu o selinho que ele lhe deu nos lábios e engoliu em seco quando a porta do escritório se fechou.

   - Desculpe Dem, eu não sabia que você estava com o Jake. – Disse Selena um tanto sem jeito e Demi assentiu incomodada arrumando a roupa no corpo.

   - Ah! Ele praticamente invadiu o meu escritório e me beijou. – Resmungou Demi caminhando para a sua cadeira macia de onde nunca deveria ter saído. – Está tudo bem? – Demi perguntou ao observar Selena. Ela conhecia muito bem aquele olhar longe e aquele cenho franzido. – Sel, o que aconteceu? – Demi perguntou preocupada se levantando para abraçar a amiga.

   - Eu estou preocupada. – Murmurou Selena se aninhando aos braços de Demi. – Com o Ed. – Demi respirou fundo e levou Selena para o sofá onde elas poderiam ficar mais confortáveis.

   - O que tem o Ed, Sel? – Os dedos de Demi correram pelo couro cabeludo de Selena para tentar acalmá-la. – Vocês brigaram? – Ela perguntou ao ver uma lágrima rolar pelo rosto de Selena.

   - Não, não é isso. – Selena fitou os olhos marrons de Demi e se agarrou mais a ela sentindo o coração acelerar ainda mais. – Eu gosto tanto dele, Dem. Tanto. – Demi sorriu. Finalmente Selena tinha confessado que gostava do rapaz. – Eu estou tão preocupada, ele desabafou comigo. A irmã dele foi internada ontem à noite, eles descobriram vários tumores espalhados, ela vai morrer em questão de dias Dem. – Demi engoliu em seco e franziu o cenho ao ver as lágrimas rolarem pelo rosto de Selena, ela definitivamente odiava aquelas situações, porque que tinha que doer tanto?

   - Sel.. – Demi a chamou derramando as suas primeiras lágrimas.

   - Ele está acabado Dem, mas ele precisa ser forte para cuidar dos filhos dela, o pai os abandonou a mais ou menos um ano. – Disse Selena com pesar. – Os pais deles morreram, o Ed tem apenas a irmã, mas ela está partindo. – Demi abraçou Selena com força e deixou que as lágrimas tomassem conta dela. Por que a vida tinha que ser tão injusta? Ed era uma pessoa tão radiante, ele fazia todos sorrirem e tinha uma solução para tudo. Era uma pessoa que jamais deveria sofrer. – Eu o amo Dem, o amo com todas as minhas forças. Quero ajudá-lo a superar, mas como?

   - Esteja com ele. O Ed é um bom rapaz Sel, ele jamais vai te machucar. – Disse Demi limpando as lágrimas que rolavam pelo rosto da amiga. – E eu vou estar aqui para você, sempre. – O abraço que elas trocaram foi tão especial e verdadeiro, aquela conexão que só elas tinham vibrando no peito. – Eu te amo para sempre. – Em meio as lágrimas um sorriso nasceu nos lábios das duas que tornaram a se abraçar calorosamente até que caíram deitadas no sofá.

   - Eu também te amo muito Dem! – Selena selou a bochecha de Demi com um beijo carinhoso e se a aninhou ainda mais a amiga. – Eu sinto a sua falta, você me trocou pelo Joseph e pelo Jake. – Resmungou Selena e Demi riu flagrando a cara de ciúme que Sel fez.

    - E você me trocou pelo Ed. – Brincou, mas no fundo Demi sabia que era verdade, pois os últimos dias se resumiam apenas a Joseph e Jake. – Desculpe, eu só não sei o que fazer. Eu não consigo resistir ao Jake e aqueles lindos olhos azuis, e eu adoro passar o meu tempo com o Joseph, ele é tão engraçado. Ontem nós passamos boa parte do nosso tempo conversando e rindo. – Selena sorriu ao flagrar o jeito que Demi falava sobre Joseph, os olhos marrons dela brilharam, um sorriso estava estampado nos lábios avermelhados e Sel sentiu como o coração de Demi bateu um pouco mais rápido já que as duas ainda estavam abraçadas.

   - Dem, você nunca pensou na possibilidade de você e o Joseph.. – Não deu tempo de Selena terminar a frase já que Demi se levantou bruscamente de cenho franzido.

   - Não Sel, ele é apenas o meu amigo. – Disse indiferente e Selena arqueou as sobrancelhas sabendo que Demi escondia alguma coisa. – Tudo bem, ele é lindo, inteligente e             todos aqueles músculos.. Deus! Ele é muito bonito, mas é muito tímido e inexperiente. E tem o Jake, Selena. Eu gosto muito dele, ele é um homem maduro e muito experiente. – Demi revirou os olhos para a careta de Selena, ela já havia percebido que Sel não gostava de Jake e não fazia nenhum esforço para esconder isso.

   - O Joseph seria o cunhado perfeito. – Disse e Demi sorriu a abraçando apertado. – Você poderia ensinar para ele tudo que um homem precisa saber.. Se é que me entende. – Demi arqueou as sobrancelhas e gargalhou gostosamente.

   - Não viaja Sel. – Disse se levantando. – Eu acho que você poderia trazer as suas coisas para o meu escritório e a gente poderia voltar a trabalhar, daqui a pouco eu vou ter que interromper as minhas atividades para receber os novos funcionários, e o Joe é um deles. – Demi calçou os sapatos de salto e se espreguiçou esboçando um sorriso ao se lembrar de Joe e da noite deles.

   - Tudo bem, mas você tem certeza mesmo que não quer esquecer o Jake e investir no Joe? – Insistiu Selena se levantando e Demi murmurou um palavrão e revirou os olhos. – Vamos Dem, seria tão legal. O Joe é tão fofo, ele tem a sua idade, gosta de Batman e todas aquelas coisas de nerd que você gosta. – Selena sabia que a amiga iria surtar, mas ela não conseguia gostar de Jake de forma alguma. – Ele é gostoso, moreno e de olhos verdes! – Disse e Demi acabou rindo para descontrair o clima. – O seu tipo preferido. Imagina só quando ele te puxar pela cintura com aquelas mãos másculas lindas e te envolver nos braços. – Demi gargalhou quando Selena o fez simulando a situação, mas mesmo assim ela não deixou de pensar em como seria se Joe realmente a puxasse pela cintura com aquelas mãos bonitas masculinas e a envolvesse com aqueles braços morenos fortes maravilhosos.

   - E agora o que ele faria? – Perguntou entrando na brincadeira da amiga. Demi até levou as mãos a nuca de Selena e enroscou os dedos nas mechas de cabelo daquela região.

   - Ele faria carinho na sua bochecha e chamaria o seu nome com a voz rouca de desejo te olhando daquele jeito intenso. – Demi riu do jeito que Selena a olhou. Por que ela estava pensando em tudo que a amiga dizia? Nos olhos de Joe fitando os dela com tanto desejo, nos lábios bonitos deles sedentos pelos dela.. No corpo forte envolvendo o dela. – Vocês fariam um casal tão lindo.

   - Não seja boba, Sel! Ele gaguejaria o meu nome. – Selena revirou os olhos quando Demi se afastou, era óbvio que ela estava abalada e não tinha coragem de assumir da mesma forma que Sel demorou mais de meses para finalmente assumir que amava o Ed. – O Jake faz tudo isso e coisas bem melhores entre quatro paredes. – Demi fitou os olhos de Selena que respirou fundo finalmente cedendo ao final daquele assunto.

   - Sinceramente Dem, eu não gosto dele. – Era melhor ser sincera. Selena fitou os olhos de Demi sabendo que já era tarde demais, ela já gostava do rapaz e não desistiria dele por nada que ela dissesse. – Ele é estranho, surgiu do nada.. Eu não sei, tem alguma coisa que não encaixa. Eu consigo sentir Dem, não estou brincando, eu sei que ele vai te machucar. – Demi respirou fundo, fechou os olhos e contou mentalmente até dez. Era como Jake dizia, Selena não poderia protegê-la para sempre, ou melhor, ela não precisava de proteção, era uma adulta e sabia caminhar sozinha.

   - Sel, por favor. – Selena entendeu o recado, se elas continuassem com aquele assunto acabariam brigando.

   - Vou buscar as minhas coisas.

***

Como parar de tremer e de sorrir? O sentimento era tão radiante que Joseph sempre se flagrava sorrindo. Ele estava tão feliz e nada era capaz de medir o tamanho daquela felicidade. Ele trabalharia na Gyllenhaal! Na empresa dos seus sonhos! Pensar no prédio enorme e na quantidade de pessoas assustou o rapaz com aquele frio na barriga e o típico nervoso, porém Joseph sorriu mais uma vez olhando a foto dos pais em suas mãos. Lá ele encontrava a força que precisava para vencer a timidez e continuar lutando pelos seus sonhos. Alguns minutos correram e Joseph se perguntou o porquê da vida ser tão dura com ele. O coração apertou no peito e os olhos marejaram ao fitar o rosto de sua mãe e logo o de seu pai. Porque que eles tinham que ter partido tão cedo e o deixado com um vazio imenso no peito? Por que aquele maldito motorista embriagado tinha que bater o caminhão logo no carro dos seus pais? E por que, por que ele não tinha partido nos braços de sua mãe? Joseph limpou uma lágrima que molhou o seu rosto e resolveu que seria melhor guardar aquela foto antes que a tristeza o tomasse. Eram tantas teorias que já se passaram na cabeça do rapaz. Ele sempre pensava que deveria ter morrido naquele acidente junto com os pais ou quem sabe eles não deveriam ter saído de casa naquele dia. A segunda opção era definitivamente a melhor, Joe sempre sorria triste ao pensar na casa onde ele viveu com os pais quando ainda era bebê, aquele lugar era tão grande e acolheria perfeitamente ele e muitos irmãozinhos e irmãzinhas e quem sabe até um cachorro, na verdade dois. Seria tão perfeito e ele seria o homem mais feliz do mundo se a cada final de tarde texano sua mãe o acolhesse num abraço apertado e o olhasse com muito amor e carinho com os mesmos olhos verdes que ele tinha, seu pai chegaria do trabalho na fazenda e se juntaria ao abraço dizendo que também o amava, e bem, os seus irmãos brigariam com ele por ter toda a atenção dos pais, mas eles acabariam rindo e terminando o dia felizes. Mas Antônio e Juliana estavam mortos há vinte e um anos.

   - Respira! Você vai conseguir. – Ele disse para si mesmo em frente ao espelho. Para conseguir se arrumar Joe demorou mais tempo que o normal, vestia calça de cor clara, camisa social branca e um suéter verde esmeralda por cima da camisa, aquela peça era uma das suas preferidas já que ela pertencia ao seu pai. Por fim os cabelos negros estavam perfeitamente penteados de lado como os cabelos de um menino comportado e os óculos de grau geek estavam lá arrumados ao rosto. – Droga.. – Murmurou ao fitar a sombra da barba. Havia exatos dois dias que ele havia se barbeado, era para ele ter feito a barba na noite passada, porém Joseph chegou do apartamento de Demi tão feliz e animado que se esqueceu de que tinha a barba para fazer. – Você vai se atrasar! – Ele disse para si mesmo ao fitar a hora no relógio do celular, faltavam vinte minutos para as duas da tarde e ele iria a pé para a Gyllenhaal.

Nervoso, Joseph pegou o celular sobre a cama e saiu às pressas do hotel. Nova York como sempre estava um arraso de tão linda, as ruas movimentadas com direito a um pequeno engarrafamento, pessoas caminhando para todos os lados, música tocando e os milhares de telões enchiam os olhos de Joseph com propagandas, videoclipes e milhares de coisas. Aliás, Joseph estava se aproximando da Times Square, não tinha como não ter barulho e muitas pessoas exóticas. O lugar impressionou o rapaz que sorriu fitando tudo maravilhado. Ele estava tão feliz por estar ali, por ter um emprego e por ter Demi em sua vida. Estava conseguindo ser independente e aos poucos e com muito trabalho Joseph sabia que ele iria conseguir se enturmar com o pessoal.

   - Rose? – O sorriso de Joseph foi de orelha a orelha. Ele havia acabado de atender ao celular que tocava com o nome da prima na tela.

   - Joseph? Céus! Que barulho! Onde você está?

   - Estou saindo da Times Square. – O rapaz disse se sentindo ainda mais feliz por estar falando com Rose. Ele sentia tanta falta dela e em meio à confusão desde que ele chegou a NY, Joseph acabou falando apenas com a avó. – Estou indo para empresa, eu fui contratado. – Ele disse animado e riu ao ouvir alguém falar alguma coisa com Rose, deveria ser Clara ou Derik.

   - A vovó disse! Pensei que você não iria me contar. – Resmungou a menina e Joe riu imaginando a careta chateada de Rose. – Aqui está tão ruim sem você. Sinto a sua falta.

­   - Aconteceram tantas coisas, desculpe por não contar. – Disse o rapaz se sentindo culpado, ele havia comemorado com Demi na noite passada e ligado para a avó para avisar que continuaria em Nova York. – Eu também sinto a sua falta, você iria gostar tanto de Nova York. Quero que você venha me visitar. – Joseph já estava com o plano de procurar por um apartamento para alugar, um lugar pequeno e aconchegante de preferência.

   - Que tipo de coisa? Promete que você vai me contar tudo? – Joe sorriu e adentrou a mão livre ao bolso da calça.

   - Pequena, é uma longa história, mas eu juro que eu vou te contar detalhe por detalhe. – Ele disse tendo a certeza que Rose estava sorrindo assim como ele estava. – Eu estou chegando na empresa, prometo ligar mais tarde, também quero saber o que aconteceu com você.

   - É melhor você ligar mesmo! Não tenho muito para contar, só sinto a sua falta.

   - Prometo que vou ligar, também sinto a sua falta e te amo muito! – Joseph se despediu da prima um tanto emocionado e de repente se sentiu deslocado naquela cidade enorme. Conversar com Rose o deixou cheio de saudades e com vontade de voltar para casa, mas os pensamentos sumiram da cabeça do rapaz quando ele avistou o enorme arranha-céu da Gyllenhaal. Deus! Ele iria trabalhar ali! Com borboletas no estomago e uma ansiedade absurda Joseph adentrou ao prédio já que eram duas da tarde em ponto. Ele foi recebido pela recepcionista que o entregou um crachá e o encaminhou para o segundo andar. Completamente nervoso, Joseph saiu do elevador e assim que adentrou o departamento Jake e Demi surgiram de um corredor. Deus! Ela estava simplesmente maravilhosa! O rapaz não conseguiu dar um passo a mais, ficou parado onde estava! Os olhos verdes brilharam ao vê-la tão linda e delicada, os cabelos médios e castanhos soltos caiam divinamente pelos ombros, os olhos castanhos sempre doces e brilhantes. Joseph a olhou atentamente admirando a beleza feminina e as curvas apaixonantes do corpo dela como um homem admira uma mulher, ele a olhou e gostou de sentir aquela felicidade enorme que o invadia quando Demi estava por perto e bem.. O calor estranho percorrendo o seu corpo não era ruim, só um pouco assustador. Ele a olhou até que Demi flagrou o olhar dele e sorriu o incentivando a se aproximar do grupo já reunido.

   - Bom dia. Sejam bem vindos a Gyllenhaal Enterprise. – A voz de Jake não agradou Joseph. Infelizmente aquele homem estranho era o seu chefe e aparentemente o namorado de Demi. O pensamento o deixou desanimado, Demi era comprometida. E ainda por cima com aquele homem. Jake disse tantas coisas referentes à empresa e como era bom recebê-los como os novos funcionários, ele era muito educado, Joe tinha que confessar, bem, até que Jake cumprimentou a todos com um aperto de mão e quando foi a vez dele..

   - Joseph? – O cenho franzido... A feição não era das melhores enquanto Jake analisava o rapaz tímido que havia salvado Demi de ser agredida sexualmente. – Estou surpreso. – Ele disse quebrando o clima estranho com um leve sorriso. – Seja bem vindo. – Concluiu em uma pose profissional e Joseph sorriu um tanto sem graça e preferiu não dizer nada. Jake falou por mais alguns minutos e os levou para conhecer vários setores, o lugar era realmente imenso!

   - Ei, você está bonito. – Joseph se assustou, mas sorriu ao ver que era apenas Demi logo atrás dele. – Estou muito feliz que você fará parte da nossa equipe. – Demi o surpreendeu com um breve abraço apertado, sorte era que os dois eram os últimos do grupo guiado por Jake para o tour na empresa.

   - Obrigado, você tam..bém está bonita. – Ele disse corado e Demi riu das bochechas coradas do rapaz. Joe estava tão lindo e aquele suéter combinava perfeitamente com os olhos sonhadores dele.

   - Obrigada. – Demi esboçou um sorriso sapeca e surpreendeu o rapaz com um beijo na bochecha que o deixou ainda mais corado e sem jeito.

   - Demi? Algum problema? – A voz de Jake soou tão fria que o coração de Demi disparou contra o peito, não muito diferente do de Joseph.. Sorte era que Jake estava sozinho e pelo visto ele havia voltado para buscá-la já que ela e Joseph eram os únicos do grupo naquele corredor. – Nós estamos esperando por você querida, é o seu departamento. – Demi engoliu em seco e apressou o passo. O que estava acontecendo com ela e a história de ser profissional? Jake tinha a beijado naquela manhã e se ela deixasse ele faria outras coisas.. Agora ele havia a flagrado beijando a bochecha de Joseph!

   - Desculpe.. eu só.. – Disse baixinho apenas para Jake e ele negou balançando a cabeça e se curvou para dar um leve selinho nos lábios dela.

   - Está tudo bem querida. – Jake sorriu para ela e arrumou uma mecha do cabelo marrom de Demi atrás da orelha. – Todos estão ansiosos para conhecer o seu departamento. – Demi assentiu e olhou para trás esperando que Joseph se juntasse a ela, porém ele estava a poucos metros de onde ela estava e corado.

   - Vamos Joe, não quero começar sem você. – O sorriso de menina repôs as forças do rapaz que assentiu esboçando um leve sorriso, porém quando Demi virou as costas Joseph capturou o olhar frio de Jake o analisando sem qualquer rastro de felicidade que ele demonstrou ter segundos atrás enquanto falava com Demi.

Os próximos minutos foram simplesmente uma mistura de tudo. Joseph queria sorrir de orelha a orelha enquanto Demi falava pacientemente sobre como funcionava o departamento de Designer, ele não queria tirar os olhos dela por nada encantado com a beleza dela, porém Jake estava ao lado do rapaz, o peito estufado, os olhos azuis tão frios vez ou outra o fuzilando. A presença de Jake não o agradava de jeito nenhum, o que não era muito bom já que Jake era o seu chefe.

   - Você foi simplesmente fantástica. – A tour pela Gyllenhaal já havia terminado e aquela fala não saiu da boca de Joe elogiando Demi que caminhou o mais rápido possível para perto dos homens mais bonitos que ela já tinha visto. – Simplesmente fantástica princesa. – Demi franziu o cenho quando Jake a envolveu nos braços e a beijou na testa, já Joe abaixou a cabeça um tanto sem jeito e pensou em sair de fininho, mas ele sabia que se caso ele virasse as costas Demi o chamaria.

   - Jake! – Era a primeira vez que ela o repreendia, Jake poderia ser o dono da Gyllenhaal e eles poderiam estar saindo, porém Demi ainda era uma Designer de muito crédito e ética. – Obrigada. – Ela agradeceu ao elogio se soltando dos braços de Jake que não parecia nenhum pouco feliz.

   - Estarei na minha sala caso precise de alguma coisa. – Jake disse ajeitando o paletó no corpo e lançando um olhar duro a Joseph. – É um prazer tê-lo conosco. – Por educação Joe apertou a mão que Jake lhe estendeu.

   - Desculpe, às vezes ele é muito.. – Demi começou a dizer fitando Jake caminhar pelo corredor. – Difícil. – Concluiu sem saber ao certo como definir Jake. Ele era um homem bom e a tratava com tanto carinho, porém às vezes não sabia ser discreto e as pessoas já estavam comentando sobre o caso que ela tinha com o chefe. Aquilo não era nada bom aos olhos de Demi, pois poderia prejudicar o seu futuro na empresa.

   - Eu entendo. – Joseph sorriu envergonhado depois de olhá-la e encontrar o olhar de Demi sobre ele. – Eu.. eu acho que já vou. – Disse verificando a hora no relógio. – Não quero te atrapalhar.

   - Você nunca atrapalha Joe. – Demi sorriu e pôs-se a caminhar junto com o rapaz em direção ao hall da empresa. – O que você vai fazer no final de semana? – Demi perguntou curiosa como sempre e o frio se instalou na barriga do rapaz.

   - N..não sei. – Ele disse envergonhado como sempre.

   - Quer ir para o meu apartamento? Nós podemos terminar de assistir essa temporada de Batman. – Ela disse um pouco sem jeito. Ora! Não havia problema algum em Joseph passar algum tempo com ela, eles tinham gostos em comum e adoravam assistir os desenhos animados do Batman.

   - Essa noite? – Joe perguntou a olhando e como sempre desviou o olhar do dela e sorriu cabisbaixo.

   - Droga.. Essa noite eu não posso. – Disse Demi ao se lembrar de que jantaria com Jake. – Mas amanhã é sábado, tenho que trabalhar só no turno da manhã e o resto do dia é livre. – Joe assentiu e parou de caminhar quando já estavam do lado de fora do prédio.

   - Nós combinamos o horário. – O movimento nas ruas era caótico e já era noite, provavelmente seis da tarde já que havia várias pessoas saindo do prédio da Gyllenhaal e dos demais.

   - Nós combinamos. – Demi sorriu sem jeito, mas riu. Por que ele era tão tímido? Ela gostaria de quebrar aquelas barreiras e fazê-lo mostrar ao mundo o rapaz brilhante e incrível que ele era. – Tchau Joe. – Sem pensar duas vezes Demi o envolveu num abraço apertado e cheio de carinho, Joe sorriu retribuindo ao abraço depois de alguns segundos parado pensando se deveria ou não abraçá-la. – Por favor, se você precisar de alguma coisa entre em contato. – Por que o olhar dele era tão intenso? Demi sentiu as bochechas corarem e uma leve falta de ar tomá-la enquanto ela ora fitava os olhos verdes e intensos de Joe ora fitava os lábios bonitos dele. De todas as vezes que Demi esteve com ele, aquela era a vez que Joe estava mais bonito e tão fofo. O pensamento de correr os dedos pelo rosto dele sentindo os pelinhos negros da barba que crescia lhe pinicar a pele era tão tentador que por um pouco Demi o fez, porém faltou coragem e bem, ela colocaria toda a amizade deles em jogo.

   - Você não quer que eu te leve para casa? – Joe perguntou de cenho franzido ao pensar no perigo que era Nova York à noite.

   - Está tudo bem. A Sel vai me deixar em casa. – Ela disse esboçando um sorriso em agradecimento e partindo o abraço. Céus! Joe era tão fofo! – Obrigada.

  - Tudo bem. Por favor, tenha cuidado. – A voz dele não soou tímida e muito menos falha. Era a voz de um homem protetor e que parecia tão preocupado com o fato dela andar sozinha pelas ruas de Nova York. – Se você também precisar de alguma coisa entre em contato. – Demi sorriu e o beijou na bochecha, um beijo demorado e no canto esquerdo da boca. Diabos! A própria Demi arregalou os olhos e corou bruscamente. O que ela estava fazendo? Joe era apenas o seu amigo e amigos não trocam aquele tipo de carinho.

   - Tchau Joseph. – Agora quem estava tímida era Demi. Ela não queria estragar uma amizade como aquela, não era todo dia que uma mulher encontrava um rapaz como Joe. – Idiota. – Murmurou para si mesma caminhando para dentro da empresa. Céus! Tomara que Joseph não ficasse chateado com a forma impulsiva que ela agia. – O que custava apertar a mão dele Demetria? – Resmungou adentrando o elevador. Joe era tímido e beijá-lo o deixava vermelho e sem graça, mas mesmo assim ela o fazia toda vez que iria se despedir do rapaz.

   - Ei princesa. – Assim que o elevador chegou ao departamento de Designer as portas se abriram e Demi deu de cara com Jake que sorriu para ela. – Tenho um compromisso agora.. Passo para te pegar mais tarde, ok? – Demi assentiu e deixou que Jake a beijasse antes de partir.

Jake, Joseph.. Oh Deus! Demi franziu o cenho enquanto caminhava ao pensar nos dois. Eles eram tão apaixonantes, ela tinha que confessar que estava começando a ficar balançada pelo jeito tímido e carinhoso de Joe. Ele era tão fofo e bonito como um Deus grego. Então havia Jake com aqueles lindos olhos azuis e a forma selvagem e apaixonada que ele fazia amor com ela. Não pense em besteira. Disse para si mesma e acabou por esbarrar em alguém enquanto caminhava completamente fora de si pensando em Jake e Joseph.

   - Nós estávamos te procurando. – Demi balançou a cabeça um tanto atordoada. Como se já não bastasse a beleza estonteante de Jake e Joseph.. Lá estava Ed! Jesus! Ele era simplesmente lindo! Alto, forte, moreno claro e de olhos verdes. Ainda bem que Selena já tinha laçado o rapaz.

   - O que foi Dem? – Selena perguntou ao analisar a amiga. – Está tudo bem? – Mesmo que o clima estivesse estranho entre elas por conta da conversa de mais cedo Selena ainda se preocupava muito com a amiga.

   - É só a beleza estonteante do seu namorado. – Demi brincou e envolveu Ed num abraço apertado. – Tudo vai dar certo, ok? – Ela disse fitando os olhos de Ed ao se lembrar de tudo que Selena havia contado sobre a irmã do rapaz. – Nós estamos aqui.  – Demi sorriu para Selena que a olhou com tanto carinho e amor quando Ed envolveu Demi em um abraço apertado e derramou uma lágrima.

   - Dem, por que você não vai buscar as suas coisas? Nós vamos te esperar aqui. – Demi assentiu entendendo o recado de Sel e a deixou a sós com Ed. – Está tudo bem? – Perguntou a Ed enlaçando os dedos aos dele.

   - Está. – Disse o rapaz e Selena sorriu o abraçando da forma que conseguia já que a bolsa era grande e a atrapalhava. – Posso te beijar? – Ele era simplesmente maravilhoso. Sel assentiu depois de verificar se estavam realmente sozinhos, Ed envolveu o corpo dela com os braços, encostou a testa a dela e por alguns segundos eles se olharam criando aquela conexão especial que deixava Selena assustada. Confiar em homens era definitivamente uma questão muito complicada para Selena. O medo de se machucar era tão grande que Sel preferia sempre evitar se envolver com alguém como Demi se envolvia, a diferença entre as duas era que uma tinha cautela demais e a outra mergulhava de cabeça. Porém Ed era uma exceção e a cada dia se mostrava mais merecedor de confiança. Ele era um homem inteligente e sincero, e Demi tinha razão, ele nunca a machucaria.

   - Eu te amo Sel. – A voz firme soou contra os lábios dela e Selena sorriu e disse que também o amava. – Amo muito. – Ed sorriu e distribuiu tantos beijinhos pelo rosto de Selena, roçou o pescoço da amada com os seus beijos e gostou quando Selena o beijou de volta espalmando suas costas com as mãos até que os dedos adentraram as mechas curtas de cabelo da nuca.

Demi que acabara de sair de seu escritório carregando consigo a bolsa e algumas pastas sorriu ao fitar o casal. Selena e Ed ficavam tão bem juntos por mais melosos que pareciam.. – Ei! Parem com isso. – Ela disse brincalhona como sempre e sorriu sapeca quando Selena a olhou tão envergonhada quanto ela no episódio de mais cedo com o Jake. – Vamos? Nós podemos passar na Rocco’s, Sel? Quero comprar alguma coisa para levar para a casa do Jake hoje à noite. – Disse assim que adentraram ao elevador e Selena cerrou os olhos.

   - É claro. – Demi sentiu o coração pesar ao fitar os olhos de Selena. Ela simplesmente não gostava daquele olhar preocupado. Deus! Até quando seria daquele jeito? Não tinha necessidade de tamanha proteção, Jake não era uma ameaça! O clima no elevador só melhorou com os comentários de Ed e dentro do carro as músicas que tocavam no rádio as distraíram daquela situação chata.

   - Vocês não vão descer? – Demi perguntou procurando pela carteira na bolsa assim que Selena conseguiu encontrar uma vaga depois de muito rodar o quarteirão da padaria.

   - Vamos Sel, eu vou comprar algumas besteiras para as crianças. – Ed olhou Demi pelo retrovisor e Selena ao seu lado, era óbvio que as duas estavam chateadas uma com a outra, mas para ele era inaceitável amigas como elas agirem de tal forma. – Vamos amor. – Ele disse se curvando para depositar um selinho nos lábios de Selena e Demi revirou os olhos um tanto impaciente.

   - Vou ficar por aqui, não tem problema. – Disse Selena e Demi abriu a porta do carro e desceu o mais rápido possível. – Vá com a Dem. – Ed assentiu e saiu às pressas do carro já que Demi caminhava a todo vapor em direção da padaria a meio quarteirão de onde o carro estava estacionado. – Que eu estava enganada. – Resmungou Selena não gostando nenhum pouco da ideia de brigar com Demi, elas estavam tão bem antes de Jake, e Sel estava adorando a história de Demi desistir de arrumar um namorado.. Bem, até Jake surgir do além! Massageando as temporãs, Selena relaxou o corpo e respirou fundo. – A carteira. – Ed estava tão envolvido em beijá-la que acabou esquecendo a carteira no banco do carona ou ela caiu do bolso do rapaz quando ele saiu às pressas do carro. Selena travou o carro e fechou a bolsa assim que guardou a carteira de Ed, caminhou com um pouco de pressa olhando para as lojas e cafés daquele quarteirão e Deus! Ela esbarrou com tudo em alguém na porta de um Café perto da Rocco’s, desequilibrou-se por conta dos saltos, porém não caiu.

   - Desculpe, eu estava distraí.. – Selena arregalou os olhos ao ver de quem se tratava. O coração acelerou a mil por hora, a vontade era de correr o mais rápido possível, porém as pernas estavam moles como gelatina por conta do nervoso e da surpresa.

   - Se eu fosse você, eu ficaria calado e não diria um a para a Demi, caso contrário.. Você não ficará nenhum pouco feliz com o que acontecerá com o Ed, senhorita Gomez. – A voz soou grave e tão ameaçadora que era de dar calafrios, os olhos azuis tão frios e calculistas. Selena olhou de Jake a Dianna, a mãe de Demi, ao lado do rapaz fingindo que não a conhecia. Ela não podia acreditar que estava acontecendo de novo.



Continua... Oiiiiiii! Finalmente estou postando, eu estava ansiosa, graças a Deus hoje foi a minha última prova!! Como vocês estão? Eu estou melhor, obrigada pelo "melhoras" no post passado!! Eu disse que o Jake não prestava! E a Dianna estava aprontando também com todo aquela papo furado para cima da Demi.. Tadinha! Ela está tão lascada shbahsauhsa Pelo menos tem o Joseph que é um amor, mas ele também já está na mira do Jake. Gente, e agora? O que vai acontecer com a Sel? A Demi já não está muito boa com ela, imaginem só se ela contar que viu o Jake com a Dianna? A Demi certamente vai surtar achando que a Sel tá mentindo para afastá-la do canalha, shaushua tretas, que venham as tretas!  Resposta aos comentários AQUI

19 comentários:

  1. Aaah, acabo as provas? Isso merece maratona então ein hehehhhe
    Ta perfeito, posta maais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maratona! Ahh, quem sabe.. O ruim está é para escrever, estou sem ideias.
      Beijo!

      Excluir
  2. Que capítulo foi esse, MDS, perfeito como sempre, quero mais mais mais mais por favor, faz maratona com uns 10 capítulos no mínimo, menina tô te aplaudindo aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Espero fazer, só me aparecer ideias. 10 capítulos? gente, é muita coisa!!!
      Beijo

      Excluir
  3. Já que acabou as provas acho que pra comemorar você poderia fazer uma maratona hihi
    Sim, menina eu vi que a Demi de unf na selena, cada dia que passa eu perco as esperança que elas voltem a ter aquela amizade, sabe? elas tomaram caminhos diferentes...
    agora cada uma tem amigos diferentes, selena tem a taylor e Demi tem a iggy e a marissa...
    a gente não sabe o que aconteceu, por isso é difícil tomar um partido.
    vamos ao capítulo...
    segura essa marimba, caraca, foi tiro pra tudo quanto é lado
    to jogada no chão, help!
    esses momentos jemi são tão maravilhosos, me sinto no céu lendo eles
    gente esse jake é um filho da puta, sério, puta merda!
    eu aqui toda iludindo achando que Dianna havia mudado, fui otária.
    Demi tão ingênua coitada, ta toda apaixonadinha...
    como diz a rainha perry: cuidado com a regina george (versão masculina) em pele de cordeiro
    to levando essa frase pra vida
    posta logo o próximo, amor. bjsss <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maratona! Todo mundo quer maratona, até eu quero.. mas estou sem ideias!
      Eu só acho estranho a amizade acabar assim do nada.. mas fazer o que né?
      O Jake é literalmente um filho da puta, muito fdp mesmo.. E a Dianna também!
      Jemi é uma fofura, cada um mais ingênua que o outro hsuahsua só a Demi que é um pouquinho danada, mas quando ela está com o Joe ela fica boba.
      REGINA GEORGE? HSUAHSUAHSUA GRITEI!!! KKKKKKKKKKKKK
      Beijos, até mais!

      Excluir
  4. nossa, esse cap foi sensacional.. Esse Jake, é um canalha. To ansiosa para saber o que vai rolar entre selena e demi, quando ela descobrir o que o jake fez.. POR FAVOR, faz uma maratona, nunca ti pedi nada! Espero que nessa briga entre demi e selena, tenha gritos e choros hahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! O Jake é literalmente um canalha! Bem, o que posso dizer sobre a Demi e a Sel é que as coisas entre elas vão ficar.... hum.. o que você acha? O Jake tá envolvido né... Maratona! Eu quero muito fazer, mas estou com tanta dificuldade para escrever algo realmente bom.. Obrigada por comentar, beijo!

      Excluir
  5. Vai vim treta. Pelo que deu entender o Jake so tá usando a Demi, pode ser que seja um acordo/plano com a mãe dela e por isso ele se aproximou da Demi mas a pergunta é. por que?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Treta! Isso, treta a caminho sempre! Aah, o Jake é UMA das barreiras que atrapalhará Jemi.. não especificamente Jemi, é mais a Demi já que ele está a usando, então quando ela descobrir ela vai ficar muito abalada etc.. Ele faz parte da história tanto para o casal principal quanto para mostrar o valor de uma amizade, no caso da Sel e da Demi.. Já o Jake ter um plano com a Dianna.. Hum.. Será que tem algo com a morte do Jason?
      Beijo!!!

      Excluir
  6. O que será que o Jake vai aprontar? Sabia que ele não prestava, tadinha da demi espero que ela reconheça logo que ele é um canalha! Posta logo lindona tô adorando, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do Jake pode esperar tudo! Ele é muito estrategista e mentiroso.. A Demi vai demorar um pouco para enxergar.. E ela ficará confusa.. Então nessa confusão ela pode fazer cagada né? Obrigada! Beijo!!

      Excluir
  7. Haaa eu sabia que o Jake tava aprontando alguma coisa e agora a demi ta lascada, nossa quando ele apareceu e falou aquilo pra Selena eu fiquei chocadaney esse viado filho de uma puta aposto que foi ele que matou o Jason e fica se fazendo de coitado pros outros tomara que morra esse canalha e faça a demi e o José se beijarem logo u.u jdjfjd
    Amando muito, posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Demi está lascada mesmo com o Jake no pé... Será que foi ele que matou o Jason? A Sel também vai sofrer na mão dele porque ela não pode escolher entre o Ed e a Demi, mas no caso do Ed.. Tadinho, se ele ficar desempregado as coisas vão piorar para ele. Mds! Tadinho do Jake hsasuahusahusshua
      Eu estou doida para ter Jemi, mas vamos ver como vai ficar né.. hehehe beijo!

      Excluir
  8. MAS GENTE tenho ctz q o cara q a Dianna tanto falava era o Jake e n duvido de ela estar envolvida junto c ele na morte do avô. Cara tadinha da Demi e o Joe ainda ta entrando nesse rolo de gaiato KKKKKKKKKKKKKK QUE VENHAM AS TRETAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opaaaaaaa! Será? Talvez sim, talvez não né.. A Dianna é capaz de tudo quando se trata de dinheiro e o Jake também.. hsuahsuahusa O Joe de gaiato hsuahsuahus eu ri! É, tadinho, ele já brigou por causa da Demi e ficou todo quebrado, ele realmente gosta dela! QUE VENHAM AS TRETAS!!! Beijo!

      Excluir
  9. Quanto tempo não comento aqui, mas estava bem ocupada em fases de mudança, passei quase um ano sendo nômade lol
    Estou adorando o Joseph fofinho, a Demi inocente que vai quebrar a cara.
    ANSIOSA PELAS TRETAS

    Sam, xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se eu demorar de comentar é por estar sem computador :(
      Outra coisinha, minha amiga está fazendo parte de um site de fanfics interativas (jonasfics) agora eles estão abrindo para todos os fandons e querem dá um up no site, gostaria de saber se você tem interesse de mandar suas histórias, além de postá-las aqui. E se puder dar uma divulgada, desde que a banda acabou o movimento enfraqueceu e muitas leitoras reclamam da falta de histórias e tudo mais. Elas ficariam felizes em te ter na equipe pois suas histórias são maravilhosas.

      Excluir
    2. Nossa, imagino a correria. O Joe é uma graça todo coradinho, já a Demi.. É, vc falou tudo, ela vai quebrar a cara com o malandro do Jake. As tretas estão a caminho ;)
      Seria bem legal, você pode me passar o link? Dai eu divulgo aqui. Como eu faço para enviar minhas histórias para lá? Acho que seria bom para o blog, enfim. Obrigada!! Beijo

      Excluir