15.5.16

Capítulo 14

O calor emanava do peito largo para as palmas das pequenas mãos femininas. O silêncio era absoluto no quarto iluminado apenas pela luz cintilante do abajur sobre o criado-mudo ao lado da cama. O lençol branco embrulhava o colchão macio do qual o corpo de Demi era obrigado a se afundar. O jantar tinha sido maravilhoso, cozinharam juntos e degustaram a luz de velas da melhor comida japonesa que tinham conseguido preparar. A noite tinha sido divertida e apesar da pouca conversa os olhares que trocaram eram intensos demais, logo os lábios estavam colados e os corpos roçados. Era tudo que Demi previa para aquela noite com Jake, boa comida, boa conversa e uma boa transa, entretanto estava sendo insuportável. Simplesmente insuportável. O corpo estava presente e sendo devorado pelos lábios de Jake, mas a cabeça estava em outro lugar e em outra pessoa. Brigar com Selena era definitivamente a pior coisa que poderia acontecer, e elas tinham brigado, oh sim.. Selena era cabeça dura demais, queria dominá-la e decidir por ela!

   - Selena? Parece que você viu um fantasma. – A voz de Ed soou preocupada enquanto o rapaz segurava gentilmente Selena pelos ombros. – Você está bem meu amor? – Ed tornou a perguntar e Demi desviou a atenção do balcão de sobremesas para fitar a amiga pálida e um tanto atordoada.

   - Dem.. Por favor, não vá jantar com o Jake essa noite. – Selena disse fitando os olhos dela com os seus marrons carregados de suplica e medo, porém Demi franziu o cenho e respirou fundo para não começar uma briga dentro da padaria cheia de clientes. – Vamos lá para casa, nós podemos fazer alguma coisa juntas. – Ela não podia desmarcar com Jake, a essa altura do campeonato o rapaz já deveria estar ansioso para a noite que eles teriam e Demi não podia negar que estava ansiosa, pois estava e muito.

   - Sel, nós podemos marcar alguma coisa amanhã, eu já tenho compromisso hoje à noite. – Demi até esboçou um sorriso fraco para Selena em um pedido de desculpas, mas fazer o que? Ela queria muito estar com Jake nas próximas horas, escutar a risada dele e fitar os olhos azuis intensos.

   - Deus, Dem! Você vai continuar saindo com aquele cara? Você mal o conhece e já.. – Selena atropelava as próprias palavras, estava nervosa e gesticulava as mãos. Demi olhou da amiga para Ed e franziu o cenho e novamente respirou fundo para não explodir. – Você não pode sair com ele Demetria, ele.. ele.. Eu não vou permitir. – Selena não sabia o que dizer a Demi, não sabia se contava a ela que tinha acabado de topar com Jake e Dianna saindo de um Café que por sinal era vizinho da padaria. O que Demi iria pensar? Que ela estava ficando louca oras! E que tudo era mentira.

   - Você não manda em mim Selena! Não manda! Eu sou madura o suficiente para saber com quem eu devo ou não sair, não preciso da sua opinião. – Era tarde demais e todos olhavam exclusivamente para ela. Todos. Demi ofegava e não deixava de fitar os olhos de Selena por nada desse mundo, mas a vontade de sumir foi maior e ela o fez, saiu daquela padaria a passos largos e caminhou furiosamente por alguns minutos, até que se acalmou e concluiu o resto do caminho até o apartamento onde morava.

   - Ei princesa.. – A voz masculina soou baixa e quente contra o ouvido, as mãos de Jake encheram-se com os seios médios e bonitos e logo estavam na cintura feminina a segurando para que ele se afundasse mais no corpo dela. Demi tentou se concentrar, deslizou as mãos pelas costas largas de Jake e enlaçou mais as pernas ao corpo dele o ajudando a se mover da forma que podia. Ronronou o nome dele e o beijou no maxilar logo escondendo o rosto ali. Ela não aguentava mais.. Não mesmo. Seria a segunda vez que ela o faria naquela noite e estava extremamente envergonhada de ter que apelar para aquela opção, mas era a única saída, Jake estava empolgado demais para ela simplesmente lhe jogar um balde com água fria. Puxando os cabelos da nuca dele, Demi franziu o cenho e fez a melhor encenação de sua vida ao gemer o nome do rapaz e relaxar o corpo contra o colchão em mais um falso orgasmo. Deus! Ela teria que o fazer, caso contrário Jake continuaria com aquilo pensando que ela estava gostando... Oh Deus! Que vergonha, Demi fechou os olhos e abraçou o corpo forte de Jake enquanto ele chegava ao limite chamando por ela. – Eu já volto. – Demi aceitou o beijo que ele depositou nos lábios dela e ergueu-se para vê-lo caminhar em direção ao banheiro para descartar o preservativo.

   - Meu Deus! – Resmungou Demi se curvando para alcançar o sutiã jogado no chão ao lado da cama. – Droga Selena! – Só Deus sabia como ela estava frustrada! Aquilo nunca tinha acontecido, não mesmo... Fingir um orgasmo? Aliás, dois orgasmos? As bochechas de Demi coraram e ela buscou pela camisa xadrez que Jake vestia antes deles.. Um.. Transar. – Droga! – Resmungou novamente vestindo a calcinha e se deitou na cama. Que diabos estava acontecendo? Demi franziu o cenho ao fitar o teto do quarto. Ela ainda não acreditava que estava brigada com Selena e que tinha fingido dois orgasmos.

   - Você está simplesmente linda. – Jake franziu o cenho e se deitou sobre ela a beijando na boca e deslizando as mãos pelo corpo feminino. – Está linda baixinha. – Ele disse a puxando para que Demi pudesse se deitar no peito dele e quando ela o fez os dedos do rapaz deslizaram para o couro cabeludo para acariciá-lo e enroscar os dedos nas mechas longas e castanhas. – O que foi? – Demi nunca ficava quieta e tagarelava tanto que às vezes deixava qualquer homem tonto, porém ela estava quieta, Jake deslizava a ponta dos dedos pelo rosto dela e a via suspirar vez ou outra.

   - Foi um longo dia. – Demi forçou um breve sorriso para o rapaz e fechou os olhos tentando relaxar. A que ponto ela tinha chegado?

   - Você está tão quietinha, aconteceu alguma coisa? – Jake perguntou observando Demi minuciosamente. Deus! Encontrar Selena estava definitivamente fora de cogitação! Ainda mais quando ele estava acompanhado por Dianna! Ele já não gostava muito da melhor amiga de Demi, Jake sabia que Selena era esperta e não demoraria muito para descobrir...

   - A Sel.. – Jake enrijeceu e arregalou os olhos, sorte era que Demi não o olhava. – Nós brigamos de novo. Eu estou cansada dela achar que sabe de tudo sobre os meus relacionamentos, eu não sou boba e não vou deixar que ninguém me machuque. – As bochechas de Demi acabaram coradas, mas ela não queria esconder de Jake a situação que vivia com a melhor amiga por causa dele.

   - Hum.. Você é uma mulher linda e que pode tomar as próprias decisões. – Jake disse deslizando a mão pelo corpo dela. – Talvez a Selena esteja chateada porque você passa mais tempo comigo que com ela, ciúme mexe com a cabeça das pessoas, gatinha. – Demi franziu o cenho pensando na questão. Às vezes era notável o ciúme de Selena, mas não era algo exagerado ou que levasse a discussão de mais cedo. – Ou talvez.. Eu não sei, não quero tirar conclusões sem ao menos conhecê-la. – Ele disse pensativo a puxando para ele.

   - Talvez? – Demi apoiou os cotovelos sobre o peito do rapaz e o fitou nos olhos esperando que Jake concluísse a frase, mas ele só a puxava para se deitar sobre ele e a acariciava.

   - Eu não sei.. – Jake a surpreendeu quando se virou de vez a imprensando contra o colchão. – Você está saindo comigo.. Entende? Desculpe gatinha, não quero julgar a sua amiga, mas talvez ela queira estar no seu lugar. – Demi levou as mãos ao peito de Jake e o espalmou para empurrá-lo gentilmente para que ela pudesse se erguer e respirar fundo. Não era possível, Selena estava com Ed e ela jamais faria isso.

   - A Sel está com o Ed, Jake. – Selena estava com Ed e o amava. Demi se lembrou da conversa com Sel no escritório quando era mais cedo, a amiga tinha até chorado e compartilhado toda a história de Ed com ela, Selena estava apaixonada, pois se não estivesse os olhos dela não brilhariam e ela jamais deixaria que Ed se aproximasse cada vez mais derrubando todas as suas barreiras. Demi conhecia muito bem a amiga que tinha e sabia que Selena não era como ela para ceder e se apaixonar tão facilmente.

   - Tudo vai se resolver, aposto que amanhã mesmo vocês vão se acertar. – Demi sorriu imaginando a cena, ela já estava morrendo de saudade da amiga e se sentia estúpida por repelir Selena. – Hum.. Que tal se a gente namorar mais um pouquinho? – Os olhos marrons se arregalaram e Demi engoliu em seco quando Jake se deitou na cama e a puxou para cima dele começando a despi-la e distribuir beijos pelo tórax e pescoço.

   - Jake.. Eu estou cansada. – Demi disse um tanto sem jeito. A última coisa que ela queria no momento era transar. Deus! O que estava acontecendo com ela? Jake estava deitado na cama nu. O peito largo, os braços fortes, os olhos azuis e o sorriso mais sexy que ela já tinha visto. Não era possível! Ele a agradava até lá em baixo.. Oh Deus! A agradava e muito. Era o sonho de toda mulher. – Vamos dormir? Nós podemos.. hum.. namorar amanhã. – Será que as bochechas coradas e a vergonha de Joe eram contagiosas? Ultimamente Demi estava corando e em algumas situações sentia vergonha. Não era nada normal para ela corar e sentir vergonha.

   - Eu vou cobrar. – Demi fitou a mão de Jake acariciá-la no íntimo mesmo protegido pela calcinha e logo fitou os olhos azuis do rapaz queimando de desejo e algo a mais. – Ei linda, obrigado pela noite maravilhosa. – Ela não esperava por aquelas palavras e nem pelo beijo carinhoso que recebeu na testa. – Você é muito especial para mim e eu quero que as coisas realmente aconteçam entre a gente. – O coração de menina disparou com tanta precisão que Demi pensou que ele poderia sair por sua boca, um sorriso surgiu nos lábios dela e como era de se esperar Demi se aninhou ao peito do rapaz suspirando apaixonada. Era tão bom ouvir aquelas palavras, alguém no mundo se importava com ela de verdade.

   - Você também é especial para mim. – Demi o olhou nos olhos e sorriu tímida quando ele sorriu para ela. – Boa noite. – A luz do abajur foi desligada e Jake a abraçou com tanta ganância, Demi apenas ficou quieta nos braços do rapaz tentando se concentrar para dormir, porém tudo estava tão bagunçado, os pensamentos queriam devorá-la viva. E a maioria deles envolvia Joseph e aquele sorriso lindo e tímido que só pertencia a ele e Selena. Alguns minutos se passaram e o sono não veio, bem pelo contrário, os olhos marrons de Demi estavam atentos a tudo a sua volta e a cabeça a mil elaborando várias teorias que provavelmente jamais aconteceriam. Impaciente, Demi desfez com muito cuidado o abraço de Jake e sorriu ao fitá-lo dormir tranquilamente. Ah! Ele era tão lindo. Demi beijou a bochecha do rapaz e saiu do quarto na ponta dos pés depois de pegar o celular na bolsa, talvez um copo com água a ajudaria a relaxar e finalmente dormir. A cozinha não ficava muito longe do quarto do rapaz, e foi diretamente para lá que Demi caminhou e buscou por um copo no armário com muito receio por estar mexendo nas coisas de Jake.

   - Sel, Sel.. – O celular estava em suas mãos, só bastava uma ligação e ela revolveria tudo. Demi levou o copo a pia e recostou-se no balcão da cozinha. Era apenas Selena a sua melhor amiga e irmã postiça. O coração quase saiu pela boca quando ela finalmente tocou no botão verde na tela do celular e então o número de Selena estava sendo discado. – Sel? – A voz saiu baixa e tímida, mas Demi estava tão feliz por a amiga ter atendido no primeiro toque.

   - Oi Dem. – Selena disse firme esperando pelo o que a amiga tinha a dizer.

   - Não consigo dormir. – Disse Demi sentindo o corpo relaxar só pelo fato de estar falando com Selena. – Me desculpa por mais cedo? Eu não quero brigar com você. – Ela disse depois de muitas respirações fundas.

   - Só não quero que você se machuque. Por favor Dem, se afaste dele. – Era tudo que Selena podia dizer a Demi, pois se contasse que encontrou o rapaz com Dianna haveria consequências, Jake era um homem perigoso e que escondia muito.. Caso contrário não a ameaçaria como tinha feito. – Por favor, me escute Dem. – Ela disse com o coração saltando ainda mais rápido no peito. – Você está no apartamento dele?

   - Estou, nós jantamos. Sel.. Eu gosto dele. – Disse Demi sem querer discutir novamente com Selena. – Não quero mais falar sobre isso, nós vamos acabar brigando de novo, e eu não queria ficar longe de você.

   - Dem.. – Selena pensou no que diria, talvez ela não conseguisse convencer a amiga que Jake era um  canalha, mas tinha outra saída. – Tudo bem, não vamos mais falar sobre isso, porém se acontecer alguma coisa anormal me conte por favor. – Era melhor estar por dentro de tudo que acontecia a ter Demi afastada e a ignorando.

   - Não vai acontecer nada de anormal. – Disse Demi rindo e Selena engoliu em seco e rezou para que realmente não acontecesse nada.. – Eu te amo muito e muito Sel, amanhã eu vou passar o dia com o Joe, você poderia se juntar a nós para mais um episódio do Batman.

   - Eu também te amo muito e muito! Ah Dem! É sério? Só você para me fazer assistir desenho animado. – As duas acabaram rindo e conversando sobre tantas coisas, Demi estava radiante por ter Selena de volta depois de algumas horas que elas estavam brigadas.

   - Demi? – A mão de Jake em seu ombro quase a matou do coração. Demi se despediu de Selena e sorriu um tanto sem jeito ao olhar para Jake. Ele ficava tão lindo com os cabelos bagunçados e com cara de sono. – Está sem sono baixinha? – Ele perguntou a puxando para um beijo carinhoso.

   - Um pouco. – Demi sorriu de orelha a orelha e o beijou na bochecha. – Nós podemos assistir alguma coisa? Isso me ajuda a dormir. – Jake a abraçou contra o peito e esboçou um sorriso tão sonolento como resposta.

   - Três horas da manhã. – Ele disse acariciando o rosto dela com uma mão. – Trabalho amanhã cedo.  – Demi revirou os olhos e o puxou em direção a sala, o deitou no sofá e caminhou em direção a televisão de Jake. – O que você vai fazer? – O rapaz perguntou um pouco tenso quando Demi ligou o notebook dele que estava com o vídeo conectado a TV. Deus.. Demi jamais poderia encontrar determinados arquivos.. Sorte era que a tela inicial era a área de trabalho e Demi abriu apenas o navegador e digitou algo habilmente no Google. – Ah não Dem! – O sorriso de menina dela era tão feliz, Demi abriu o episódio que havia parado e correu para se deitar com Jake.

   - Juro que você vai gostar. – Ela disse sorrindo encantada ao ver a abertura do desenho animado do Batman. – Eu e o Joe paramos nesse episódio. – Ela comentou se aninhando mais a Jake que franziu o cenho ao ouvir o nome do rapaz.

   - Ele era o Joseph da lista do meu avô. – Disse o rapaz de cenho franzido e Demi o olhou com curiosidade. – Você o entrevistou. Ele é bom? – Demi olhou para a TV e logo para os olhos azuis de Jake fixos a ela.

   - O melhor que eu já conheci. – Ela disse desviando o olhar do de Jake e sentindo o coração acelerar ao se lembrar dos olhos verdes de Joe. – Não o escolhi por motivos pessoais e por ele ter me salvado.. Ele é realmente bom. – Jake assentiu a beijando na testa e Demi tornou a se aninhar no peito do rapaz dedicando toda a sua atenção às aventuras do seu herói favorito. – Ele é incrível, não acha? – Demi se ergueu e suspirou frustrada ao encontrar Jake dormindo tão profundamente. Infelizmente nem todos os caras eram iguais a Joseph.


***

Quando o dia amanheceu foi uma luta para Demi acordar, estava tão bom dormir abraçada a Jake no sofá da sala, mas acabou que o rapaz a acordou e juntos eles se arrumaram para ir trabalhar. Na Gyllenhaal o expediente tinha começado cedo, por volta de sete e meia da manhã. Sentada a cadeira giratória Selena não conseguia se concentrar no que fazia. A cabeça do lápis estava toda mordida e a página das financias dos futuros projetos da empresa estava intacta. Há horas ela tentava ler o mesmo parágrafo, porém não conseguia, não quando sua mente estava sobrecarregada de preocupação. Demi e Eden. A irmã de Ed só piorava a cada dia que se passava. E a situação seria desastrosa daqui alguns dias já que o médico alertou a família que Sophia partiria em menos de um mês. Era triste e doloroso, Selena se sentia tão impotente por presenciar Ed cair aos pouquinhos sem que ela pudesse fazer alguma coisa. O rapaz estava acabado, porém não podia se deixar vencer já que os filhos de Sophia  dependiam dele. E céus! Demetria iria matá-la qualquer dia com todos aqueles namorados loucos que ela arrumava. A cena veio à tona e Selena empalideceu.

   - Desculpe, eu estava distraí.. – Selena arregalou os olhos ao ver de quem se tratava. O coração acelerou a mil por hora, a vontade era de correr o mais rápido possível, porém as pernas estavam moles como gelatina por conta do nervoso e da surpresa.

   - Se eu fosse você, eu ficaria calado e não diria um a para a Demi, caso contrário.. Você não ficará nenhum pouco feliz com o que acontecerá com o Ed, senhorita Gomez. – A voz soou grave e tão ameaçadora que era de dar calafrios, os olhos azuis tão frios e calculistas. Selena olhou de Jake a Dianna, a mãe de Demi, ao lado do rapaz fingindo que não a conhecia. Ela não podia acreditar que estava acontecendo de novo.

Ele havia a ameaçado. Céus! Selena vivia um verdadeiro dilema interno entre contar a verdade para Demi e proteger Ed. Mas o que ela poderia fazer? Ed estava numa situação tão delicada, duas crianças e uma mulher em fase terminal de câncer dependiam dele e perder o emprego ou Deus sabe lá o que estava completamente fora de cogitação. E o jeito que Jake a olhou e praticamente rosnou aquelas palavras era assustador, ele não estava brincando. Era um homem perigoso e não hesitaria em machucá-la, Selena tinha certeza que ele não hesitaria. Sem contar que Demi estava nas mãos daquele canalha o que a deixava ainda mais perturbada. Se levantando, Sel olhou para as outras mesas ao seu redor e respirou fundo ao ver Ed debruçado sobre a mesa aparentando estar tão cansado.

    - Ed? – Disse Selena um pouco baixo para não distrair os seus colegas de trabalho. – Você está bem. – Puxando uma cadeira, Sel se sentou ao lado do rapaz e o abraçou da forma que podia.

   - Só estou cansado, linda. – Mesmo desabando Ed sorriu para ela e retribuiu o abraço. – Eles me ligaram de madrugada, ela está piorando Sel. – Franzindo o cenho e sentindo o coração partir em mil pedaços Selena beijou o rosto do rapaz e envolveu os dedos nos dele tentando passar força e segurança a Ed.

   - Eu sinto muito, sinto muito mesmo. – Ela disse respirando fundo para não chorar. – Eu vou estar aqui com você, ok? – Ed assentiu encostando a testa a dela e eles ficaram juntos por tantos minutos.

   - Obrigado, ok? – Os lábios dele roçaram os dela com tanto carinho e amor que Selena o beijou de volta na mesma proporção.

   - Eu vou buscar um pouco de café, volto num segundo. – Para descontrair o clima Selena distribuiu beijinhos pelo rosto de Ed e disse que o amava antes de caminhar em direção a máquina de café expresso que ficava num corredor longe dali. Selena estava tão distraída pensando em Ed enquanto esperava a máquina processar o pedido do café que não percebeu quando Jake se aproximou a fuzilando com os olhos.

   - Muito bem, você ficou caladinha. – Por que diabos a voz dele estava tão intimamente próxima? Selena arregalou os olhos em susto e só não gritou porque arrumaria uma tremenda confusão. – E eu espero que continue, Gomez. – Selena o olhou com tanto nojo. Por que diabos Jake a analisava de cima a baixo com aqueles olhos azuis nojentos? – A Demi é uma delícia, mas você.. – Ela estava definitivamente boquiaberta e não acreditava no que tinha ouvido. Era uma brincadeira? Uma brincadeira de muito mau gosto.

   - Você não ousaria. – Ela disse de cenho franzido o cenho buscando pelo café quente na máquina.. Ora, se Jake tentasse alguma coisa ela não pensaria duas vezes antes de queimar a pele rosada dele com café quente. – E é melhor você deixar a Dem em paz. – A risada cínica dele a deixou completamente irritada e por um pouco Selena não avançou sobre o rapaz para esbofeteá-lo e ensiná-lo que ninguém brincava com os sentimentos de Demi.

   - Você vai fazer o que Selena? Vai contar que você me viu saindo de um café com a Dianna? – Jake arqueou as sobrancelhas se encostando a maquina de café. – Você tem como provar? Eu sinceramente acho que as chances da Demi acreditar em você são quase nulas.. Ela está chateada por você ser um pé no saco e não deixá-la em paz, francamente, por que você perde o seu tempo? – Quando Jake a tocou no ombro e rapidamente subiu a mão para acariciá-la no rosto Selena o empurrou e arremessou o café quente que levaria para Ed no rapaz sem se importar se ele era ou não o seu chefe.

   - É melhor você não me tocar. – Rosnou Selena pronta para atacá-lo novamente se fosse preciso.

   - Você vai se arrepender de ter feito isso. – O sorriso convencido no rosto dele a deixou tão irritada que Selena virou as costas e caminhou furiosamente de volta para a sala principal do departamento. Era só o que faltava para enlouquecê-la de vez! Jake era um saco e tinha surgido na vida delas só para causar discórdia.

   - Por que você está com tanta pressa? – Selena a perguntou assim que avistou Demi trancando o escritório. Ela respirou fundo algumas vezes para se acalmar caso contrário Demi a encheria de perguntas.

   - Quero ir para casa, Sel. – Murmurou Demi guardando as chaves dentro da bolsa. Depois de uma manhã cheia Demi dava graças a Deus que finalmente o turno dela havia acabado.– Estou com saudade da minha cama, e mais tarde o Joe vai me visitar. – O sorriso de Selena foi tão espontâneo e parecia tão feliz que Demi franziu o cenho. Tudo isso por que ela havia citado Joe?

   - Vocês ficam tão bem juntos! – Disse Selena para a surpresa de Demi.

   - Nós já conversamos sobre isso, Sel. – Demi conferiu a hora no celular e arrumou a bolsa debaixo do braço pronta para partir. – Eu tenho que ir, estou te esperando mais tarde, ok? – Selena assentiu e recebeu o abraço de Demi de bom grado e com um pequeno sorriso nos lábios que morreu assim que Sel avistou Jake no final do corredor a olhando minuciosamente. – Amo você. – As duas trocaram olhares confidentes e sorrisos tímidos. Selena não precisou dizer que a amava, apenas pela forma que ela sorriu e olhou  para Demi dizia tudo.

Ansiosa, Demi sorriu enquanto caminhava pelas ruas de Nova York, ela estava tão ansiosa para que o final da tarde chegasse logo e Joe finalmente batesse a sua porta com aquele sorriso lindo e aquele jeito tímido que só pertencia a ele. Entusiasmada, Demi aproveitou para comprar alimentos integrais quando avistou um supermercado no caminho e depois das compras ela caminhou para o apartamento às pressas para preparar o almoço e organizar a pequena bagunça.

   - Na ordem, droga! – Resmungou. Sentada no tapete da sala Demi arrumava os DVD’s que tinha em ordem alfabética assim como os filmes no notebook. Seria tão divertido ficar com Joe. Quando o macarrão de forno com queijo começou a cheirar o timer soou escandaloso como sempre e Demi partiu para a cozinha para almoçar. Estava faminta e não se arrependeu da quantidade de macarrão que colocou no prato. Deus! Ela estava muito faminta! Sentada ao banco da bancada da cozinha Demi se sentiu tão sozinha, não tinha um pai, a mãe era um caso perdido... Havia Selena, porém Sel tinha a própria vida para cuidar, seria egoísmo pedir que a amiga passasse todo o dia com ela. Mas era tão ruim ser sozinha!  Sempre sobrava comida, sempre sobrava lugares a mesa e com quem dividir milhares de coisas. Por um momento Demi imaginou uma criança correndo pelo apartamento e sorriu. Deveria ser bom ter filhos e alguém para amar, ela nunca iria se sentir sozinha, e talvez até desse um irmãozinho ou irmãzinha para o seu bebê. Uma família! O sorriso se alargou nos lábios de Demi e ela fantasiou o sonho de ser amada durante todo o almoço.

A hora parecia que não iria passar nunca. O dia lá fora estava bonito e Demi estava muito entediada e ansiosa, por isso revolvera calçar o tênis de corrida, a calça de malhar preta e a camisa larga. Iria correr no Central Park como sempre fazia quando precisava distrair a mente, uma volta a ajudaria bastante a relaxar. Demi prendeu o cabelo num rabo de cavalo e alongou-se em frente ao espelho do closet. Correr sempre a ajudava a relaxar e foi isso que aconteceu quando Demi pôs os pés nas calçadas de Nova York rumo ao Central Park que não ficava longe dali.

***

O céu estava bonito, limpo e com o sol brilhando intensamente. Não era à toa que estava quente e muitas pessoas abusavam do sorvete. Joseph era uma daquelas pessoas, por sorte ele havia encontrado sorvete diet em um quiosque nas proximidades do Central Park perto do restaurante onde havia almoçado e aproveitou para comprar pipoca de um senhor para que pudesse alimentar os pombos enquanto descansava num banco. Aquele lugar era definitivamente lindo! Tão natural e trazia uma sensação de paz tão grande. Joseph obversou a beleza das árvores e dos arranha-céus de Manhattan, era como um sonho e os olhos do rapaz brilhavam enquanto ele sorria sozinho para a paisagem.

   - Oh Deus! – Ele tinha um sorvete de casquinha em mãos! E o sol estava castigando, o clima estava abafado. O resultado foi uma completa bagunça, o sorvete derreteu lambuzando a mão do rapaz e alguns pingos atingiram em cheio a camisa branca de algodão. O único guardanapo que ele tinha estava encharcado de sorvete! Que vergonha! As bochechas coraram quando ele se levantou e duas garotas passaram e lançaram sorrisos e olhares para ele. Por as mulheres sempre faziam aquilo com ele? O rubor espalhou pelas bochechas de Joseph e a bagunça da camisa só piorou, pois a bola de sorvete praticamente se jogou da casquinha em direção a camisa branca e agora a calça escura. Diabos! Por ele tinha que ser tão atrapalhado? Frustrado e envergonhado, Joseph repousou o saco de pipoca sobre o banco e tentou pegar a bola de sorvete caída na grama com a casquinha para que pudesse jogá-la no lixo. Poucos tomariam aquela atitude, mas o rapaz tinha consciência que o Central Park era uma área pública e sujá-la mesmo que acidentalmente não era correto. Tudo bem, as mãos estavam grudentas e uma verdadeira bagunça de sorvete derretido, mas estava valendo. Joseph se levantou sem muito cuidado e bem.. O rapaz era desastrado oras! Ele só não esperava que algo ou alguém se chocasse contra ele como tinha acontecido, acabou que ele caiu para um lado e a pessoa por outro. Ótimo! Agora tinha mais uma pessoa suja de sorvete naquela linda e ensolarada tarde nova-iorquina de sábado.

   - Vo..você es..tá bem? – Além de tonto e de gaguejar, os óculos acabaram caindo não permitindo que ele enxergasse perfeitamente.

   - Joseph? – Demi tirou o fone de ouvido e olhou para o rapaz sentado na grama a procura dos óculos. Foi inevitável! O sorriso de orelha a orelha surgiu nos lábios dela, o coração chegou a acelerar ainda mais rápido. – Joe, sou eu, Demi. – Buscando pelos óculos dele, Demi os limpou na camisa e os colocou no rosto do rapaz sem deixar de perceber como ele era lindo.

   - Demi? – Abrindo os olhos, Joseph respirou fundo ao fitar os olhos de Demi tão próximos dos dele. Ele podia diminuir aquela distância entre eles e selar os lábios aos dela, mas faltava tanta coragem.. – Você machucou? – Ele perguntou sem gaguejar, a voz firme e calma. Joe a olhou rapidamente procurando por algum ferimento, pois o choque entre eles tinha sido tão rápido e violento.

   - Eu estou bem. – Ela sorriu um tanto sem jeito e se levantou fazendo careta. Ora! Ela tinha caído sentada. – Eu estava distraída ouvindo música, isso sempre acontece. – Acontecia geralmente quando ela estava nervosa ou ansiosa, então as caminhadas ajudavam, porém Demi ficava tão distraída em pensamentos que acabava esbarrando em alguém. – Você está todo sujo de sorvete. – Disse ao vê-lo se levantar e ficar todo sem jeito com o comentário dela. – Vamos procurar água e alguns guardanapos. – Demi comprou uma garrafa pequena de água mineral e pediu alguns guardanapos ao dono do carrinho sobre o olhar de Joe. Ela era tão graciosa, tão inteligente e simpática. Joseph estava encantado e até sorria enquanto a via conversar sobre o clima de Nova York e rir da ansiedade das crianças por mais sorvete.

   - Obrigado Demi. – Joe podia até ser tímido, porém não era mal educado. Demi havia o livrado de todo aquele grude do sorvete lhe lavando as mãos e com os guardanapos ela limpou a camisa que ele vestia.

   - É o suficiente para não ser atacado por moscas e abelhas. – Ela disse concentrada no que fazia. – Estava passeando? – Perguntou para descontrair o clima entre eles já que Joe estava um pouco tenso, deveria ser pela proximidade dela. – Tem sorvete aqui... – Os corações aceleraram.. Demi estava na ponta dos pés e limpava o queixo de Joseph com um guardanapo úmido e acidentalmente o olhar dela encontrou o dele e nenhum dos dois sabiam o que fazer..

 Apenas se olhavam com tanta intensidade como se estivessem conectados por algo tão forte e violento, grande e devastador. Os dedos dela finalmente entraram em contato com a pele macia do rosto de Joseph que a pinicava por conta da recém barba feita, Demi não sabia o que estava acontecendo, mas ela se sentia tão atraída por Joseph, era como se ele fosse um imã que a puxava e a envolvia com uma força que ela não conseguia pensar em outra coisa a não ser os olhos intensos e verdes dele, a boca bonita e em adentrar os cabelos da nuca enquanto ela selava os lábios aos dele no mais puro beijo.

Por toda a vida Joseph pensou que enfartaria quando chegasse aquele momento. Ele sabia o que estava para acontecer e ansiava para que acontecesse... Se tinha uma coisa que ele tinha certeza, era que queria beijar aquela mulher, Deus! Como ele queria beijá-la! Como ele queria envolver o corpo dela com os seus braços e beijá-la com paixão, beijá-la até que ambos ofegassem. O guardanapo não era mais uma barreira para que ele sentisse o toque de Demi em seu rosto, o toque que antes era cuidadoso agora era um leve e tímido carinho. E os olhos dela? Ele nunca havia fitado olhos tão marrons e tão doces, nunca tinha visto cílios tão femininos, sardas tão delicadas e lábios tão perfeitos.

Reaja a ela seu bobo! Joseph não sabia de onde vinha aquela voz, mas foi o suficiente para que ele tomasse coragem e levasse timidamente à mão a cintura de Demi. E ela respondeu! Deus! O coração do rapaz quase rasgou o peito de tanta fúria quando a mão livre de Demi acariciou o músculo do braço direito dele permanecendo ali e o carinho que ela fazia em seu rosto ficou mais intenso, o olhar se alternava entre os olhos e os lábios dele. Joseph fez o mesmo, ora fitava os olhos dela ora fitava os lábios, ele levou a outra mão à cintura de Demi e discretamente colou o corpo ao dela.

Ambos estavam nervosos, era de se perceber. O coração de Joseph batia tão rápido que Demi esboçou um pequeno sorriso e aproximou mais o rosto do dele na melhor forma que podia. O rapaz a correspondeu se curvando e então Demi o surpreendeu encostando os lábios nos dele. A vontade de Joseph era de sorrir, mas ele estava tão feliz por ter os lábios de Demi colados nos dele que ele fechou os olhos e apreciou aquele momento. O primeiro beijo estava acontecendo com a mulher que ele tanto gostava, com a mulher que ele estava apaixonado.

O que estava acontecendo Demi não sabia e não se permitia pensar, pois se o fizesse não estaria nos braços de Joseph se sentindo tão viva e completa. Aos poucos ela descolou os lábios dos dele e fitou a face bonita, acariciou o rosto e adentrou os cabelos macios, lisos e escuros com os dedos acariciando as mechas. Ele era lindo, simplesmente lindo e ela quase desfaleceu nos braços dele quando Joseph abriu os olhos mostrando a ela aquela infinidade verde. 

O que diria? Ela não sabia, apenas tornou a fechar os olhos e encostou os lábios entreabertos aos de Joseph para beijá-lo como ela necessitava. E ele o fez. Sim, Joseph entreabriu os lábios dele para encaixá-los aos de Demi, apertou mais os braços no corpo dela o trazendo mais para ele enquanto ela o beijava devagar. 

A magia que envolvia o casal morreu quando uma bola atingiu a cabeça de Joseph. Foi ai que os dois voltaram a realidade e perceberam o que faziam. Céus! Demi estava vermelha e boquiaberta, já Joseph tinha os olhos arregalados e sentia que teria um aquele de nervoso e timidez a qualquer instante. 

   – A gente só estava jogando e.. Você machucou? – Joe fitou o adolescente e balançou a cabeça negando, pois caso ele abrisse a boca para falar faria uma confusão com as palavras. – Desculpa. – Demi estava tão sem jeito quanto Joseph, mas ainda sim ela forçou um sorriso para o rapaz que se apressou em pegar a bola e voltar para o grupo de amigos. Deus! Que situação!

   - Vo..você está bem? – Demi perguntou revirando mentalmente os olhos para ela mesma. Que droga! Desde quando ela gaguejava? – Não machucou? – Perguntou engolindo em seco ao olhá-lo brevemente. O que tinha acontecido com a sua parte racional nos últimos cinco minutos? Deus! Ela não poderia colocar a amizade com Joseph em risco e não poderia estragar a relação com Jake.

   - Es..es..estou bem. – Disse Joseph todo sem jeito, gaguejando e fitando o chão. Diabos!

   - É.. Você já almoçou? – Demi perguntou sem olhá-lo enquanto eles caminhavam em silencio e sem rumo.

   - Eu.. Eu fui ao hospital tomar insulina. – Disse o rapaz tão baixinho que se Demi não estivesse próxima a ele não escutaria. – Almocei aqui perto. – Ao menos Joseph não estava gaguejando. Demi sorriu e pensou se tocaria no assunto do beijo ou deixaria como se nada tivesse acontecido, e a segunda opção a agradou, ela estava tão sem jeito quanto Joseph já que foi ela quem o beijou.

   - Está ansioso para a segunda-feira? – Demi arriscou olhá-lo e sorriu sem jeito quando encontrou o olhar de Joseph sobre ela. Bem, ela não se arrependia de ter o beijado.. Nenhuma mulher no mundo se arrependeria de beijar um homem tão lindo e doce como Joseph.

   - Contando os minutos. – O que estava acontecendo entre eles? Joseph sorriu cabisbaixo e feliz por não ter gaguejado, já Demi porque adorava ter Joseph por perto, além de ser fofo e uma graça, Joe a fazia se sentir segura.

   - Eu acho que eu fico por aqui. – Ela disse assim que eles chegaram em frente a rua que levava para o GE Building. – Te vejo mais tarde, certo? – Perguntou com tanta ansiedade, as bochechas estavam coradas e Demi não teve coragem de olhá-lo nos olhos.

   - Certo. – Apesar de tímidos, os dois sorriram verdadeiramente sentindo o coração acelerar no peito.

   - Tudo bem. – Demi mordeu o lábio inferior e colocou a mecha da franja atrás da orelha esquerda.

   - Tudo bem. – A risada dela soou tão menina. O sorriso de Joseph foi tão apaixonado quando Demi finalmente o olhou nos olhos e o abraçou como ela sempre fazia como se ele fosse o ursinho de pelúcia favorito de uma garotinha assustada numa noite de tempestade.

   - Tchau Joseph. – Demi não sabia o que fazer, estava nos braços dele e gostava disso, gostava ainda mais de ter os braços de Joe a apertando compra o peito. Fitando o teto composto pelas folhas e galhos das árvores, Demi fechou os olhos e respirou fundo adorando sentir o cheiro do leve perfume masculino do rapaz. – Até mais tarde. – De onde veio a coragem Demi não sabia, mas ela tinha selado a bochecha de Joseph com um beijo carinhoso antes de partir a todo vapor.


   - Até mais tarde Demi. – Ele sorriu quando Demi olhou para trás e logo voltou a caminhar. Um beijo. Ele havia ganhado um beijo da mulher que ele estava apaixonado.

Continua.. Oi, tudo bem? Eu estou bem graças a Deus! E ai? O que acharam do capítulo? O Jake atacando a Selena, o Jake enfiando minhocas na cabeça da Demi.. E bem, o "quase" beijo Jemi! Eu não sei se me precipitei, mas do nada me veio essa ideia e eu pensei "por que não?" E aconteceu.. O que vocês acham? Não foi um senhor beijo, porém mostra a atração e os sentimentos dos dois personagens... Como vocês acham que eles vão agir a partir de agora? Vão ignorar o que aconteceu ou dar continuidade? Um, eu fico por aqui.. Só queria comentar a questão da demora para postar, tudo bem, é chato e todo mundo fica ansioso, porém não é um ponto ruim porque ÀS VEZES eu não consigo desenvolver nada em dois dias, o word fica vazio e eu fico pensando por horas e horas no que escrever, mas não sai nada.. O tempo ajuda a escrever nessa situação porque aos poucos eu vou elaborando a história. Sobre a maratona, eu vou tentar fazer, mas tenho que elaborar melhor, ok? Obrigada pelos comentários, muito obrigada mesmo, estou muito feliz por vocês estarem gostando. Um abraço e resposta aos comentários no próximo capítulo.

15 comentários:

  1. A fanfic mais perfeita q existe, MDS, viciada nessa história, posta logo! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ficou maravilhoso esse cap. Vc ta me fazendo odiar mt esse Jake hein kkkkkkkkkkkkkk. Esse beijo só mostrou q Jemi se sentem atraídos porem tem medo... Eu tô começando a ficar c Lena da Selena, tadinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! O Jake é chato, mt mt mt mt chato! E vai ser mais chato ainda, mas vamos ver até onde ele vai..
      Exato! Eles tem medo, principalmente a Demi que está de rolinho com o Jake e tem medo de machucá-lo..
      A Selena vai sofrer ainda :/
      Beijo

      Excluir
  3. Eu pensava que ia rolar A pegação de Jemi kkk mas ainda é cedo ne. Enfim adorei o beijo e vamo ver até quando a Demi vai ser trouxa com o Jake kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma, calma ainda não shuahsua AINDA! Isso, a Demi vai ter que dá um pé na bunda do Jake, mas vai que ela fica com os dois..? JÁ PENSOU? shaushua vai saber né? Beijo

      Excluir
  4. Amandaaaaaa ai meu Deus eu te amo esperei taaanto por isso primeiro beijo Jemi dessa fic e você destruiu os forninhos mulheeeeer sjshsjsj não sabe o quanto eu te agradeço por isso ❤
    Foi taaaaao fofinho ai meu coração, melhor fic eveeer, e eu espero que eles continuem sendo taaao lendos e fofos Selena vai amaaaar também aaah *-*
    E quero que esse Jake suma nunca gostei dele Selena bem que fez derramando café nele e podia ter dado uma bela surra nele u.u
    Ninguém brinca com os sentimentos da Dem, se eu tivesse nessa história eu falaria pra demi "larga de ser trouxa mulher" mas enfim, tudo bem em ddemorar a postar Amanda não se preocupe você é uma ótima escritora e sempre arrasa nas fics monamur, vou indo beijo e assim que der você posta ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Foi tão fofo o primeiro beijo deles! O Joe melado de sorvete hsuahsu
      Imagina a primeira vez? Vc acha que o Joe vai sobreviver? Ele até que se controlou, mas né.. shaushuahsua
      A Demi ainda não contou para a Selena.. Ela está com o Jake na cabeça e pensando que ela está o traindo.. Mas vamos ver né?
      O Jake é um saco, mas ele ainda vai perturbar muito e muito, principalmente a Selena.. a Demi tem que descobrir logo o que ele e a Dianna estão tramando para se livrar logo desse traste.
      Exatamente! Ninguém brinca com os sentimentos da Dem! Por isso que a Selena está em ação e ela ainda vai fazer MUITO pela Demi e o Joe né.. kkkkkkkkkk a Demi está mesmo precisando ouvir esse "larga de ser trouxa mulher", mas coita, ela sempre se apaixonou por idiotas, hum.. será que o Joe vai ser um? Ele é fofinho e tals.. mas será que ele não vai machucar a nossa menina?
      Obrigada! Está complicado para escrever, eu estou tão sem ideias, mas eu não quero desistir dessa fanfic! Obrigada novamente!! Beijo

      Excluir
  5. maravilhosoooooooooooooooooooooooooooooooo. Posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Desculpe por te deixar tão ansiosa hsuahsuahsua
      já vou postar, e vou tentar não demorar tanto, mas seu estou tão sem ideia, sabe? Fico em frente ao notebook tentando pensar em alguma coisa para escrever e não sai nada. Isso é tão chato, eu acho que essa história tem tudo para ir para frente, mas eu não estou conseguindo fazer acontecer :/
      Beijo, e até o outro capítulo!

      Excluir
  6. mulher tu ta me matando de ansiedade, por favor posta logo esse cap.

    ResponderExcluir
  7. poooooooooooooooooooooooooooooooooooossssssssssssssssssssssssssssssttttttttttttttttttttttttttttttaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa o cap 15

    ResponderExcluir
  8. Estou completamente viciada, conseguir comentar antes de vc postar outro capitulo hehe
    Estou com tanta raiva de Jake, ele me dá nojo, espero que tenha alguma briga dele com Joe e Joe acabe com ele.

    Sam, xoxo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Joe envolvido em outra briga? Tadinho sauhsaus mas vamos ver né, tudo pode acontecer.. Obrigada por comentar, beijo!

      Excluir